TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»
Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2015
Tocha da FIR já tem programa em Portugal

URAP2

 A URAP associou-se à iniciativa da FIR (Federação Internacional de Resistentes), na qual é federada, que neste ano de 2015, com o pretexto de assinalar e comemorar o 70º Aniversário do fim da II Guerra mundial e da derrota do Nazi-Fascismo, fará percorrer a sua tocha, a Tocha da Liberdade e da Paz, por vários países da Europa num percurso que terminará em Berlim no mês de Maio.

A Tocha da FIR chega a Portugal a 29 de Janeiro e inaugura as comemorações na Cidade do Porto, onde de manhã ocorrerá uma sessão-aula para alunos da Escola Secundária de Gondomar e da parte da tarde dá-se às 17h a recepção da Tocha na Praça da Liberdade e subsequente partida para os Fenianos, onde ocorrerá uma Sessão Pública alusiva ao 70º aniversário da II Guerra Mundial.

No dia 30 de Janeiro a tocha dirigir-se-á à cidade de Aveiro, onde ocorrerá uma sessão-debate na Escola Secundária de Vagos.

A 1 de Fevereiro a Tocha rumará a Peniche onde (até dia 1 de Fevereiro), com a colaboração da Câmara Municipal de Peniche, sob o lema "Tocha da Liberdade em Peniche – 70º aniversário do final da 2ª Guerra Mundial" vão ocorrer diversas iniciativas tais como uma sessão de poesia na Escola Secundária de Peniche (dia 30, pelas 21:30h), uma visita à fortaleza de Peniche (com recepção da tocha pelas 10:30h de dia 1 de fevereiro), a inauguração de exposições (com destaque para a exposição "70º aniversário do fim da 2ª Guerra Mundial e da vitória sobre o nazi-fascismo", organizada pela URAP e patente até 5 de Abril, na fortaleza de Peniche) e o percurso da Tocha da Liberdade pelo concelho de Peniche (com a participação e colaboração do "Berlengas Bike Team", da Associação Recreativa, Cultural e Desportiva de Ferrel e do "Vespas Clube do Oeste").

Posteriormente até dia 5 de Fevereiro a Tocha percorrerá a cidade de Grândola, a cidade de Loures e na Freguesia de Alhandra, onde a URAP contará com o apoio das Câmaras Municipais de Grândola e de Loures e a União de Freguesias de Alhandra.

No dia 6 de Fevereiro, a Tocha estará na Cidade do Barreiro onde, com a colaboração da Câmara Municipal, da parte da manhã passará por várias zonas operárias do Concelho, sendo depois colocada no largo do mercado 1º de Maio (pelas 10h) onde posteriormente vai decorrer uma pequena sessão solene (pelas 10:05h) e um conjunto de outras actividades que se prolongam até à tarde, momento em que (pelas 15h) decorrerá no espaço J uma sessão-conversa dedicada à Paz e aos 70 anos do fim da II Guerra Mundial, terminando este dia no Cineclube do Barreiro com um Filme sobre a II Guerra Mundial seguido de debate.

Posteriormente é a vez do Seixal a 7 de Fevereiro receber a Tocha da Paz (onde com o apoio da respectiva Câmara Municipal, se inaugurará uma exposição da URAP, haverá o início de um ciclo de cinema e uma sessão-debate) e de Setúbal, a 8 de Fevereiro (contando também com o apoio da respectiva Câmara Municipal).

Entre 10 e 11 de Fevereiro é a vez da cidade de Almada receber a Tocha da FIR, onde com o apoio da Câmara Municipal de Almada estão previstas diversas iniciativas, sendo de destacar a recepção oficial da Tocha nos Paços do Concelho (pelas 10h), o percurso pelas 11 freguesias do concelho e uma sessão solene de encerramento (pelas 21h) no Fórum Romeu Correia.

Finalmente este périplo culminará a 12 de Fevereiro de 2015 na Cidade de Lisboa, onde com a colaboração da União de Sindicatos de Lisboa, ACCL, Voz do Operário, da Casa do Alentejo, do CPPC e de outras organizações, onde haverá, entre outras coisas, uma recepção da Tocha no Rossio, seguida de um cordão humano e que culminará com uma sessão de encerramento das actividades da Tocha da Paz e da Liberdade/FIR, a realizar no Rossio.

URAP1

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:02
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 27 de Janeiro de 2015
Há 70 anos (27/01/1945): Soviéticos libertaram «Fábrica da Morte»

 

Em Auschwitz chegou-se a aniquilar 6 mil seres humanos por dia

 

Publicado neste blog:

 

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:05
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2015
Paços de Ferreira 0-1 Benfica

SLB, SLB, SLB, GLORIOSO SLB


_

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 22:37
link do post | comentar | favorito
|

A espoliação dos trabalhadores de «recibo verde»

«Os trabalhadores a “recibo verde” (como antes eram conhecidos), também chamados “falsos independentes” porque muitos deles são verdadeiramente trabalhadores por conta de outrem já que estão sujeitos a um horário de trabalho, à disciplina patronal e têm um local de trabalho certo, que não gozam dos direitos e da proteção que têm os trabalhadores por conta de outrem, constituem uma das camadas mais exploradas e desprotegidas dos trabalhadores portugueses.

O seu número certo é desconhecido, pois são incluídos pelo INE na categoria genérica de “trabalhadores por conta própria” cujo número atingia, no 3º Trimestre de 2014, 859,3 mil. Estes trabalhadores são certamente muitas dezenas de milhares, estão por toda a parte, enchendo os “call center” das grandes empresas (companhias de seguros, bancos, empresas de telecomunicações, de energia, etc.) e são utilizados por muitas outras entidades patronais para realizar serviços necessários e permanentes das empresas, já que a fiscalização das ilegalidades neste campo é reduzida para não dizer inexistente.»

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:33
link do post | comentar | favorito
|

Medidas do BCE – um paliativo ao serviço dos interesses do grande capital financeiro

banco_central_europeu

Face à decisão hoje anunciada pelo Conselho de Governadores do Banco Central Europeu de medidas ditas de “expansão quantitativa”, o PCP salienta que:

1 – Estas decisões confirmam a persistência e a profundidade da crise económica e financeira na União Europeia e na Zona Euro, com a conjugação de crescimento económico “anémico” com deflação.

2 – Esta operação de expansão quantitativa (Quantitative Easing), através da qual se pretende comprar dívida soberana dos Estados-Membros no valor de 1,1 Biliões de Euros, não representa um financiamento directo aos Estados. Pelo contrário significa uma nova injecção de somas colossais no sistema financeiro sem qualquer garantia que se venha a traduzir em transferência de fundos para a chamada “economia real”. Trata-se de uma mega operação de fornecimento de liquidez aos bancos e aos grandes investidores institucionais detentores de títulos da dívida pública.

Ler texto integral

 

A Reserva Federal dos EUA desde 2007 injectou pelo menos 30 vezes mais (30.000.000.000.000€) na «economia» com os resultados que se conhecem...

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:37
link do post | comentar | favorito
|

Pablo Picasso: Pomba da Paz

Picasso - Paz

Clicar na imagem para ampliar 

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:13
link do post | comentar | favorito
|

E na Urgência do Hospital de Torres Novas...

Urgência H Torres Novas 2015-01-25

Clicar na imagem para ampliar

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:03
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 25 de Janeiro de 2015
As eleições na Grécia

 

O PCP considera que os resultados das eleições gregas representam uma derrota dos partidos que, ao serviço do grande capital, têm governado a Grécia e que, com a União Europeia, são responsáveis pela política de desastre económico e social que tem sido imposta ao povo grego – traduzindo-se na redução da percentagem conjunta agora obtida pela Nova Democracia e pelo PASOK.

Representam igualmente uma derrota para aqueles que no quadro da União Europeia procuraram, através de inaceitáveis pressões, chantagens e ingerências, condicionar a expressão eleitoral do profundo descontentamento e vontade de mudança política do povo grego.

Os resultados eleitorais expressam a rejeição da política imposta por sucessivos “programas de ajustamento” acordados com a troika, de intensificação da exploração dos trabalhadores, de destruição de direitos laborais e sociais, de negação das mais básicas e essenciais condições de vida, de declínio económico e de abdicação de soberania, sob o ditames da União Europeia e do Euro.

A rejeição do rumo de empobrecimento e de desastre económico e social, e a vontade de mudança de política traduziu-se na vitória do SYRIZA que foi a força política mais votada.

O Partido Comunista da Grécia obteve um resultado que contribuirá para o prosseguimento da luta que desenvolve em defesa dos interesses dos trabalhadores e do povo grego e contra as políticas que, ao serviço do grande capital e do imperialismo, tanto sofrimento têm imposto na Grécia.

PCP alerta para as manobras daqueles que, no quadro da União Europeia procurarão, como aliás já anunciaram, assegurar o prosseguimento do essencial da política de empobrecimento e desastre económico e social na Grécia e a continuação do domínio da União Europeia e do seu directório de grandes potências, liderado pela Alemanha.

Reiterando a sua solidariedade aos trabalhadores e ao povo grego, o PCP sublinha que serão estes a alcançar, pela sua luta, a resposta às suas necessidades e interesses e a concretização das suas legítimas aspirações a uma vida melhor, à sua dignidade e soberania - decidindo, sem quaisquer ingerências, o seu presente e futuro.

Para o PCP a solução dos graves problemas económicos e sociais que afectam a generalidade dos países na União Europeia exige a ruptura com as políticas, os instrumentos e os mecanismos de integração capitalista que os geram. Só este caminho permitirá respeitar de facto os sentimentos que o povo grego agora expressou.

Em Portugal, esse caminho passa necessariamente pela ruptura com a política de direita e por uma política patriótica e de esquerda que, entre outras opções fundamentais, passa pela renegociação da dívida de acordo com os interesses nacionais; pelo estudo e preparação do País para a sua libertação do domínio do Euro; por uma decidida política de aposta na produção nacional; pelo reforço do poder de compra dos trabalhadores e do povo; pelo controlo público dos sectores estratégicos, nomeadamente o sector financeiro; pela defesa e promoção dos serviços públicos; pelo combate à injustiça fiscal; por uma política que afirme o primado dos interesses do País e a defesa da soberania e independência nacionais.

Em Portugal face ao rumo de exploração, empobrecimento e declínio nacional, está nas mãos do povo português com a sua luta e o seu voto abrir um caminho vinculado aos valores de Abril e, pela sua parte, o PCP tem soluções para o País e está preparado para assumir todas as responsabilidades que o povo português entenda atribuir-lhe.

É com confiança que o PCP reafirma que nenhum obstáculo será inultrapassável se enfrentado por um povo decidido a tomar nas suas mãos o seu presente e futuro.

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 23:21
link do post | comentar | favorito
|

Cerimónia da Tomada de Posse do Presidente Evo Morales

Evo_morales_ines_zuber_2015-01-21

 Cerimónia da Tomada de Posse do Presidente Evo Morales

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 18:06
link do post | comentar | favorito
|

MARFA - «O 18 de Janeiro de 1934», canção sobre texto de Domingos Abrantes

Marfa

O 18 de Janeiro de 1934

canção sobre um texto de Domingos Abrantes para a revista «O Militante»

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:56
link do post | comentar | favorito
|

Colóquio em Lisboa: A SITUAÇÂO INTERNACIONAL e a LUTA pela PAZ

CPPC 2015-01-28

A instabilidade e complexidade que se vivem no plano internacional e a necessidade de as debater levam o Conselho Português para a Paz e Cooperação a organizar dois Colóquios - no  Porto  e em Lisboa - com o título «A situação internacional e a luta pela Paz», abertos a todos os interessados.

O Colóquio do Porto, realizou-se no sábado, dia 24 de Janeiro, no Clube dos Fenianos Portuenses. Teve a participação dos seguintes oradores: Luis Humberto Marcos (director do Museu Nacional da Imprensa); José António Gomes (escritor e professor do ensino superior); Vitor Pinto Basto (jornalista); Ilda Figueiredo (presidente da Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação).

Em Lisboa o colóquio decorrerá no próximo dia 28 de Janeiro, quarta-feira, pelas 18h, na Casa do Alentejo (Rua das Portas de Santo Antão, 58) com a participação de Ilda Figueiredo (Presidente da Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação); Carlos Almeida (Professor, Vice presidente do MPPM); José Goulão (Jornalista); Pedro Pezarat Correia (Major General na reserva)

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:06
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 24 de Janeiro de 2015
Tocha da Liberdade e da Paz

UPP Tocha Liberdade e Paz

UPP Tocha Liberdade e Paz1

 

Clicar nas imagens para ampliar

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 17:28
link do post | comentar | favorito
|

Palestra «Direitos Humanos e o Horror do Holocausto»

CPPC 2015-01-26

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 07:25
link do post | comentar | favorito
|

A Propósito das Agências de Notação de Risco

Agências Notação de Risco

As Agências de Notação de Risco - Um novo livro de Delfim Vidal Santos

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:03
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2015
Novas da Freguesia de Real: Janeiro 2015

Boletim Real Jan 2015

 

 Freguesia Informa - Janeiro 2015

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 09:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Plataforma Lisboa em Defesa do SNS

Plataforma Lisboa 1

 

Plataforma Lisboa 2

Clicar nas imagens para ampliar

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 09:25
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2015
Eles vivem acima das nossas possibilidades (corrigido)

Porto 1945-2013

  • Um quarto da riqueza, em Portugal, está na mão de 1% da população!
  • E 5% dispõe de quase 50%!
  • Segundo o INE, em 2010, os 20% da população mais ricos receberam 5,6 vezes mais rendimento do que os 20% da população mais pobres.
  • E, em 2012, esse valor tinha subido para 6 vezes mais.
  • Por outro lado, em 2010, os 10% mais ricos da população receberam 9,4 vezes mais rendimento do que os 10% mais pobres da população.
  • E, em 2012, já receberam 10,7 vezes mais.
  • Apenas 0,7 por cento da população adulta do planeta detém 44% da riqueza global!

 

Piramide riqueza global_2014

 (1 trilião de dólares é igual a 1.000.000.000.000 - 1 milhão de milhões)

 

Quem é que anda a viver acima das nossas possibilidades?

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 13:53
link do post | comentar | favorito
|

A Europa e a Grécia

Manifestação KKE 2012-11-17 É esta «Europa», decadente, em crise e em que o medo e a chantagem são armas de domínio, que vai também estar em julgamento nas eleições do próximo domingo na Grécia. Um país destruído economicamente, asfixiado por uma dívida imposta, vendido a retalho e ao preço da chuva ao grande capital estrangeiro, completamente submetido aos ditames dos seus «credores» e senhores e com um povo a sangrar feridas sociais, de dignidade e de soberania – é este País que vai a votos no domingo. Um povo massacrado e ferido, mas também um povo que há quase uma década protagoniza lutas sociais e de massas de grande envergadura para as quais o movimento sindical de classe e os comunistas gregos deram e dão contributos decisivos.

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 09:38
link do post | comentar | favorito
|

À porta das Finanças pelas 35 horas

Avante 2147     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:55
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2015
Moreirense 0-2 Benfica
SLB, SLB, SLB, GLORIOSO SLB

 

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 23:00
link do post | comentar | favorito
|

Vacada de gado arouquês sai de Cinfães e vai para o Alentejo para não sofrer mais ataques dos lobos!

Cinfães 2015-01-19

Cinfães 20150119_2

 Vacada de gado arouquês sai de Cinfães e vai para o Alentejo para não sofrer mais ataques dos lobos!

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 15:21
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 20 de Janeiro de 2015
Os «sindicatos livres» e os acontecimentos na Polónia (1981)

Mapa Polonia1

Mas é totalmente inverosímil – inverosímil quer segundo considerações de mero bom senso, quer à luz de uma qualquer «ciência» – que num estado com 30 milhões de pessoas, ninguém, nem uma única pessoa, antes da catástrofe de Agosto, tenha visto, tenha tomado consciência e, o mais importante, tenha tentado de uma forma directa e honesta levar ao debate da sociedade precisamente a essência, o problema nuclear, o «nervo» político-conceptual da explosão que se aproximava: o facto de que a direcção do partido e do Estado não tinha na realidade uma perspectiva estratégica definida, desenvolvida de acordo com o marxismo, mas apenas uma mixórdia estagnada de questões não resolvidas, obstinadamente não resolvidas, uma mixórdia coberta com uma falsa «aprovação popular» e na prática equivalente ao «afastamento da linha justa» do marxismo-leninismo.

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 09:20
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2015
SNS: A drenagem dos recursos do Estado para os bolsos do grande capital

dinheiro_euros_reuters

De facto, segundo informações vindas a público, enquanto os serviços públicos de saúde vão sendo sangrados dos necessários recursos e condições:

  • No último ano, foram abatidas 689 camas nos serviços públicos de saúde;
  • Os serviços de saúde privados revelam já uma capacidade de internamento igual a cerca de metade da que existe no Serviço Nacional de Saúde (mais de 9000 camas);
  • Por ano, internam 200 000 doentes, fazem 13 por cento das urgências (cerca de um milhão) e 30 por cento das consultas (mais de cinco milhões) de todo o País, facturando à volta de 1,5 mil milhões de euros;
  • Segundo a Associação Portuguesa de Hospitalização Privada estima-se que o sector privado conte já com 150 unidades de saúde com categoria de hospital (50 dos quais com serviço de internamento);
  • Entre os maiores grupos de saúde do País está a José Mello Saúde, com 1430 camas, a ES Saúde com 1179, a Lusíadas Saúde com 740 e o Grupo Trofa Saúde com mais de 500 camas, que, esta semana, abriu mais um hospital privado – o Hospital Privado de Gaia, com 100 camas, 73 consultórios e 35 salas de exames e tratamentos.

Para o grande capital, os lucros; para os trabalhadores e o povo, os custos.

Custos que também significam inacessibilidade, falta de assistência e morte.

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 18 de Janeiro de 2015
Marítimo 0-4 Benfica
SLB, SLB, SLB, GLORIOSO SLB

 

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 20:54
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 17 de Janeiro de 2015
UPP: Por «Terras do Vez» e do «Parque Natural Peneda Gerês» (folheto)

UPP Soajo

 

Clicar na imagem para ampliar

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:48
link do post | comentar | favorito
|

CNA: É negativo um primeiro balanço ao ano agrícola de 2014

VII Congresso CNA_3

É negativo um primeiro balanço ao ano agrícola de 2014

«Agora que se inicia um novo ano, a CNA – Confederação Nacional da Agricultura sublinha que, ao contrário dos anúncios mirabolantes do Ministério da agricultura, é muito negativo o balanço ao ano agrícola de 2014.»

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:09
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2015
Ruptura ou adaptação

Mapa Portugal Continental-e-Ilhas-Insulares

A ruptura que se impõe não será certamente um acto súbito mas um processo complexo passando por batalhas intermédias e objectivos concretos e imediatos. Mas não deve haver qualquer confusão entre propostas que, como as do PCP, se situam numa dinâmica de ruptura com um bloco imperialista que se considera irreformável e com um sistema capitalista que exige a sua superação revolucionária, e posições que na sua essência apenas visam «moralizar» e «corrigir os excessos» do capitalismo e afirmam a sua profissão de fé «europeísta», como no caso, tão mediatizado, do Syriza na Grécia. Entre ruptura e adaptação vai a distância que separa uma consequente posição de esquerda, revolucionária, de uma qualquer variante reformista de keynesianismo.

Portugal não tem alternativa senão enfrentar a necessária ruptura com o imperialismo com coragem e determinação. Com o apoio e a mobilização dos trabalhadores e do povo nada é impossível. Com incertezas, riscos e sacrifícios, sem dúvida. Mas não há ruptura de cadeias de opressão nem salto em frente no processo libertador que não tenha as suas dores de parto.

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:01
link do post | comentar | favorito
|

A que cortes estão sujeitas as pensões de reforma e de aposentação antecipadas em 2015?

«O governo acabou de publicar o Decreto-Lei 8/2015 que descongela as reformas antecipadas na Segurança Social. Neste estudo analisaremos os aspetos mais importantes deste decreto-lei assim como as alterações mais importantes feitas pelo governo no Estatuto da Aposentação em 2014 que está a determinar cortes elevados nas pensões dos trabalhadores da Função Pública que pedem a aposentada antecipada para surpresa de muitos embora já tivéssemos chamado a atenção em estudos anteriores para esse facto. Desta forma procuramos responder aos inúmeros pedidos de informação que nos têm sido feitos mas que tem sido impossível responder individualmente.»

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 11:31
link do post | comentar | favorito
|

Boletim CDU de Cinfães (Janeiro 2015)

Boletim_Cinfaes_Jan2015_Vertical_03-01

 

Boletim_Cinfaes_Jan2015_Vertical_03-02

 Clicar nas imagens para visualizar a ligação

A Comissão Concelhia de Cinfães da CDU, intervém com regularidade sobre os problemas que afectam a população do Concelho, mantendo uma postura atenta, construtiva e singular, com resultados positivos na elevação da qualidade de vida dos cinfanenses.

Neste Boletim de Janeiro de 2015, a CDU aborda temas prementes como os do risco de encerramento dos Postos Médicos de Oliveira do Douro, Nespereira, Moimenta, Santiago de Piães e Souselo, os ataques de lobos na Serra de Montemuro ao gado ovino e bovino e a não intervenção adequada dos serviços do Ministério da Agricultura, o encerramento do Tribunal e da Comarca de Cinfães e as graves consequências para o acesso à justiça das gentes já de si tão isoladas desta região, questões ligadas ao exercício autárquico e à falta de resposta a questões colocadas reiteradamente pela CDU.

Este Boletim vai ser distribuído por todo o Concelho de Cinfães, levando ao conhecimento das populações a postura da CDU sobre alguns dos problemas que influenciam o seu presente e o seu futuro.

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2015
Ganhar força na luta

Avante 2146

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:53
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



29
30
31


posts recentes

Tocha da FIR já tem progr...

Há 70 anos (27/01/1945): ...

Paços de Ferreira 0-1 Ben...

A espoliação dos trabalha...

Medidas do BCE – um palia...

Pablo Picasso: Pomba da P...

E na Urgência do Hospital...

As eleições na Grécia

Cerimónia da Tomada de Po...

MARFA - «O 18 de Janeiro ...

Colóquio em Lisboa: A SIT...

Tocha da Liberdade e da P...

Palestra «Direitos Humano...

A Propósito das Agências ...

Novas da Freguesia de Rea...

arquivos
tags

2009(213)

álvaro cunhal(422)

assembleia da república(481)

autarquia(259)

avante!(987)

bancos(199)

bce(227)

benfica(420)

blog(7137)

blogs(6889)

capitalismo(915)

caricatura(344)

cartoon(388)

castendo(7112)

cds(371)

cdu(532)

cgtp(305)

cgtp-in(354)

classes(265)

comunicação social(486)

comunismo(371)

comunista(1059)

crise(511)

crise do sistema capitalista(340)

cultura(210)

cultural(496)

democracia(571)

desemprego(526)

desporto(642)

dialéctica(254)

economia(820)

economista(331)

eleições(621)

emprego(380)

empresas(313)

engels(286)

espanha(223)

eua(796)

eugénio rosa(376)

exploração(239)

fascismo(241)

fmi(313)

futebol(430)

governo(1430)

governo psd/cds(363)

grupos económicos e financeiros(294)

guerra(444)

história(387)

humor(483)

imagens(687)

imperialismo(484)

impostos(250)

jerónimo de sousa(510)

jornal(466)

josé sócrates(466)

lénine(304)

liberdade(278)

liga(289)

lucros(216)

luta(203)

manifestação(253)

marx(305)

marxismo-leninismo(1168)

música(299)

notícias(833)

parlamento europeu(243)

partido comunista português(655)

paz(267)

pcp(3029)

penalva do castelo(419)

pensões(222)

poema(249)

poesia(376)

poeta(353)

política(731)

portugal(2233)

precariedade(257)

ps(555)

psd(515)

recessão(245)

revolução(558)

revolucionária(252)

revolucionário(734)

rir(441)

salários(518)

saúde(235)

sexo(274)

sistema(258)

sistema capitalista(233)

slb(434)

socialismo(723)

socialista(248)

sociedade(339)

sons(623)

trabalhadores(1145)

união europeia(754)

vídeos(706)

viseu(446)

vitória(286)

votar(230)

todas as tags

LIGAÇÕES A CASTENDO
visitantes
eXTReMe Tracker
Google Analytics
blogs SAPO
subscrever feeds