TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Quinta-feira, 11 de Agosto de 2016
Desenvolvimento e soberania

Avante 2228     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:14
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 4 de Agosto de 2016
Viver e lutar com alegria

Avante 2227     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:56
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 28 de Julho de 2016
Património de futuro

Avante 2226      para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 10:39
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 21 de Julho de 2016
Valorizar a produção nacional

     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:57
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 14 de Julho de 2016
Quebrar as amarras da UE

Avante 2224     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 07:00
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 7 de Julho de 2016
Basta de submissão à UE e ao euro

      para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 07:00
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 30 de Junho de 2016
Intensificar a luta, construir a alternativa

Avante 2222     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 01:11
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 23 de Junho de 2016
Não há Festa como esta!

Avante 2221     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:02
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 16 de Junho de 2016
Marcha pela Escola Pública

     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 11:59
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 9 de Junho de 2016
A escola pública é de todos

Avante 2219     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 18:44
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 2 de Junho de 2016
Vale a pena lutar

Avante 2218     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 07:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 25 de Maio de 2016
Milhares em defesa dos seus direitos

Avante 2217     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 07:35
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 19 de Maio de 2016
Quinta do Cabo já pertence à Festa

Avante 2216     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:37
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 15 de Maio de 2016
O Atrevimento da Ignorância (VII)

capas_cm 2016-05-05

 

O ridículo não está AQUI.

Está no atrevimento da ignorância de quem redigiu as «notícias» (???) e de quem aprova a edição de uma primeira página com este cabeçalho.

Que se saiba a igreja católica apostólica romana nunca contestou a lei da gravitação universal descoberta por Isaac Newton.

De acordo com esta Lei a força da gravidade é diretamente proporcional às massas dos corpos em interação e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre eles. É a gravitação que mantém os planetas em órbita ao redor do Sol.

Donde se conclui que se as pessoas tivessem de facto visto o Sol a girar vertiginosamente com uma velocidade extrema o planeta Terra teria sido de imediato projectado no espaço cósmico e nenhum de nós estaria vivo.

 

É pressuposto qualquer estudante do ensino secundário saber isto! Mas pelos vistos não é bem assim...

É o «Correio da Manhã» que temos!!!

 

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 10:39
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 12 de Maio de 2016
Acabar com submissão ao euro

     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:11
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 5 de Maio de 2016
CGTP-IN marca semana de luta

      para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 10:53
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 28 de Abril de 2016
Todos ao 1º de Maio

    para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 10:00
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 21 de Abril de 2016
Low-cost à custa do trabalho

     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 07:53
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 14 de Abril de 2016
Problemas do País têm solução

Avante 2211      para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:56
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 7 de Abril de 2016
Trabalho com direitos

Avante 2210     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:51
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 31 de Março de 2016
Força inspiradora de futuro

Avante 2209      para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 10:05
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 29 de Março de 2016
Terrorismo - Um pilar da estratégia de dominação mundial

aeroporto_bruxelas_atentado_2016-03-22

 

Nunca se falou tanto em terrorismo, nunca se proferiram tantas declarações definitivas sobre os esforços necessários para a extinção do fenómeno, nunca se teorizou e debateu tanto sobre a matéria e, no entanto, o papel do terrorismo na sociedade jamais foi tão influente – e fatal – como nos 15 anos que o século XXI leva de existência.

Uma das mais nefastas atitudes perante o terrorismo é a deturpação ostensiva do conceito, a sua redução a determinadas e particulares formas de violência, prática que dissimula e pretende absolver expressões organizadas e poderosas de terror quase sempre apresentadas como actos legítimos de anti terrorismo ou de «guerra contra o terrorismo».

Isto é, resumir as notícias e o debate sobre o terrorismo, como actualmente se faz, ao terrorismo dito de inspiração «islâmica» ou assimilável, é uma manobra manipuladora que pretende fazer esquecer, ostensivamente, o terrorismo de Estado ou expressões de violência que florescem à sombra deste, as quais tanto podem ser os clássicos esquadrões da morte como o patrocínio clandestino de grupos e organizações com vocação para derrubar governos e organizar golpes de Estado. Ou, como já deixou de ser segredo, organizar, treinar, armar e financiar grupos terroristas ditos «islâmicos», os quais, em boa verdade, não passam de exércitos privados de mercenários.

Ler texto integral

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 07:39
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 24 de Março de 2016
Controlo Público da banca é essencial

Avante 2208     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:49
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 17 de Março de 2016
Agricultores em luta

Avante 2207     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:45
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 10 de Março de 2016
Um grande Partido firme no seu ideal

Avante 2206      para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:16
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 3 de Março de 2016
Projecto cheio de pujança

Avante 2205      para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 15:59
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2016
Uma batalha em todas as frentes

Avante 2204     para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 16:38
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2016
Pelos direitos contra a precariedade

Avante 2203    para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:06
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2016
85.º aniversário de «Uma voz ímpar a levar mais longe»

Avante dia_estudante1962

 

Detentor de uma história heróica, órgão de informação único no País e instrumento de organização e luta do Partido Comunista Português, o Avante! faz 85 anos no próximo dia 15, consciente da sua importância e dos desafios que tem pela frente. O principal é, desde logo, chegar mais longe para melhor cumprir a sua função de jornal comunista, órgão central do PCP e tribuna dos interesses e aspirações dos trabalhadores e do povo. A campanha de difusão que está em preparação, visando evidentemente os militantes e amigos do Partido, dirige-se também aos trabalhadores, aos reformados, aos pequenos e médios empresários e agricultores, às mulheres e aos jovens – a quem o Avante! dá voz e, como nenhum outro, defende.

Aumentar consideravelmente a venda do Avante!, tanto na organização como junto dos trabalhadores e do povo, é não apenas a melhor forma de comemorar este expressivo aniversário como constitui, igualmente, uma medida fundamental para alargar o prestígio do Partido, reforçar a sua organização, unidade e coesão, e travar de forma mais consistente a dura batalha ideológica que os comunistas e os seus aliados têm perante si. É com esta consciência que, em todo o Partido, se está a debater os caminhos para alcançar tão ambicioso e necessário objectivo: no sábado, dia 13, Jerónimo de Sousa participa, em Lisboa, num encontro regional de quadros do Partido sobre esta questão e nas próximas semanas terão lugar em diversos pontos do País iniciativas comemorativas do aniversário do Avante! onde ela estará no centro das preocupações; em breve será lançada uma campanha de difusão.

Como qualquer outra tarefa do Partido, a distribuição e venda do Avante! deve ser assumida com o entusiasmo revolucionário que é devido a algo que contribui de forma tão decisiva para a construção, resistência, desenvolvimento e permanente reforço do Partido Comunista Português com as suas características e natureza singulares. Juntamente com a recolha da quotização e a distribuição de propaganda, ela exige persistência e tenacidade, algo que os comunistas portugueses deram já provas de possuir em doses inesgotáveis.

É de tudo isto que dão mostras aqueles que, já hoje, todas as semanas levam o jornal às casas e aos locais de trabalho de milhares de camaradas e o vendem junto às empresas, estações e paragens de transporte público, mercados e ruas. Estes são exemplos que importa generalizar e multiplicar em todas as organizações partidárias.

Um jornal único

A imprensa é, desde sempre, um instrumento fundamental da luta revolucionária: Marx e Engels criaram e dirigiram a Nova Gazeta Renana, considerada por Lénine «o melhor, insuperável órgão do proletariado revolucionário»; o próprio Lénine foi o grande responsável pela criação de dois dos mais importantes jornais comunistas do mundo, a Iskra e o Pravda, o primeiro dos quais com a função de ser o «sopro de um enorme fole de forja que avivaria cada chispa da luta de classes e da indignação popular, convertendo-a num grande incêndio»; poderosos partidos comunistas editaram sempre os seus jornais, alguns deles alcançando tiragens que faziam deles alguns dos mais lidos jornais dos seus países.

O PCP não foi excepção e deu sempre um grande destaque à imprensa: o seu primeiro órgão central, O Comunista, nasceu quase em simultâneo com o próprio Partido. Da reorganização de 1929 nasceu o Avante!, ao passo que a de 1940-41 tornou possível a sua saída regular até ao 25 de Abril, tornando-o no jornal comunista com mais anos de clandestinidade ininterrupta. Nas novas condições da Revolução, o Partido necessitava de um jornal legal e teve-o a 17 de Maio, menos de um mês após o derrubamento do fascismo: em tempos de complexa luta ideológica, tanto de avanço e conquista como de retrocesso e resistência, o Avante! legal foi um instrumento decisivo para guiar os comunistas, a classe operária e as massas em duras batalhas políticas e de classe.

Hoje, numa época marcada pelo poder avassalador dos media na formação de opiniões, gostos e opções políticas e ideológicas, a importância do Avante! não é menor. O controlo dos principais meios de comunicação social por grandes grupos económicos, ligados ao capital financeiro, tem repercussões na informação (e no entretenimento) produzida e difundida de forma massiva: a aceitação da exploração, do empobrecimento e da submissão como naturais e inevitáveis, o silenciamento e deturpação das análises, acções e propostas dos comunistas e do movimento operário e popular e a promoção de falsas alternativas são apenas algumas das linhas de ofensiva ideológica propagadas pela maioria dos órgãos de comunicação social, em Portugal e no mundo.

À imprensa comunista está, assim, colocado o desafio de, uma vez mais, noticiar o que outros calam, desmontar mensagens veiculadas pela restante comunicação social e apresentar os vários assuntos da actualidade nacional e internacional não na perspectiva da classe que domina política, económica, cultural e ideologicamente a sociedade mas do ponto de vista dos comunistas, da classe operária, dos trabalhadores e dos povos.

Dias Coelho

 

Instrumento de luta

Órgão de informação por excelência, um jornal comunista como o Avante! é, ele próprio, um instrumento da luta do Partido Comunista Português pela concretização do seu Programa «Uma Democracia Avançada – Os Valores de Abril no Futuro de Portugal», parte integrante e constitutiva da luta pelo socialismo e o comunismo, objectivo supremo e razão de existir do PCP.

Como se lê no Programa, a Democracia Avançada é «inteiramente correspondente aos interesses da classe operária, dos trabalhadores e das outras classes e camadas antimonopolistas e às necessidades nacionais». Nas páginas do Avante!, estas classes e camadas vêem plasmados os seus problemas, lutas e aspirações e a actividade e propostas das suas estruturas associativas. O Avante! assume-se, assim, como um indispensável veículo de aumento do prestígio e influência do PCP.

Em todas as fases e etapas da luta revolucionária, o PCP coloca o seu reforço como elemento central e o Avante! tem, também neste campo, um importante papel a desempenhar. Semana após semana, surgem nas suas páginas as análises, posições e propostas do PCP, a actividade das suas organizações e o conteúdo do seu Programa.

Mas o jornal comunista – o «organizador colectivo» de que falava Lénine» – dá também um contributo fundamental para a formação política e ideológica dos membros do Partido e, por consequência, para uma mais qualificada militância. Não é exagero afirmar que um militante que leia e estude regularmente o Avante! está mais preparado para desempenhar as suas tarefas, quaisquer que estas sejam. Porquê? Porque conhece as análises e orientações do Partido, sem silenciamentos e deturpações; porque está informado das lutas que se travam no País, dos seus objectivos e resultados; porque está mais confiante e é capaz de transmitir essa confiança; porque sabe que também por esse mundo fora, e por vezes em condições dramáticas, os povos resistem e, não raramente, vencem e avançam.

Para lá do que representa na promoção da unidade de pensamento e acção do Partido, o Avante!, pela forma como é distribuído, maioritariamente através da organização partidária, constitui ainda um vínculo semanal entre o Partido e os seus militantes e simpatizantes.

Todas estas virtudes do órgão central do PCP – como órgão de informação alternativo, voz dos explorados e instrumento de luta do Partido – serão tão mais potenciadas quanto maior for a venda, distribuição e difusão do Avante!. Está nas mãos dos comunistas, com a sua dedicação e tenacidade, levá-lo mais longe!

AQUI

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:03
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2016
Levar mais longe a nossa voz

Avante 2202    para visualizar clique aqui

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:59
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
18

20
21
22
24
25

26
27
28


posts recentes

Afirmar o Partido lutar p...

Resgatar a soberania

Trabalho permanente Contr...

Cem anos cheios de futuro

Portugal não pode adiar o...

Dar mais força ao PCP

Política patriótica e de ...

Ano novo com novas lutas

Entramos em 2017 com conf...

Intensificar a luta pela ...

600 euros já em Janeiro

Um Partido insubstituível...

Com os trabalhadores e o ...

Mobilização e entusiasmo

Manifestação nacional ama...

arquivos
tags

álvaro cunhal

assembleia da república

autarquia

avante!

bce

benfica

blog

blogs

capitalismo

caricatura

cartoon

castendo

cds

cdu

cgtp

cgtp-in

classes

comunicação social

comunismo

comunista

crise

crise do sistema capitalista

cultura

cultural

democracia

desemprego

desenvolvimento

desporto

dialéctica

economia

economista

eleições

emprego

empresas

engels

eua

eugénio rosa

exploração

fascismo

fmi

futebol

governo

governo psd/cds

grupos económicos e financeiros

guerra

história

humor

imagens

imperialismo

impostos

jerónimo de sousa

jornal

josé sócrates

lénine

liberdade

liga

lucros

luta

manifestação

marx

marxismo-leninismo

música

notícias

parlamento europeu

partido comunista português

paz

pcp

penalva do castelo

pensões

poema

poesia

poeta

política

portugal

precariedade

ps

psd

recessão

revolução

revolucionária

revolucionário

rir

salários

saúde

segurança social

sexo

sistema

sistema capitalista

slb

socialismo

socialista

sociedade

sons

trabalhadores

trabalho

troika

união europeia

vídeos

viseu

vitória

todas as tags

LIGAÇÕES A CASTENDO
Visitantes
eXTReMe Tracker
Google Analytics
blogs SAPO
subscrever feeds