TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Quarta-feira, 11 de Outubro de 2017
Centro de Saúde - Dirigentes do ACES Dão Lafões, não honram compromisso

Penalva-médicos-de-familia1

 

Nos últimos 10 anos, dirigentes e responsáveis do ACeS Dão Lafões assumiram repetidamente dois compromissos. Quer perante a Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Saúde, quer perante deputados do PCP, quer perante a população de Penalva do Castelo.

  1. Nenhum médico seria autorizado a sair, a menos que estivesse garantida a sua substituição;
  2. Estaria fora de causa alterar os horários das urgências.

Infelizmente NENHUM destes compromissos foi cumprido.

Assim:

  1. Continuamos a ter utentes sem médico de família.
  2. O horário de atendimento foi reduzido.
  3. O Serviço de Atendimento Complementar foi extinto.

Com a saída de 2 médicos nos últimos 2 meses e com as férias de um terceiro, a partir da próxima semana, na prática, haverá apenas 2 médicos - quando deveriam ser cinco - a assegurar todo o serviço!

Hoje já há receitas de medicamentos para doenças crónicas por passar.

Esta situação é absolutamente insustentável, inadmissível e desrespeitadora do direito à saúde!

Os dirigentes do ACeS Dão Lafões e da Administração Regional de Saúde do Centro tiveram conhecimento prévio, com pelo menos 60 dias de antecedência, dos pedidos de saída dos dois clínicos.

Os utentes do Centro de Saúde, esses, foram apanhados de surpresa. A população de Penalva do Castelo merece mais respeito.

O que é que a Câmara está a fazer? Sabendo da situação, não se conhece nenhuma posição pública. E como quem cala, consente, ficamos ainda mais preocupados.

Estas políticas põem em causa o espirito e o objectivo central do Serviço Nacional de Saúde: prestar cuidados de saúde de proximidade, com qualidade e eficiência a todos os utentes.

É urgente e imperioso que os responsáveis pela manutenção deste estado de coisas assumam as suas responsabilidades. E sejam penalizados pelos seus actos.

A saúde dos utentes do Centro de Saúde de Penalva do Castelo não pode andar ao sabor de erros de burocráticos e de gestão.

De imediato será lançado um abaixo-assinado com as nossas exigências. 

Basta de políticas que só querem poupar dinheiro!

Queremos ser tratados como cidadãos de primeira!

Há que repor desde já o normal funcionamento do Centro de Saúde!

 

Penalva do Castelo, 11 de Outubro de 2017

Comissão Concelhia de Penalva do Castelo do Partido Comunista Português

AQUI

 

pcp4.jpg

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 16:12
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 20 de Julho de 2017
ACES Dão Lafões: Despacho põe em causa a prestação de cuidados de saúde à população

centro_saude_2012

O Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República teve conhecimento de que o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Dão Lafões publicou, no passado dia 14, o despacho nº 22/DE/2017 relativo a transporte de pessoal - domicílios de enfermagem e médicos, no qual são dadas orientações sobre transporte do pessoal para a realização destes serviços.

O “Despacho” assinado pelo Director Executivo do ACES Dão Lafões define critérios economicistas e contrários ao interesse da população alvo e ao bom desempenho das equipas que asseguram este reconhecido serviço público, para impor a  “imediata suspensão dos domicílios preventivos” em táxis ou viaturas oficiais.

Para a utilização das viaturas, determinou o escalonando da prioridade da sua utilização por esta ordem:  a) “viatura de serviço sem motorista; b) viatura de serviço com motorista; c) viatura própria e d) táxi apenas excepcionalmente, quando fundamentado e solicitado com uma antecedência mínima de 10 dias úteis sobre a data da prestação de cuidado”.

Estas incompreensíveis orientações são sustentadas no facto de a “verba orçamentada por parte da ARSC IP, para este ACES, para o ano de 2017 [ser] de 70.000,00 €” e de haver a previsão de que esta se esgote no final do corrente mês”.

Ler texto integral

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 11:40
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 30 de Março de 2015
Almoço Comemorativo 94º Aniversário PCP - Penalva do Castelo

Almoço 94 PCP Penalva do Castelo1

Almoço 94 PCP Penalva do Castelo2

Almoço 94 PCP Penalva do Castelo

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:47
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 20 de Março de 2015
Penalva do Castelo: Almoço Comemorativo 94º Aniversário PCP

Aniversario_PenalvaCastelo_2015

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 07:39
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 19 de Março de 2015
94º Aniversário do PCP Comemorado em Viseu

pcp_94anos_vertical

94º Aniversário do PCP Comemorado em Viseu

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 14:59
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 20 de Junho de 2014
Jaime Gaspar Gralheiro (7 de Julho de 1930 / 20 de Junho de 2014)
-

Jaime Gaspar Gralheiro

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 22:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 12 de Julho de 2013
Miguel Tiago em Penalva do Castelo

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 09:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 5 de Abril de 2013
O Governo e os dirigentes da ARS Centro não têm vergonha na cara?
-

A Comissão de Utentes dos Serviços de Saúde de Penalva do Castelo teve conhecimento em Novembro, pela comunicação social, que a Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro ia celebrar novo contrato com o médico Ivan Colesnic para que se mantivesse como médico de família no Centro de Saúde de Penalva do Castelo.

Seria uma boa notícia a demonstrar que a luta neste caso dos penalvenses valeu e vale a pena e dá frutos para manter os direitos sociais e pela melhoria das nossas condições de vida.

Mas, ao mesmo tempo, estranhámos e repudiámos publicamente a afirmação dos dirigentes da ARS Centro de que «O clínico ficaria ausente temporariamente até que a celebração do novo contrato fosse autorizada pelo ministério [da Saúde]». A ARS, bem como o ACES Dão Lafões III, sabiam perfeitamente que o contrato terminava a 31 de Dezembro de 2012. Mas nada fizeram para ultrapassar este espaço de tempo sem médico.

Entrámos no mês de Abril e passaram mais de 3 meses e a situação não se alterou! E perguntamos, qual seria a situação se o médico em causa tivesse ficado em casa em vez de se apresentar todos os dias ao trabalho? Seriam mais de 1.500 doentes sem consulta!!! E teríamos apenas 3 (três) clínicos para mais de 8 mil utentes. Quem pagou estes meses de trabalho? A Câmara Municipal? Mas não é da sua responsabilidade e está assim a fazer o frete ao Governo e ao Ministério da Saúde.

Sobre isto a ARS Centro nada diz. A mesma ARS que em Novembro foi veloz em tentar desvalorizar e descredibilizar a reclamação e a luta da população deste concelho em defesa do normal funcionamento do seu Centro de Saúde. Por outro lado a direcção do ACES nada sabe. Mas consta, no entanto, que o contrato está para assinar desde Janeiro no Ministério das… Finanças (!!!).

Isto tudo vindo do mesmo governo e do mesmo ministro que arranjaram em menos de 24 horas 1.500.000.000€ para acudir a um banco (Banif) que valia em bolsa 500.000.000€, mas que está há mais de três meses para rubricar um contrato com um médico. Dois pesos e duas medidas: tudo para os ricos, nada para os do costume, os pobres e desfavorecidos deste país.

A saúde dos utentes do Centro de Saúde de Penalva do Castelo não pode andar ao sabor de erros de burocráticos e de gestão. É um erro os utentes estarem sem médico de família. Por isso reafirmamos que a situação só voltará à normalidade quando voltarmos a ter o mesmo número de médicos e de enfermeiros.

 Penalva do Castelo, 04 de Abril de 2013

Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Saúde de Penalva do Castelo

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:40
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 22 de Novembro de 2012
A incrível resposta da Administração Regional de Saúde do Centro
-

Ao ouvir a resposta da ARS Centro nem queria acreditar: «O clínico deverá ficar ausente temporariamente até que a celebração do novo contrato seja autorizada pelo ministério [da Saúde]».

Mas estamos a falar de quê? De papéis ou de pessoas de carne e osso, com os seus problemas de saúde? E os utentes, enquanto esperam, que se lixem!!! É essa a lógica da ARS? E as consultas já marcadas? E...

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 21 de Novembro de 2012
Até a Saúde nos estão a roubar! Não vamos Permitir!

-

Já não bastava o aumento brutal das taxas moderadoras.

Já não bastava a diminuição do apoio ao transporte de doentes.

Já não bastava a falta de médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde, no nosso Centro de Saúde.

Já não bastava o aumento do tempo de espera para cirurgias e consultas de especialidade.

Agora o Ministério da Saúde pretende retirar-nos mais um médico, o doutor Ivan Colesnic. Médico esse que presta serviço no Centro de Saúde desde 2005, há 7 anos. O pretexto é a não renovação do contrato de avença. Sem qualquer justificação.

Em 7 anos Penalva do Castelo passou de 7 para 4 médicos. Pelos vistos ainda não estão satisfeitos! Agora pretendem reduzir para 3!!!

Num contexto que vem provar, se necessário fosse, como a desculpa da «falta de médicos» (e enfermeiros) é uma rematada aldrabice.

Quantos penalvenses vão morrer fruto destas políticas criminosas que se traduzem na falta de assistência médica e na diminuição da esperança de vida?

A população de Penalva do Castelo não aguenta mais!

Vamos defender o Serviço Nacional de Saúde, única forma de garantir o acesso de todos os portugueses aos cuidados de saúde.

Vamos manifestar junto da Direcção do ACES Dão Lafões III, junto da ARS Centro, junto do Ministério da Saúde, por todas as formas, a nossa firme oposição à saída de mais um médico do Centro de Saúde.

Penalva do Castelo, 20 de Novembro de 2012

Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Saúde de Penalva do Castelo

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 10:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 12 de Abril de 2012
A saúde é um direito – Não é um negócio!

A saúde é um direito – Não é um negócio!

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 18:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 6 de Abril de 2012
Penalva do Castelo: Até a saúde nos estão a roubar, não vamos permitir!

-

Pelo segundo fim-de-semana seguido e pelo terceiro dia, os utentes do Centro de Saúde de Penalva do Castelo depararam-se com as portas encerradas. O pretexto invocado é o da falta de médicos.

Não houve qualquer aviso prévio, nem do ACES Dão Lafões III, nem da Administração Regional de Saúde do Centro. População e autarcas foram apanhados de surpresa.

A Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Saúde do Distrito de Viseu (CUSPSDV), Núcleo de Penalva do Castelo, manifesta o seu mais veemente protesto e frontal oposição estes encerramentos.

Esta situação é absolutamente inadmissível e criminosa!

As únicas alternativas para os utentes são os Centros de Saúde do Sátão e de Mangualde, ou as urgências do Hospital de Viseu. Percursos entre 15 a 30 Km distantes do centro da vila e sem transportes públicos.

As verdadeiras causas deste encerramento, que vai continuar, são as políticas economicistas deste Governo. Políticas de Saúde que desprezam os cidadãos. Para os bancos há dinheiro, mas para os portugueses não.

É urgente e imperioso que os responsáveis pela manutenção deste estado de coisas assumam as suas responsabilidades. E sejam penalizados pelos seus actos.

A Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Saúde do Distrito de Viseu (CUSPSDV), Núcleo de Penalva do Castelo, está certa e segura que a população do concelho saberá dar a resposta necessária.

Desde já comparecendo na Concentração a realizar no próximo dia 14 de Abril, em Coimbra, pelas 15h00m, na Rotunda dos Hospitais da Universidade.

Penalva do Castelo, 6 de Abril de 2012

Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Saúde do Distrito de Viseu (núcleo de Penalva do Castelo)

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011
Iniciativa de homenagem a Jaime Gralheiro reuniu centenas de pessoas

Iniciativa de homenagem a Jaime Gralheiro

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sábado, 17 de Setembro de 2011
São Pedro do Sul: Homenagem pública a Jaime Gralheiro

Clicar na imagem para visualizar a ligação

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 31 de Agosto de 2011
Importante VITÓRIA!

Mais de duas mil assinaturas recolhidas em pouco mais de 15 dias em defesa das nossas reivindicações sobre o Centro de Saúde.

Abaixo-assinado entregue em mão a 18 de Março na maior manifestação realizada em Penalva do Castelo depois do 25 de Abril.

Plenário da população onde foi aprovada por unanimidade e aclamação uma moção reafirmando as nossas reivindicações:

  • Aumento do número de médicos;
  • Reabertura do Serviço de Atendimento Permanente;
  • Melhoria dos procedimentos.

Deslocação desta Comissão, acompanhada de outros utentes, a Coimbra à Administração Regional de Saúde do Centro.

Aí foi-nos transmitido o seguinte:

  • Os quatro clínicos assumem o atendimento dos doentes que não têm médico de família, e passam a acompanhá-los como se pertencessem ao seu próprio ficheiro de utentes;
  • Os procedimentos, nomeadamente marcação de consultas e passagem de receitas serão melhorados.

Significa isto que, fruto da nossa luta expressa no abaixo-assinado, na manifestação, no plenário e na concentração em Coimbra, obtivemos uma importante vitória. Estaremos atentos ao cumprimento integral dos compromissos assumidos. E dispostos à luta se os mesmos forem esquecidos.

Provou-se mais uma vez que: «Quem luta pode ganhar ou perder, mas quem não luta perde sempre».

-

VALEU A PENA LUTAR!

-

Penalva do Castelo, 29 de Agosto de 2011

Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Saúde do Distrito de Viseu (núcleo de Penalva do Castelo)

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Segunda-feira, 1 de Agosto de 2011
Homenagem pública a Jaime Gralheiro

Homenagem pública a Jaime Gralheiro

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:03
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 19 de Julho de 2011
Plenário/Concentração em defesa do Centro de Saúde de Penalva do Castelo

Clicar na imagem para visualizar a ligação

-

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:07
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quarta-feira, 13 de Julho de 2011
Andam a brincar connosco e com a nossa Saúde!

Foram mais de 2 000 (duas mil) as assinaturas recolhidas no abaixo-assinado contra a falta de médicos de família e outros problemas denunciados no Centro de Saúde de Penalva do Castelo. A Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Saúde do Distrito de Viseu (CUSPSDV), Núcleo de Penalva do Castelo, entregou no passado dia 18, de Março a petição no Centro de Saúde, durante uma concentração com mais de 300 pessoas à porta do edifício.

À petição entregue juntou-se uma moção aprovada por unanimidade na Assembleia Municipal.

Nesse dia, em reunião com a Comissão de Utentes, o Director Executivo do ACES Dão Lafões III, Dr. José Craveiro assumiu um conjunto de compromissos para com a população do nosso concelho.

Passados quase 4 meses, verifica-se que NADA, RIGOROSAMENTE NADA, foi feito.

Esta situação é absolutamente insustentável!

É urgente e imperioso que os responsáveis pela manutenção deste estado de coisas assumam os seus compromissos. A população de Penalva do Castelo merece mais respeito e não vai continuar a permitir que brinquem com ela.

É necessário:

  1. Aumento do número de médicos;
  2. Reabertura do Serviço de Atendimento Permanente;
  3. Melhoria dos procedimentos.

Vamos TODOS decidir a resposta a dar. Na próxima SEXTA-FEIRA, dia 15 de Julho, pelas 10h00m, no salão da Junta de Freguesia da Ínsua.

COMPARECE! NÃO FALTES!

Penalva do Castelo, 8 de Junho de 2011

Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Saúde do Distrito de Viseu (núcleo de Penalva do Castelo)

-

 

Vamos TODOS participar no Plenário / Concentração da população de Penalva do Castelo

Vamos discutir e tomar medidas sobre a situação no Centro de Saúde

É já na próxima SEXTA-FEIRA, dia 15 de Julho, pelas 10h00m, no salão da Junta de Freguesia da Ínsua

COMPARECE! NÃO FALTES!

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 16:49
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 26 de Abril de 2011
«GRÂNDOLA´S» em S. Pedro do Sul

GRÂNDOLA´S” EM S. PEDRO DO SUL

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 18:09
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Domingo, 20 de Março de 2011
Penalva do Castelo - Mais de 300 pessoas manifestaram-se pela melhoria dos cuidados de saúde

Foram mais de 2000 as assinaturas recolhidas no abaixo-assinado contra a falta de médicos de família e outros problemas denunciados no Centro de Saúde de Penalva do Castelo. A Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Saúde do Distrito de Viseu (CUSPSDV), Núcleo de Penalva do Castelo,  entregou esta sexta-feira, dia 18, a petição no Centro de Saúde, durante uma concentração com mais de 300 pessoas à porta do edifício.

À petição entregue esta sexta feira junta-se  uma moção aprovada por unanimidade na Assembleia Municipal.

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:02
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Segunda-feira, 14 de Março de 2011
Pela nossa saúde!

Excelentíssimo Sr. Presidente do ACES Dão Lafões III:

-

O Centro de Saúde de Penalva do Castelo serve uma população residente de mais de 9 mil habitantes significativamente envelhecida.

Neste momento, fruto da saída de vários médicos, mais de 30 por cento da população está sem médico de família. Os actuais recusaram-se a fazer horas extraordinárias.

O horário de atendimento foi reduzido. O Serviço de Atendimento Permanente foi extinto, sendo os doentes urgentes encaminhados para o Hospital de Viseu. O que implica deslocações de, no mínimo, 30Km a, nas freguesias mais distantes, 50Km ou mais.

As queixas avolumam-se, com pessoas à espera de consulta há mais de um mês. Com medicamentos para doenças crónicas por passar, o que é insuportável e inadmissível. Com desmarcações sucessivas de consultas. Com dificuldades na obtenção de guias de transporte para tratamentos.

O que, sendo penalizador para todos os utentes, o é sobretudo para os mais idosos. O que se traduz em manifesto prejuízo para a qualidade do serviço prestado. E que é um sinal claro de abandono que vivamente repudiamos. Esta situação é insustentável.

É urgente e imperioso que Vossa Excelência mande tomar as medidas necessárias para evitar mais prejuízos para a população: Aumento do número de médicos; Reabertura do Serviço de Atendimento Permanente; Melhoria dos procedimentos. Correspondendo assim às legítimas preocupações dos utentes do Centro de Saúde de Penalva do Castelo.

Viseu 3 de Março de 2011
Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Saúde do Distrito de Viseu (núcleo de Penalva do Castelo)
-

 Vamos TODOS entregar o abaixo-assinado sobre o Centro de Saúde de Penalva do Castelo!

É já na próxima SEXTA-FEIRA, dia 18 DE MARÇO, pelas 10h30m, em frente ao Centro de Saúde.

COMPARECE! NÃO FALTES!

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 14:14
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 3 de Fevereiro de 2011
Governo falta com apoio aos agricultores das áreas ardidas

Clicar na imagem para visualizar a ligação

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 16:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Terça-feira, 13 de Abril de 2010
Em Viseu: «Com o PCP Lutar e Vencer»

Em 2010:

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:08
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 7 de Fevereiro de 2010
Santa Comba Dão: Governo PS retoma ofensiva contra os SAPs

     Perante o silêncio cúmplice e comprometedor do Presidente da Câmara Municipal, o Governo do PS acaba de desferir mais um rude golpe nos direitos legítimos das gentes de Santa Comba Dão a cuidados de saúde de proximidade, mandando encerrar o SAP, a partir da meia noite, e extinguir as Extensões de Saúde de Óvoa, Pinheiro de Ázere e S. Joaninho.

Este é um perigoso sinal do Governo, que no anterior mandato, perante a luta determinada das populações, recuou nos seus intentos de encerramento dos SAPs, e que agora, comprada, sabe-se lá a troco de quê, a inércia de alguns autarcas, retoma a sua ofensiva de eliminação de serviços públicos fundamentais à garantia do bem estar das populações.

Neste contexto, as declarações do director  do ACES Dão Lafões III (no seu papel de comissário político) à comunicação social, não deixam dúvidas sobre os objectivos do Governo nesta área: “Se dá prejuízo, fecha-se”. “Se faltam médicos do SNS, dá-se lucro a empresas privadas, contratando-lhe médicos do SNS aposentados”. É mais fácil encerrar do que dotar estes estabelecimentos de saúde, dos médicos e das valências necessários.

(sublinhados meus)

                                                                                    


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:02
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 11 de Junho de 2008
Administração da TERMALISTUR impede jovens mães de amamentar os filhos

    Num acto de inqualificável discriminação social e de género, e num atentado brutal contra as leis do trabalho, a Administração da Termalistur, nas entrevistas para selecção de pessoal para trabalhar nas Termas de S. Pedro do Sul, quando se trata de mulheres, confronta-as com a seguinte pergunta: “estão a alimentar algum filho com leite materno?”. Em caso afirmativo, são-lhe colocadas duas opções: ou desistem da candidatura ao emprego, ou, se o aceitam, são chantageadas para prescindir das horas a que por lei têm direito para amamentar os seus bebés.

                     

Ler Texto Integral

                                   


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:09
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 15 de Maio de 2008
TERMAS DE S. PEDRO DO SUL - O LOBO FOI AO REDIL ….

    Tal como o PCP previu no seu Comunicado de 19/12/07, correm fundadas notícias de que a Termalistur se prepara para vender o capital social da Empresa à Martifer, grupo com inconfessados interesses na área do turismo: sabemos que tem em carteira o estudo para construção de um grande resort na região de Lafões.
Significa isto, na prática, que o Presidente da Câmara e a maioria PSD, à revelia do controle político da Assembleia Municipal, estão prestes a consumar o crime há muito perseguido de vender a qualquer preço e à sorrelfa o património municipal mais valioso, os Balneários das Termas de S. Pedro do Sul.  
Como vaticinamos em Dezembro/07, a venda das Termas (Balneário D. Afonso Henriques) pela Câmara à Termalistur, foi um mero expediente, uma cortina de fumo para encobrir os verdadeiros objectivos do "negócio". Como então dissemos, uma empresa tecnicamente falida como a Termalistur, não podia suportar sem recurso à alienação de património, os encargos com os empréstimos e o serviço da dívida. O Presidente da Câmara e o PSD sabiam isso de antemão, razão porque apostaram nesta "jogada", que leva a água ao seu moinho.
O lobo que persegue a presa e vê frustrados os intentos inventa sempre novas estratégias. Assim tem sido o obsessivo comportamento do Presidente da Câmara em relação à privatização das Termas. Todos estamos lembrados dos burlescos números de circo que este "negócio" já propiciou: empresas inventadas à pressa, negócios anulados já no cartório, assessores municipais a representar as empresas adquirentes, trapacices e mais trapacices que nos levam a questionar se, por de trás deste "negócio", não estará mais do que a consabida necessidade de injectar dinheiro na Câmara, para solver a falência a que os partidos nela representados a conduziram?
Senão vejamos: o Presidente da Câmara é simultaneamente presidente da Termalistur, cujo mandato vai para além do mandato autárquico. Se em 2009 não for eleito Presidente da Câmara, já tem o futuro assegurado como Administrador da Termalistur, ou com direito a choruda indemnização, em caso de improvável despedimento. Chama-se a isto: tratar da vidinha.
A consumar-se, esta notícia será mais uma história de perfídia contra o Concelho e os sampedrenses. Já estamos a ver badalarem o argumento das hipotéticas vantagens do Grupo Económico comprador. Uma coisa é certa: as Termas deixarão de pertencer ao Município e passarão a reverter a favor de uma empresa privada que acumulará os lucros para proveito próprio e não para reinvestir em obras públicas a favor da população do Concelho. Não esquecer que a Termalistur pagava à Câmara 150 mil euros por mês de rendas. Sendo que todo o investimento até agora feito no Balneário foi com dinheiros do erário público que todos pagámos e continuamos a pagar.
Em face deste desaforo, é legitimo perguntar: para que servem este Presidente e estes Vereadores? Porque não entregam a gestão da própria Câmara ao mesmo Grupo Económico? Pois...perdiam o emprego, não era?
Incompreensível é a passividade do Governo, do Tribunal de Contas e do Ministério Público perante a evidência pública de gestão danosa. Será devido ao mesmo síndrome que o PS local está quedo e mudo?
O PCP não se calará! Com a ajuda dos democratas e dos homens e mulheres de bem deste Concelho, não descansaremos na luta por umas Termas públicas e ao serviço da população.

(sublinhados meus)

                            
S. Pedro do Sul, 15/05/2008
A
Comissão Inter-Concelhia de Lafões do PCP
                     


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 11:13
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 3 de Fevereiro de 2008
A MEDALHA FICOU ORFÃ

  Salvaguardadas as devidas proporções históricas, a caricata cena de “beija-mão” protagonizada pela Câmara de S. Pedro de Sul em relação ao Ministro da Saúde, assemelha-se pelo ridículo ao juramento de fidelidade da “brigada do reumático” perante Caetano. O ministro caiu poucos dias depois da cena de vassalagem e servilismo do executivo sampedrense, o ditador foi-se passado um mês com o 25 de Abril.
Vendo pelas ruas da amargura o seu prestígio local de autarca, o Presidente da Câmara de S. Pedro do Sul, com o sentido de oportunidade que se lhe reconhece, quis chamar a si o mérito pelo hipotético recuo do ministro quanto ao SAP. Tirou para o efeito da cartola mais um dos seus já famosos números de magia política, aproveitando bem as hesitações e contradições geradas no PS pelo encerramento nocturno do SAP de S. Pedro de Sul. Com base numa mera promessa do Ministro quanto à futura instalação no Concelho do Serviço de Urgência Básico (SUB), fez aprovar por unanimidade em reunião do Executivo a atribuição ao Ministro da medalha de ouro do município, dando disso conta aos munícipes, em carta colorida paga pelo erário público.
Para justificar a atribuição do galardão não poupou nos encómios, afirmando de certeza certa que o povo de S. Pedro do Sul ficaria eternamente grato ao ministro pela decisão. Que decisão? A única que o povo conhece é a do encerramento nocturno do SAP. A medalha era para agradecer este atentado à qualidade dos cuidados de saúde prestados à população? E o SUB não esteve desde sempre previsto no Relatório da Comissão Técnica de Apoio ao Processo de Requalificação da Rede de Urgência Geral e não foi Correia de Campos como ministro que encerrou o SAP no período nocturno antes de instalar o SUB? E o novo Centro de Saúde … quem o retirou do PIDDAC, não foi este Ministro e este Governo?  Que feito extraordinário justifica então a “medalha de ouro”?
Apenas o oportunismo bacoco do Presidente da Câmara secundado pela obsequiante e subserviente vereação do PSD/PS, que não olham a meios para esconder do povo o atoleiro em que mergulharam as finanças do município.
Esta tentativa de dar mérito a um ministro e uma política desacreditados pelo protesto das populações, não se importando para isso de atraiçoar a luta de concelhos vizinhos, mostra bem o carácter demagógico e arrivista de quem o promove.
Como sempre a vida, na sua imensa sabedoria, encarregou-se de pôr as coisas no seu devido lugar. A demissão do Ministro deixou assim “órfãos” os medalhísticos vereadores, agora a braços com falta de cachaço onde dependurar a medalha.
N.B. – E como é que uma Câmara a quem ninguém fia um prego ia arranjar dinheiro para comprar a medalha de ouro?

30 de Janeiro 2008
In
Comissão Inter-Concelhia de Lafões do Partido Comunista Português

                    

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:09
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Centro de Saúde - Dirigen...

ACES Dão Lafões: Despacho...

Almoço Comemorativo 94º A...

Penalva do Castelo: Almoç...

94º Aniversário do PCP Co...

Jaime Gaspar Gralheiro (7...

Miguel Tiago em Penalva d...

O Governo e os dirigentes...

A incrível resposta da Ad...

Até a Saúde nos estão a r...

A saúde é um direito – Nã...

Penalva do Castelo: Até a...

Iniciativa de homenagem a...

São Pedro do Sul: Homenag...

Importante VITÓRIA!

arquivos
tags

álvaro cunhal

assembleia da república

autarquia

avante!

bce

benfica

blog

blogs

câmara municipal

capitalismo

caricatura

cartoon

castendo

cds

cdu

cgtp

cgtp-in

classes

comunicação social

comunismo

comunista

crise

crise do sistema capitalista

cultura

cultural

democracia

desemprego

desenvolvimento

desporto

dialéctica

economia

economista

eleições

emprego

empresas

engels

eua

eugénio rosa

exploração

fascismo

fmi

futebol

governo

governo psd/cds

grupos económicos e financeiros

guerra

história

humor

imagens

imperialismo

impostos

jerónimo de sousa

jornal

josé sócrates

lénine

liberdade

liga

lucros

luta

manifestação

marx

marxismo-leninismo

música

notícias

parlamento europeu

partido comunista português

paz

pcp

penalva do castelo

pensões

poema

poesia

poeta

política

portugal

precariedade

ps

psd

recessão

revolução

revolucionária

revolucionário

rir

salários

saúde

segurança social

sexo

sistema

slb

socialismo

socialista

sociedade

sons

trabalhadores

trabalho

troika

união europeia

vídeos

viseu

vitória

todas as tags

LIGAÇÕES A CASTENDO
Visitantes
eXTReMe Tracker
Google Analytics
blogs SAPO
subscrever feeds