TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Terça-feira, 5 de Julho de 2016
Imigração versus emigração na União Europeia...

Europa Brexit

adaptado de um e-mail enviado pelo Cid

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:01
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 12 de Junho de 2016
12 de Junho de 1875 – «Nasce» o Zé Povinho

O «Zé Povinho», uma das mais conhecidas personagens criadas por Rafael Bordalo Pinheiro, é apresentado ao público nas páginas de A Lanterna Mágica, a publicação crítico-satírica que Bordalo dirigiu com Guilherme de Azevedo e Guerra Junqueiro.

A melhor definição desta personagem foi dada por Ramalho Ortigão no Álbum das Glórias:

«...Crescido, Zé Povinho correspondeu perfeitamente às esperanças que nele depositaram os solícitos poderes do reino. Como desenvolvimento de cabeça ele está mais ou menos como se o tivessem desmamado ontem. De músculos, porém, de epiderme e de coiro, endureceu e calejou como se quer, e, cumprindo com brio a missão que lhe cabe, ele paga e sua satisfatoriamente. De resto, dorme, reza e dá os vivas que são precisos. Um dia virá talvez em que ele mude de figura e mude também de nome para, em vez de se chamar Zé Povinho, se chamar simplesmente Povo. Mas muitos impostos novos, novos empréstimos, novos tratados e novos discursos correrão na ampulheta constitucional do tempo antes que chegue esse dia tempestuoso».

De calças remendadas e botas rotas, primeiro, fazendo um manguito, depois, o «» continua presente na vida nacional.

AQUI

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:01
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 16 de Maio de 2016
Quadrilha de assaltantes...

Brasil 2016

Clicar na imagem para ampliar

 

Publicado neste blog:

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 07:55
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 15 de Maio de 2016
O Atrevimento da Ignorância (VII)

capas_cm 2016-05-05

 

O ridículo não está AQUI.

Está no atrevimento da ignorância de quem redigiu as «notícias» (???) e de quem aprova a edição de uma primeira página com este cabeçalho.

Que se saiba a igreja católica apostólica romana nunca contestou a lei da gravitação universal descoberta por Isaac Newton.

De acordo com esta Lei a força da gravidade é diretamente proporcional às massas dos corpos em interação e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre eles. É a gravitação que mantém os planetas em órbita ao redor do Sol.

Donde se conclui que se as pessoas tivessem de facto visto o Sol a girar vertiginosamente com uma velocidade extrema o planeta Terra teria sido de imediato projectado no espaço cósmico e nenhum de nós estaria vivo.

 

É pressuposto qualquer estudante do ensino secundário saber isto! Mas pelos vistos não é bem assim...

É o «Correio da Manhã» que temos!!!

 

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 10:39
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 8 de Março de 2016
8 de Março - Dia Internacional da Mulher

 

SÉCULO XX

Mulher séc XX

 

SÉCULO XXI

Mulher séc XXI

adaptado de um e-mail enviado pelo Cid

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:21
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2016
Eu cá sou POEDEIRA registada! Viva! Assim até «canto de galo»!...

Galinha Chocando

 

Só lido! Contado ninguém acredita...

 

A tecno-burocracia deste sistema não cessa de nos “surpreender”… E às vezes de tão estúpida (ou cretina) essa tecno-burocracia até nos faz puxar pela imaginação…em vez da indignação.

Desta vez, fomos alertados para as particularidades de certa legislação “euro-nacional” que obriga ao registo oficial (SNIRA) – em Fevereiro e em Setembro de cada ano - dos galináceos, incluindo os da chamada “retenção caseira” (até 100 bicos…). Alega-se com saúde animal e com saúde pública. O costume…

Mas o caricato da coisa concentra-se, ainda mais, num “Aviso” da DGAVeterinária (Ministério da Agricultura) que remete para um formulário – que o criador pode preencher via Internet (!...) – com a obrigatoriedade de “registar-fichar”, apenas, as Galinhas POEDEIRAS.

Primeira questão:- mas então há alguma galinha-galinha que não seja POEDEIRA? Não haverá, porque Galinha que se preze põe ovo ! E a minha mãe sabia muito bem ver (apalpar) se uma galinha trazia ou não ovo prontinho para ser posto…

Ah ! Mas, de facto, há aquelas (infelizes) Galinhas que são para engorda ( lá está o consumo humano…) e, por isso, são praticamente impedidas de “engravidarem”…com ovos (galados ou não)… Outras também vão para consumo humano quando ultrapassam a “menopausa galinácea”…e deixam de pôr ovo.

Bem, se a “galinha” não põe ovo é porque ou ainda é franga… ou, afinal, é obrigada a ser mais galo que galinha!... Já agora, se não põe ovo e se não canta nem gala, então deve ser algum galináceo “transexual”… Olhem, por exemplo o "famoso" Capão, de Freamunde... esse nem canta nem gala nem põe ovo. De facto, é uma espécie de galináceo "transexualizado"... Bem, pelo menos para já, esse também não precisa de se registar.

Cheios de natural curiosidade, fomos procurar esclarecer estes imbróglios…

E obtivemos uma definição cheia de ciência. Assim:- são consideradas galinhas POEDEIRAS – para o efeito deste tipo de registo obrigatório – as aves da espécie “gallus gallus” (a tradução deste vernáculo até parece ser “galo galo”…) que tenham atingido a maturidade sexual, sendo criadas para a produção de ovos de CONSUMO (humano)!

Outra questão:- mas então as galinhas que produzem ovos para reprodução – sobretudo aquelas que ainda são galadas pelo Galo-Galador – então essas Galinhas (felizardas…) não atingiram a maturidade sexual pois, para efeitos deste tipo de registo, não são consideradas galinhas POEDEIRAS?!

Ó Galos-Galadores ! Pois então os meus caros andam, a torto e a direito, a galar Galinhas que ainda não atingiram a maturidade sexual – segundo estes legisladores euro-nacionais ?! Os meus caros Galos-Galadores são, assim, uma espécie de “pedo-gallus”, por analogia com os humanóides pedófilos… Cuidado que ainda são condenados a fazer canja ou cabidela!!!

A não ser que, num ímpeto de manipulação genética de que o sistema gosta muito, o ovo-galado-fertilizado deixe de ser considerado ovo e reverta para a categoria de óvulo…

E até podemos encarar a coisa de outro ângulo:- pois então há aqui discriminação entre as galinhas-que-pôem-ovos-para-consumo – as quais têm direito a “ficha de Galinha-Cidadã” -- e as galinhas-que-põem-ovos-galados-para-reprodução -- que ficam desclassificadas, sem ficha e fora-da-lei das Poedeiras!!!

Pois, brincadeira à parte, este exemplo existe mesmo e também por ele se pode ver a estupidez deste sistema “euro-nacional”. Estupidez – disse eu ? Não, estupidez, não! Perversão, isso sim!

Sabem: é que também por aqui o sistema sacrifica a produção não-intensiva, familiar, que é a produção mais limpa e (muito) melhor! E os burocratas ao serviço deste sistema (que até discrimina galinhas…) entretêm-se a produzir estas manhosices que seriam estúpidas se não fossem tão cretinas!

12 Fevereiro 2016
João Dinis

 

Lénine tinha razão!

A realidade é milhares de vezes mais criativa que a melhor imaginação!!!...

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 14:31
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 2 de Novembro de 2015
Um muito obrigado ao Bagão Félix!!!

Bagão Felix_caricatura

Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

 

Aleluia! Finalmente!

Dezasseis anos a questionar (10 dos quais como colunista do «Público» e 8 do «Jornal do Centro») o porquê do limite de 3% do PIB para o défice das contas públicas.

Qual é a lei económica que dita tal barbaridade? Estarão os 16 países da Zona Euro certos? E será que todos os restantes 180 países do Planeta onde tal obrigatoriedade não se coloca, errados?

E eis que alguém me esclareceu.

Vejam e ouçam até ao fim! É imperdível. Confesso que nunca me passou pela cabeça que a «história» fosse esta...

 

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 19:39
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito (1)
|

Quarta-feira, 14 de Outubro de 2015
Indicadores da retoma da «economia de casino»...

Capitalismo de Casino

Vamos a factos:

  • «O PSI-20 (acrônimo de Portuguese Stock Index) é o principal índice da Euronext Lisboa. Ou seja, é o principal índice de referência do mercado de capitais português. É composto pelas acções das vinte maiores empresas cotadas na bolsa de valores de Lisboa e reflecte a evolução dos preços dessas acções, que são as de maior liquidez entre as negociadas no mercado português.» Wikipedia.
  • Em Junho/Julho de 2007 (vésperas do rebentar da bolha especulativa do imobiliário nos EUA) este índice atingiu os 13.500pontos.
  • No auge da crise bateu nos 4.500 pontos.
  • Nos últimos anos o PSI 20 tem andado entre os 5.500 e os 6.500 pontos.

E agora com a retoma em marcha?

  • Em 11 de Setembro o PSI 20 fechou a sessão a recuar para os 5.021,95 pontos.

 

Deve ser um sinal da «retoma» (haja alguém que me faça um desenho para eu perceber...).

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 11:08
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 9 de Outubro de 2015
Obscenidade política, atrevimento da ignorância ou pulhice?

Pires de Lima_caricatura

Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

 

Pires de Lima, o senhor que ainda está de ministro da Economia, considerou que seria uma «obscenidade política» que o próximo Governo venha a ser liderado pelo PS, através de uma coligação de esquerda, afirmando que «quem perde as eleições não pode governar o país».

E no entanto...

Pires de Lima foi no engodo de Cavaco Silva que, na sua declaração de 5 de Outubro, propôs um entendimento alargado entre o PSD, o CDS e o PS, e afirmou que  é uma solução comum nas «democracias europeias». Mas basta fazer uma pesquisa na Internet para se ficar a saber que «entre os 13 países europeus citados que são governados por pelo menos três partidos, quase metade são-no com partidos que não venceram as eleições».

 

Em que ficamos? Obscenidade política, atrevimento da ignorância ou pulhice?

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 10:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 2 de Outubro de 2015
Paulo Portas quando decidiu que nunca ia ser político...

Paulo Portas_caricatura

Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

 

 

Imperdível!!!

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 13:37
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 21 de Setembro de 2015
A Conta da Segurança Social de 2014 ainda não foi publicada!!!

Pedro Mota Soares_caricatura

Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

 

A saga continua:

A CGTP-IN considera inaceitável que a Conta da Segurança Social relativa ao ano de 2014 ainda não tenha sido divulgada pelo Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, ao qual compete a sua elaboração.

A publicação detalhada da Conta da Segurança Social constitui um instrumento fundamental para o conhecimento da real situação financeira do sistema público de segurança social, indispensável para a concretização do direito constitucional das organizações sindicais e demais organizações representativas dos beneficiários participarem no sistema, conforme dispõem os artigos 56º, nº 2, alínea b) e 63º, nº 2 da Constituição.

O não acesso aos dados constantes da Conta da Segurança Social significa a impossibilidade de acesso a informação essencial para o exercício responsável daquele direito, comprometendo irremediavelmente o mesmo exercício. De facto, a participação implica um conhecimento pleno dos factos que permita proceder à apreciação e avaliação de todas as situações, razão pela qual qualquer sonegação de informação essencial, como aquela que consta da Conta da Segurança Social, corresponde na prática a uma violação inaceitável do direito.

A Segurança Social é dos trabalhadores e não pode nem deve ser usada pelo Governo de acordo com objectivos determinados a cada momento pelos partidos que o suportam na Assembleia da República.

Assim e no quadro do rigor e da transparência que deve nortear o funcionamento desta área fundamental para os trabalhadores e o povo, a CGTP-IN exigiu, em carta dirigida ao Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social que tome as medidas adequadas para que seja publicada e disponibilizada de imediato a Conta da Segurança Social do ano de 2014, nos moldes habituais.

NOTA: mais uma vez o meu agradecimento ao Fernando Campos pelos seus magníficos desenhos de que eu uso e abuso. Porque gosto do estilo. Porque compensam a nulidade que eu fui, sou e serei nesta matéria. Um muito obrigado.

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:08
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 25 de Agosto de 2015
Também tu Ricardo?

Ricardo Araujo Pereira

O humorista Ricardo Araújo Pereira, na apresentação do seu novo programa de humor na TVI, saiu-se como uma nova/velha piada comum há dezenas de anos a toda a comunicação social dominante:

«o líder da oposição (...)» (embora a professora Edite Estrela nos tenha ensinado há um bom par de anos que o correcto é lídere ou líderes...).

E eu a pensar que não havia em Portugal nenhum «líder da oposição», mas sim um «lídere do maior partido da oposição». É que, como o Ricardo sabe, não é bem a mesma coisa...

É caso para dizer:

Também tu Ricardo?...

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 01:29
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 3 de Agosto de 2015
Socorro!!! Tirem-me deste filme!!!

Paula Teixeira da Cruz_caricatura

Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

 

«No n.º 2 do artigo 57.º, além de se deixar absolutamente claro o caráter jurídico dos vínculos resultantes da contratação de acordos endoprocedimentais, configura-se uma possível projeção participativa procedimental da contradição de pretensões de particulares nas relações jurídico-administrativas multipolares ou poligonais.»

In ponto 7 do preâmbulo do novo Código do Procedimento Administrativo

 

Eu, justiçoanalfabeto me confesso: não percebi patavina, pêvea, nada...

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 16:07
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 8 de Julho de 2015
Gerês - A luta continua!

Gerês Falo

O GERÊS ACABA DE CANDIDATAR ESTE MONUMENTO NATURAL A SÍMBOLO DE RESISTÊNCIA ÀS QUADRILHAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS...

adaptado de um e-mail enviado pelo Cid

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:04
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 17 de Fevereiro de 2015
Portas – propaganda enganosa e ainda pior

Paulo Portas_caricatura

 Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

 

O vice primeiro-ministro Portas, dito de tutela às questões económicas e à central de intoxicação do Governo, voltou esta semana ao recorrente foguetório da propaganda enganosa, com a subida das exportações do país de 1.9% em 2014, escamoteando que as importações cresceram 3.2% e que o défice da balança de comércio externo atingiu 10,6 mil milhões de Euros (!).

Se o preocupasse a economia e a soberania nacional tomaria medidas de apoio à produção e de substituição de importações, mas o que o faz intervir e viajar é a cotação como «reserva estratégica» para todo o serviço dos grandes interesses, é a mediatização da coreografia da sua auto-estima e arrogância pessoal e política – «espelho meu, espelho meu», haverá ministro mais inteligente e mais belo do que eu?!

Portas é perito em politiquices e «banha da cobra», é o «chefe» incontestado e o «alter-ego» do CDS-PP, feito partido unipessoal, no bolso do colete do líder, instrumento da sua ambição de «refundar» e comandar a direita.

O CDS-PP, partido de génese colonial-fascista, a que Abril impôs o «centrismo» e a «democracia cristã», fez um percurso de enxerto ideológico: ultra-liberal, populista, securitário, xenófobo, «fashion». A sua base social – os sectores mais reaccionários da grande burguesia, dos latifúndios e dos grupos financeiros – acolheu a elite «yupie» do «vale tudo», das «causas» «bem», do domínio dos privilégios de classe. E os quadros da agremiação são clones e «tropa de choque» do líder, para quem o próprio partido é descartável, como se viu nos episódios de demissão.

O capitalismo em crise está como se vê, Juncker foi transferido dos crimes fiscais do Luxemburgo para a Comissão Europeia, e a verdade é que Portas tem um apoio colossal do poder económico-mediático (!) e um nível de falta de vergonha nunca visto. Mas, mesmo assim, não deixa de ser muito grave que alguém cujo percurso passou pelos «casos» da Universidade Moderna, da Portucale, dos vistos Gold e dos submarinos, sem que a Justiça concluísse pela sua inocência, mas tão só pela insuficiência de provas, continue vice do Governo deste País.

É uma daquelas coisas a que é imperioso por cobro, e também a este Governo e à política de direita.

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:42
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 28 de Dezembro de 2014
Aos meus amigos

Aos meus amigos

adaptado de um e-mail enviado pelo Cid

 

Um pouco de humor...

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:41
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 10 de Outubro de 2014
Pedro, o «remediado»
Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)
 

São «casos» como este, de Passos Coelho e da Tecnoforma, que descredibilizam a política e os políticos.

Confrontado com a denúncia feita à PGR de que tinha recebido, quando era deputado em exclusividade de funções, cinco mil euros por mês da Tecnoforma e de não ter feito a declaração fiscal desse dinheiro, Passos Coelho optou por uma crise de amnésia total. Não se lembrava se tinha estado em exclusividade de funções, nem se tinha recebido dinheiro, nem se o tinha declarado, etc.

Passos Coelho continuou a farsa remetendo os esclarecimentos para a PGR e para a AR, sabendo por outro lado que a Procuradoria iria considerar, para efeitos jurídicos, os factos como prescritos e contando, por outro lado com a complacência da sua bancada na Assembleia da República.

Os serviços da AR tiveram um comportamento inqualificável.

Para fazer o jeitinho ao sr. primeiro-ministro, usaram de meia verdade para com ela esconder a verdade.

De nada serviu.

A imprensa publicou os documentos que confirmavam a exclusividade de funções.

Uns dias mais tarde, no debate na AR Passos Coelho já tinha recuperado a memória: já se lembrava que não tinha trabalhado para a Tecnoforma mas sim para uma (falsa) ONG (ligada à Tecnoforma) e só tinha recebido despesas de representação.

A amnésia era agora parcial: não se lembrava quanto tinha recebido.

A questão pode estar encerrada do ponto de vista jurídico não o está nem política nem eticamente.

Entretanto ficamos a saber que o deputado Passos Coelho requereu e recebeu no ano de 2000 sessenta mil euros da AR de subsídio de reintegração...

O primeiro-ministro que tão inflamadamente se insurge com as despesas do Estado, que diz ser imprescindível emagrecer o Estado, que cortou abonos de família, subsídios de desemprego, salários, complementos solidários para idosos, subsídios de reinserção social, pensões de viuvez, e pasme-se reduziu de 30 para 12 dias as indemnizações por despedimento por cada ano de trabalho, usufruiu ele próprio do Estado que tanto condena.

Se então lhe fosse aplicada a lei que ele acha justa e que impôs aos outros, teria recebido apenas cerca de três meses de salário.

Enfim, há remediados e «remediados»... e alguns realmente muito bem.

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Segunda-feira, 6 de Outubro de 2014
Neste blog também não há «Diz ques»

Expressões Populares

Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

 

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 07:09
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 22 de Julho de 2014
Cú de Judas

-

Para todos os não crentes e que, apesar de todas as evidências em contrário, continuam a duvidar da sua existência a prova cartográfica aqui fica mais uma vez...

É em Portugal, Açores, Ilha de São Miguel, Serra da Tronqueira!

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 18:47
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2013
Justa reivindicação...
-

adaptado de um e-mail enviado pelo Francisco

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 09:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 18 de Outubro de 2013
O que eu aprendo (de vez em quando...)

-

Graças a uma série televisiva, «Os Tudor», já tinha aprendido que uma princesa desta dinastia inglesa se tinha casado com o nosso rei D. Manuel I, que andava sempre descalço e que tinha morrido assassinado pela dita cuja.

Esta quarta-feira à noite levei com uma lição de geografia que me deixou à beira das lágrimas de tanto rir.

Em «Apanha-me se puderes», da FOX,  Cabo Verde é apresentado como um arquipélago africano com uma ilha chamada Santa Maria (???), onde um mafioso americano tem todas as autoridades subornadas e por isso serve de refúgio a criminosos de todo o mundo (sem tratado de extradição).

Mas mais. A população é toda branca, assim a atirar para o morenaço, com traços ameríndios e falam castelhano. Negros nem vê-los...

Além disso a autoridade máxima é um sheriff (sic).

-

Só visto. Contado ninguém acredita. Valeu pelo desopilanço...

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 11:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 3 de Outubro de 2013
O Zémilhazes
Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

-

«Tanto haveria que dizer do José Milhazes.

Ele é um ícone daquela espécie de jornalismo que nunca permite que a verdade estorve a sua visão dos factos - para isso distorce-a, subverte-a, manipula-a (enfim, submete-a a todo o género de sevícias mais ou menos repulsivas) com o objectivo de a tornar mais verosímil e aceitável pelo público. Chama-se jornalismo de merda.

O Zé Milhazes aplica o mesmo conceito, antigo como o cagar e muito em voga ainda nas redacções das televisões e dos jornais de referência, à História. Sim, porque o Milhazes agora é estoriador. Um estoriador de merda, claro.»

-



publicado por António Vilarigues às 16:36
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 2 de Outubro de 2013
O piropo
Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

-

«Tudo indica que a esquerda fracturante e o activismo feminil, certamente à míngua de causas neste paraíso isento de iniquidades, pretendem legislar sobre os costumes. Vão avançar com uma proposta de lei para equiparar o piropo ao assédio. Criminalizá-lo.

Como a ortodoxia conservadora que governa esta pobre choldra é bastante liberal em matéria de costumes (isto é, não se importa de ceder aos avanços das minorias mais folclóricas) e como a coisa chega por via anglo-saxónica não me admira que colha.»

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 16:31
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Setembro de 2013
O ministreiro da propaganda
Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

-

«O ministro adjunto e do desenvolvimento regional Poiares Maduro, por exemplo, é licenciado em direito, docente, jurisconsulto, ganhou prémios de ciência e até foi condecorado pelo cavaco com a comenda da ordem de Santiago da Espada por, segurem-se, mérito literário, científico e artístico. Ah, e tem obra publicada (em istrangeiro e tudo) - sobre quê? Pois, sobre direito, ófecórse. Tem até uma que se chama "A Constituição Plural - Constitucionalismo e União Europeia".»

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:42
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 25 de Agosto de 2013
Jesus (estudo de cabeça)
Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

-

«O Natal, como dizia um poeta comunista, é quando um homem quiser.

A Páscoa também. Pelo menos no Benfica.

E, este ano, até em Agosto pode ser. O mais tardar em Setembro. Ou lá para Outubro. Depende dos trâmites da justiça.


É que, ao que me dizem, já começou o processo de Jesus.»

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:59
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 12 de Agosto de 2013
o secretário rosalino - Um filho-da-putazinho competente...
Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

-

«Como disse Alberto Pimenta, todo o grande filho-da-puta depende dos serviços de imensos pequenos e solícitos filhos-da-puta. E todo o pequeno filho-da-puta almeja ser um grande filho-da-puta.

Assim, não há ministro do governo, banqueiro ou administrador de empresas que prescinda do seu secretáriozinho, alguém que o assessore e aconselhe, enfim, lhe faça os recados e o trabalhinho sujo.»

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 11:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sábado, 10 de Agosto de 2013
Carlos Abreu Amorim
Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

-

«Carlos Abreu Amorim tornou-se conhecido como blogguer no Blasfémias, paineleiro na TV, num programa de comentadeiros do regime e por tuitar bacoradas racistas a propósito do futebol. Já foi da extrema-direita e depois foi por aí acima, sempre fiel aos seus princípios: a seguir foi do CDS, depois do partido de Manuel Monteiro (partidinho e figura que, segundo o insuspeito 31 da armada, “corporizam a estupidez e a falta de ideias em política “ e agora é do pêpêdê, essa coisa também esperta. Aí fez-se eleger deputado por Viana do Castelo.»

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 16:50
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 9 de Agosto de 2013
Os Swapranos

Os Swapranos é uma swap opera portuguesa que está no ar há dezenas de anos. Uma swap opera, muitas vezes referida apenas por swap, é uma série dramática durante a qual se desenrolam muitas estórias, relacionadas entre si, contando a vida de múltiplas personagens. As estórias dessas séries tratam essencialmente das relações emocionais, chegando ao melodrama. O nome de swap opera vem do facto de muitos dos patrocinadores e produtores serem instituições bancárias e financeiras tais como: Citigroup, BPN, BPP, etc.

Muitos actores famosos têm feito parte do seu elenco ao longo dos anos:

-

-

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Segunda-feira, 5 de Agosto de 2013
o Miga Amagal
Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

-

«Mira Amaral já foi ministro da Indústria - lembram-se? - foi nos anos dourados de Cavaco. Desde então Portugal nunca mais teve indústria (nem ministro de tal coisa).

Entretanto, cansado de privatariar, retirou-se da política e foi para a privada. Administrar, pois claro.
Retornou ao sector público quando ingressou, por intermédio do pêpêdê, na Caixa Geral de Depósitos - de onde saíu, 18 meses depois, com uma reforma de dezoito mil aéreos, por mês.»
-

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 13:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 2 de Agosto de 2013
O ministreiro dos estrangeiros
Desenho de Fernando Campos (o sítio dos desenhos)

-

«A classe dirigente portuguesa não cessa de espantar pela constante capacidade de enfim, espantar, sem nunca se envergonhar. Os seus rostos mais notórios não se cansam de saltar de galho em galho, sempre para cima, de lugar em lugar, sempre com o objectivo no topo

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 16:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13

19
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Imigração versus emigraçã...

12 de Junho de 1875 – «Na...

Quadrilha de assaltantes....

O Atrevimento da Ignorânc...

8 de Março - Dia Internac...

Eu cá sou POEDEIRA regist...

Um muito obrigado ao Bagã...

Indicadores da retoma da ...

Obscenidade política, atr...

Paulo Portas quando decid...

A Conta da Segurança Soci...

Também tu Ricardo?

Socorro!!! Tirem-me deste...

Gerês - A luta continua!

Portas – propaganda engan...

arquivos
tags

álvaro cunhal

assembleia da república

autarquia

avante!

bce

benfica

blog

blogs

capitalismo

caricatura

cartoon

castendo

cds

cdu

cgtp

cgtp-in

classes

comunicação social

comunismo

comunista

crise

crise do sistema capitalista

cultura

cultural

democracia

desemprego

desenvolvimento

desporto

dialéctica

economia

economista

eleições

emprego

empresas

engels

eua

eugénio rosa

exploração

fascismo

fmi

futebol

governo

governo psd/cds

grupos económicos e financeiros

guerra

história

humor

imagens

imperialismo

impostos

jerónimo de sousa

jornal

josé sócrates

lénine

liberdade

liga

lucros

luta

manifestação

marx

marxismo-leninismo

música

notícias

parlamento europeu

partido comunista português

paz

pcp

penalva do castelo

pensões

poema

poesia

poeta

política

portugal

precariedade

ps

psd

recessão

revolução

revolucionária

revolucionário

rir

salários

saúde

segurança social

sexo

sistema

sistema capitalista

slb

socialismo

socialista

sociedade

sons

trabalhadores

trabalho

troika

união europeia

vídeos

viseu

vitória

todas as tags

LIGAÇÕES A CASTENDO
Visitantes
eXTReMe Tracker
Google Analytics
blogs SAPO
subscrever feeds