Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

PCP apoia a luta dos trabalhadores da MECOIN

Foto Jornal de Notícias

Transcrevemos na íntegra o comunicado da Comissão Concelhia de Tondela do PCP:

«Desde o passado Sábado que os trabalhadores da MECOIN, empresa metalúrgica de componentes de automóvel, sedeada em Nandufe, Tondela, estão em vigília à porta da empresa, para impedir o roubo de máquinas e matérias primas pela administração, depois desta a ter encerrado na passada Terça-feira, dia 6 de Novembro, deixando os cerca de 40 trabalhadores com cinco meses e meio de salários em atraso.

Este desfecho culmina um processo que se arrasta desde 2004, com a acumulação dos salários em atraso, em paralelo com a má gestão e a descapitalização descarada da empresa, ao ponto de existirem mais de 500 mil euros de encomendas em carteira, sem que houvessem matérias primas para as satisfazer.

A indignação dos trabalhadores é ainda maior ao constatarem que a administração os deixou sem subsídios de Férias e de Natal, mas foi gozar dos rendimentos para o Brasil e para o Paraguai, insensível aos dramas e problemas sociais das vitimas da sua exploração.

Aliás, este estado de coisas só é possível porque esta administração sente as costas quentes pelo Governo PS/Sócrates, que fez dos trabalhadores os inimigos públicos, ao mesmo tempo que legisla e governa a favor dos poderosos, que acumulam cada vez mais riqueza, em paralelo com o aumento do número de pobres no país.

Senão como se compreende que os trabalhadores tenham pedido em Setembro a insolvência da empresa, para impedir a completa delapidação dos bens existentes e para salvaguarda dos seus créditos, e, até ao momento, nem Tribunal de Trabalho, nem Inspecção de Trabalho tenham tomado qualquer medida para dar resposta à sua solicitação?

Isto quando se sabe que alguns dos administradores têm um vasto curriculum em matéria de falência de empresas e querem levar para o norte do país as máquinas da MECOIN, para laborarem sobre outra designação, beneficiando da criação das “empresas na hora”.

A Comissão Concelhia de Tondela do PCP, ao mesmo tempo que manifesta a sua total solidariedade com os trabalhadores em luta, solicitou ao Grupo Parlamentar do Partido na Assembleia da República o envio, hoje mesmo, de um Requerimento ao Ministério do Trabalho e da Segurança Social, instando-o a tomar medidas urgentes de salvaguarda dos direitos dos trabalhadores, nomeadamente fazendo actuar nesse sentido a Inspecção de Trabalho e o Tribunal de Trabalho de Viseu, e ao Ministério da Administração Interna para que envie forças de segurança para o local, afim de impedirem a saída indevida de máquinas e matérias primas, que são pertença dos trabalhadores e do próprio Estado, por força da dívida da MECOIN à Segurança Social e ao fisco.

O PCP, ao mesmo tempo que saúda a forte determinação dos trabalhadores da MECOIN, em vigília para impedir a usurpação dos seus bens e pelo pagamento dos salários em atraso, apela à manutenção da sua unidade na luta, pois só unidos e organizados conseguirão vencer e fazer valer os seus direitos. CONTEM SEMPRE COM O PCP, NAS HORAS BOAS E NAS HORAS MÁS.»

Tondela, 15/11/07

A Comissão Concelhia de Tondela do PCP

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D