Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007

Afeganistão

    Miguel Urbano Rodrigues é seguramente também o jornalista e analista político que mais estudou, reflectiu e analisou a situação política no Afeganistão nos últimos 30 anos. Pelo menos desde a revolução verificada naquele país em 1978.

Escreveu milhares de páginas, nomeadamente nos jornais «O Diário» e «Avante!»  e dois livros sobre a história e os conflitos mais recentes desencadeados na região.

E no entanto...

Nunca se lhe abriram as páginas dos diários de maior circulação em Portugal. Nunca falou nas rádios nacionais. A televisão raramente (só me recordo de duas ou três vezes em 30 anos), o convidou para comentar.

A comunicação social dita de «referência», como agora está na moda chamar, ostracizou-o por completo. Decerto por o Miguel ser portador de vários vírus infecto-contagiosos facilmente transmissíveis.

Em primeiro lugar, horror dos horrores, é comunista. Depois tem aquela característica, muito pouco correcta politicamente, de «não ter papas na língua». Para terminar tem o péssimo hábito de «chamar os bois pelo nome». Deve ser por isso que o silenciaram. Só pode.

Ou será que o facto de em Portugal mais de uma centena de órgãos de comunicação social estar nas mãos de cinco grandes grupos económicos tem alguma coisa a ver?

 

 

sinto-me:
publicado por António Vilarigues às 15:55
link do post | comentar | favorito

Colômbia

    Miguel Urbano Rodrigues é seguramente o jornalista e analista político que mais estudou, reflectiu e analisou a situação política na Colômbia nos últimos 40 anos. Pelo menos desde 1968 com a publicação em S. Paulo, no Brasil, do seu ensaio intitulado «Opções da Revolução da América Latina». Daí em diante devemos-lhe milhares de páginas sobre o tema.

Haverá poucas pessoas no mundo que percepcionem como ele a realidade colombiana. Pode-se concordar ou discordar das suas ideias. Mas os seus textos são de leitura obrigatória. Até pelo seu conhecimento pessoal e próximo de muitos dos actores da história contemporânea da Colômbia.
Aqui ficam, para consulta de quem se interesse pelo tema, uma dúzia (podiam ser 5 dúzias ou mais) dos últimos artigos do Miguel Urbano.

A pequenez do CDS e a grandeza das FARC

 

A paz na Colômbia passa pela renúncia de Uribe

 

Escândalo na Colômbia

 

Na Colômbia martirizada as FARC-EP lutam pela paz 

 

O fascismo mascarado

 

Reflexão sobre as duas derrotas de Uribe

 

De Lucio, o traidor, a Simon, o herói

 

O fracasso de Uribe na Europa e as tensões sociais na Colômbia

 

As FARC reafirmam a opção comunista

 

Guerrilheiras das FARC

 

Ricardo, estamos contigo!

 

Delírio bushiano ameaça Colômbia de vietnamização

 

sinto-me:
publicado por António Vilarigues às 15:50
link do post | comentar | favorito

Festa do «Avante!» 2007

    Na conferencia de imprensa, cujo objectivo era divulgar os conteúdos da 31ª edição da Festa do «Avante!», Alexandre Araújo, do Secretariado do PCP e da Direcção da Festa do «Avante!»o , sublinhou «alguns aspectos do vasto programa que este ano os visitantes poderão encontrar e que fazem da Festa do «Avante!» a maior iniciativa político-cultural que se realiza no nosso pais». Alexandre Araújo salientou que a «Festa se projecta muito além dos três dias da sua duração, que deve a sua realização ao empenhamento e dedicação de muitos militantes e simpatizantes do PCP e da JCP que, na Quinta da Atalaia e um pouco por todo o pais, se envolvem na sua preparação, divulgação, concepção e construção». Registaram-se «já mais de 6.500 participações em jornadas de trabalho voluntário desde que há dois meses e meio se iniciou a construção da Festa do «Avante!».

 

In Página da Festa do «Avante!» 2007

 

sinto-me:
publicado por António Vilarigues às 00:44
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 30 de Agosto de 2007

«Avante!»

    «Cresce o desemprego e a precariedade» é a manchete desta edição do Avante!, remetendo para a conferência de imprensa do PCP da passada semana, comentando a divulgação dos dados do Instituto Nacional de Estatística. Ao contrário do que afirma o Governo, que manipula os dados, o desemprego não pára de aumentar, aproximando-se do mais alto valor de sempre. O mesmo com a precariedade.A Festa do Avante! merece também um especial destaque. Esta semana, as organizações regionais, o Espaço Internacional, os livros e o tributo a Adriano Correia de Oliveira.

 

«Avante!»

 

sinto-me:
publicado por António Vilarigues às 16:19
link do post | comentar | favorito

Copenhaga 0-1 Benfica

    SLB, SLB,SLB, GLORIOSO SLB

 

sinto-me:
publicado por António Vilarigues às 14:44
link do post | comentar | favorito

O Espaço Ciência na «Festa do Avante!»

   Este ano, o Espaço da Ciência está situado junto ao lago, junto com a Astronomia e a Física. «Ciência sobre rodas: da roda ao TGV» é o tema da edição deste ano.
Os avanços técnico-científicos neste sector ao longo dos tempos estarão em destaque na exposição, assim como os seus impactes no meio ambiente e nas formas de vida das populações.
A exposição divide-se em quatro épocas: a primeira, de 3500 a.C. a 1700 d.C., é intitulada «A roda e os primeiros veículos» e a seguinte aborda os tempos da revolução industrial (de 1700 a 1880 d.C.) e tem como lema «A todo o vapor». «A ascensão do automóvel e do eléctrico» é a época seguinte, que engloba os anos de 1880 a 1960 da nossa Era. «A actualidade», é a época seguinte. Uma última parte da exposição avança «O Futuro». Em cada uma destas épocas há diferentes perspectivas de abordagem: os meios de transporte; as infra-estruturas; o impacto deste desenvolvimento nas artes e nas letras; e também as suas consequências sociais, políticas e ambientais. Os debates debruçam-se sobre os temas «Transportes e poluição – um questão de saúde pública»; «Transportes e energia – que futuro?»; «Avanços tecnológicos na área dos transportes»; e «Política Nacional de Transportes».
No mesmo espaço, convivem também a Astronomia e a Física, com a colaboração, respectivamente, de Máximo Ferreira e do Grupo de Física do Instituto Superior Técnico. Na Física, as experiências estarão voltadas igualmente para os transportes terrestres. 

http://www.ciencianafesta.blogspot.com/

 

In Página da Festa do «Avante!» 2007


sinto-me:
publicado por António Vilarigues às 12:30
link do post | comentar | favorito

FESTA DO «AVANTE!» 2007 - ORGANIZAÇÃO REGIONAL DE VISEU NA MAIOR INICITIVA POLITICO/CULTURAL DO PAÍS

     1. (...)  A DORViseu vai dispor na Festa de um espaço de mais de 300 m2, ocupado por um Restaurante, um Bar e Garrafeira, um espaço de Mostra/Venda de Artesanato, outro de Venda de Produtos Regionais e também uma documentada Exposição Política.

  

2. Privilegiando a genuinidade e qualidade dos produtos, a DORV do PCP estabeleceu com a ANCRA, associação representativa dos criadores da raça  Arouquesa, sedeada em Cinfães, um contrato de fornecimento para o Restaurante. Nele, a Vitela Arouquesa certificada será a rainha, assada no forno ou grelhada à posta. Ainda no campo da gastronomia, o Restaurante e Bar de Viseu oferecem os “Rojões à Moda de Campia”, a sandes de Presunto e Queijo “à Lavrador”, a “Punheta de Bacalhau”.

Na Garrafeira vamos mostrar e vender os melhores vinhos das Adegas Cooperativas do Dão (Penalva do Castelo, Mangualde, Silgueiros), os brancos e espumantes de Moimenta da Beira, Varosa e Tarouca, no que constituiu um acto de promoção incomparável, enaltecido pelos responsáveis destas estruturas cooperativas e sociedades comerciais.

Dos Produtos Regionais presentes no nosso estande destacamos o Queijo de Ovelha de Penalva do Castelo, o Queijo de Cabra do Montemuro, o Presunto e Fumeiro de Lamego, o Mel do Caramulo, as Broas, Centeios e Bolos de Azeite de Vildemoinhos.

O Artesanato estará representado pelos oleiros do barro preto de Molelos, Tondela, e pelas miniaturas em madeira de Lalim, Lamego.

Como sempre, a música de cariz popular do Distrito não podia faltar na Festa. Pena é que a DORV não possa levar todos os grupos que se disponibilizaram para participar, num inegável exemplo da importância que a Festa representa na promoção de todos eles. Este ano cabe ao Rancho Folclórico “Os Lavradores” de Cubos, Mangualde e à Associação Etnográfica e Recreativa de Penajóia, Lamego, a responsabilidade de elevar o prestígio da música popular do Distrito.

Mas a música do Distrito na Festa não se fica por aqui. A JCP - Juventude Comunista Portuguesa - realizou no passado mês de Julho, no “Luna Bar” o seu Festival Distrital de Bandas, apurando aquela que posteriormente disputou e venceu a Final Norte, e que devido a esse êxito conquistou o direito a tocar para milhares de pessoas na Festa do Avante, no Palco Novos Valores, da Cidade da Juventude: os “Rebel Inc.”

Ainda para animar o espaço de Viseu, sobretudo há hora das refeições, contaremos com um animado grupo de concertinas e tocadores ao desafio do norte do Distrito.

 

3. A Exposição Política, espaço nobre de divulgação da luta dos comunistas, dos trabalhadores e das populações do Distrito, tratará da ofensiva do governo contra os serviços públicos, particularmente no que toca ao encerramento das escolas do 1º Ciclo nas nossas aldeias. A luta contra a intenção de edificar o “santuário” fascista em Santa Comba, terá igualmente um tratamento especial na exposição política, tal como a realização da VII Assembleia da Organização Regional de Viseu, bem como a actividade política e as diferentes iniciativas do partido.

Mas este ano outras novidades há a registar, como sejam a realização dos Torneios de Futsal em Armamar e Cinfães, com numerosas equipas, que apuraram as duas que irão à Festa disputar a meia final e final do Torneio Nacional da Festa do Avante.

Como se sabe, a Festa do Avante é obra do esforço colectivo de comunistas e seus amigos, jovens e menos jovens, que voluntariamente disponibilizam parte das suas férias para erguer o maior evento politico/cultural do Portugal de Abril. Os pavilhões da Organização Regional de Viseu foram construídos em três jornadas de trabalho voluntário dado por cerca de meia centena de camaradas e amigos da Festa que se deslocaram de Viseu à Atalaia.

Para entrar na Festa basta ter a EP (Entrada Permanente) que este ano custa, para quem a comprar até ao dia da Festa, 18.00€ e nos dias da Festa 25€. A EP está à venda nos Centros de Trabalho do PCP e é, para além do ingresso na Festa, um título de solidariedade com o projecto e a luta do PCP por um Portugal Mais Justo.

Para quem quiser ir à Festa em Excursão, pode inscrever-se na que a JCP está a organizar, que sai de Viseu na Sexta-feira, dia 7 de Setembro, pelas 8 horas e regressa do Seixal no Domingo, dia 9 de Setembro, pelas 24 horas, sendo o preço da viagem, sem EP, de 25 €. (...)

  

In Nota do Secretariado da D.O.R. Viseu do PCP de 28 de Agosto de 2007

 

sinto-me:
publicado por António Vilarigues às 00:20
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Agosto de 2007

QREN

    A pedido de outros blogs vizinhos esclarece-se que:

 

QREN - Quadro de Referência Estratégica Nacional

 

«O Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) constitui o enquadramento para a aplicação da política comunitária de coesão económica e social em Portugal no período 2007-2013.»

«O Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) assume como grande desígnio estratégico a qualificação dos portugueses e das portuguesas, valorizando o conhecimento, a ciência, a tecnologia e a inovação, bem como a promoção de níveis elevados e sustentados de desenvolvimento económico e sócio-cultural e de qualificação territorial, num quadro de valorização da igualdade de oportunidades e, bem assim, do aumento da eficiência e qualidade das instituições públicas.»

 

In QREN

 

QREN é o nome que o governo encontrou (numa clara técnica de marketing político) para o "IV Quadro Comunitário de Apoio".

Ou seja, a forma como vão ser distribuídos e geridos os fundos que a União Europeia vai enviar para Portugal durante o período de 2007-2013.

 

sinto-me:
publicado por António Vilarigues às 18:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sobre a criação do sistema de empréstimos a estudantes e bolseiros do ensino superior

    1 - Foi sem surpresa que o Partido Comunista Português tomou conhecimento da decisão do Conselho de Ministros, já que está em curso uma das maiores ofensivas contra o Ensino Superior Público caracterizada, entre outros aspectos, por uma política de financiamento que se tem vindo a afastar da garantia constitucional de um ensino tendencialmente gratuito. O actual Governo do PS, na linha dos anteriores do PSD-CDS/PP, não só tem estrangulado financeiramente o funcionamento das universidades e politécnicos, como tem vindo a transferir para os estudantes e suas famílias, parte significativa dos custos de funcionamento do nosso sistema de ensino. A adopção da lógica do utilizador/pagador, que ignora as profundas injustiças na distribuição da riqueza e no sistema fiscal vigente, agrava a elitização do ensino e compromete a recuperação de anos de atraso estrutural do nosso país ena qualificação da nossa população.

2 - Com a decisão ontem tomada, o Governo PS dá mais um importante passo na mercantilização do ensino e assume inequivocamente que o investimento na educação é apenas no aluno e não no País e por essa razão devem ser cada vez mais os estudantes e as famílias a assumirem os custos desse investimento.
O acesso automático ao crédito terá como consequência imediata o endividamento a prazo do estudante que no final do seu curso será, com alta probabilidade, confrontado não apenas com o problema do desemprego que já hoje atinge mais de mais de 50.000 licenciados, mas também com o facto de não ter um rendimento regular que lhe permita pagar a dívida ao banco transferindo para a família essa responsabilidade. O endividamento médio das famílias portuguesas que não pára de crescer é, já hoje, 124% do rendimento disponível.

3 - O PCP não só está contra a decisão do Governo que apenas favorece os interesses comerciais da banca, como considera a medida o prenúncio de um novo aumento das propinas a curto prazo e de profundas alterações nos apoios da Acção Social Escolar aos estudantes mais carenciados, restringindo ainda mais aos mais ricos o acesso à formação superior e ao conhecimento.
O Ensino Superior não é um luxo! É um dos pilares estratégicos para o desenvolvimento nacional. Neste sentido o PCP defende a revogação da actual Lei do Financiamento do Ensino Superior e a aprovação de regras mais justas, contidas num diploma legal, sem o recurso ao pagamento de propinas e com níveis de financiamento adequados, de forma a garantir um ensino e uma investigação de qualidade, autónomos do poder político e do poder económico.

(sublinhados meus)

 

In Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

 

sinto-me:
publicado por António Vilarigues às 00:34
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Agosto de 2007

Leitura Obrigatória (I)

    São de leitura obrigatória os estudos de Eugénio Rosa sobre a realidade económica e social de Portugal: 

sinto-me:
publicado por António Vilarigues às 00:23
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 28 seguidores

.pesquisar

.Fevereiro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
18
22
23
24
25
26
27
28

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Autarcas querem a regiona...

. Qual o país que conseguir...

. Donald Trump = 62 984 825...

. João Ferreira 1.º candida...

. Roriz 2019

. Porquê agora a Venezuela?

. Ingredientes de uma campa...

. A operação lançada contra...

. Quem é afinal Juan Guaid...

. Exposição II Centenário d...

.arquivos

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Julho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. álvaro cunhal

. assembleia da república

. autarquia

. avante!

. bce

. benfica

. blog

. blogs

. câmara municipal

. capitalismo

. caricatura

. cartoon

. castendo

. cds

. cdu

. cgtp

. cgtp-in

. classes

. comunicação social

. comunismo

. comunista

. crise

. crise do sistema capitalista

. cultura

. cultural

. democracia

. desemprego

. desenvolvimento

. desporto

. dialéctica

. economia

. economista

. eleições

. emprego

. empresas

. engels

. eua

. eugénio rosa

. exploração

. fascismo

. fmi

. futebol

. governo

. governo psd/cds

. grupos económicos e financeiros

. guerra

. história

. humor

. imagens

. imperialismo

. impostos

. jerónimo de sousa

. jornal

. josé sócrates

. lénine

. liberdade

. liga

. lucros

. luta

. manifestação

. marx

. marxismo-leninismo

. música

. notícias

. parlamento europeu

. partido comunista português

. paz

. pcp

. penalva do castelo

. pensões

. poema

. poesia

. poeta

. política

. portugal

. precariedade

. ps

. psd

. recessão

. revolução

. revolucionária

. revolucionário

. rir

. salários

. saúde

. segurança social

. sexo

. sistema

. slb

. socialismo

. socialista

. sociedade

. sons

. trabalhadores

. trabalho

. troika

. união europeia

. vídeos

. viseu

. vitória

. todas as tags

.links

.Google Analytics

blogs SAPO

.subscrever feeds