Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

EUA - Partidos Políticos

    Todos nós ouvimos falar de dois partidos que dominam a cena política americana. É aquilo a que se chama um sistema de dois partidos.

Fui espiolhar um pouco mais, até porque, neste momento, para além dos dois candidatos dos Partidos Democrático e Republicano, já foram anunciadas mais duas candidaturas: uma Independente e outra do Partido Libertário.
Em próximo e-mail informarei sobre este assunto.
Por agora, deixo-vos umas listas que, na minha opinião, têm o interesse de espicaçar a nossa curiosidade.

                                            

A. PARTIDOS QUE TIVERAM CANDADATOS EM 2004 E QUE TERÃO EM 2008
  1. Republican Party
  2. Democratic Party
  3. Libertarian Party
  4. Constitution Party
  5. Green Party
B. OUTROS PARTIDOS QUE NOMEARAM CANDIDATOS EM ELEIÇÕES RECENTES
  1. America First Party (2002)
  2. Centrist Party (2006)
  3. Independence Party of America (2007)
  4. Jefferson Republic Party
  5. Moderate Party (2006)
  6. Marijuana Party (2002)
  7. Party for Socialism and Liberation (2006)
  8. Peace and Freedom Party (1967)
  9. Prohibition Party (1867)
  10. Reform Party of the USA (1995)
  11. Socialist Equality Party (1953)
  12. Socialist Party USA (1973)
  13. Socialist Workers Party (1938)
  14. Workers World Party (1959)
  15. Working Families Party (1998)
  16. United Clingon and Syborge Rights Party (1969)
C. OUTROS PARTIDOS QUE NÃO NOMEARAM CANDIDATOS EM RECENTES ELEIÇÕES
  1. American Centrist Party (2004))
  2. American Party (1969)
  3. American Patriot Party (2003)
  4. American Heritage Party (2000)
  5. American Reform Party (1997)
  6. Christian Falangist Party of America (1985)
  7. Communist Party USA (1919)
  8. Democratic Socialists of America
  9. Freedom Road Socialist Organization (1985)
  10. Independent American Party (1998)
  11. Labor Party (1995)
  12. Libertarian National Socialist Green Party (1997)
  13. National Socialist Movement (1974)
  14. New American Independent Party (2004)
  15. New Black Panther Party (1989)
  16. New Union Party (1974)
  17. Personal Choice Party (1997)
  18. Populist Party of America (2002)
  19. Progressive Labor Party
  20. Ray O. Light Group (1961)
  21. Revolutionary Communist Party USA
  22. Social Democratic Party of America (2007)
  23. Socialist Action (1983)
  24. Socialist Alternative (1986)
  25. Socialist Labor Party (1876)
  26. Unity08 (2006)
  27. Workers Party USA
  28. World Socialist Party of the United States (1916)
D. PARTIDOS REGIONAIS QUE NOMEARAM CANDIDATOS
  1. Alaskan Independence Party
  2. Aloha Aina Party
  3. American Independent Party
  4. Charter Party of Cincinnati, Ohio
  5. Connecticut for Lieberman Party
  6. Conservative Party of New York
  7. Covenant Party
  8. Expansionist Party
  9. Independence Party of Minnesota
  10. Independent Citizens Movement (US Virgin Islands)
  11. Liberal Party of Minnesota
  12. Liberal Party of New York
  13. Liberty Union Party (Vermont)
  14. Marijuana Reform Party (New Yoork)
  15. New Jersey Conservative Party
  16. New Progressive Party of Puerto Rico
  17. New York State Right to Life Party
  18. Popular Democratic Party of Puerto Rico
  19. Populis Party of Maryland (Nader, candidato em 2004)
  20. Puerto Rican Independence Party
  21. Republican Moderate Party of Alaska
  22. Southern Party
  23. The Center Party
  24. United Party (Idaho)
  25. United Citizens Party (South Carolina)
  26. Vermont Progressive Party
  27. Working Families Party (New York & Connecticut)
E. PARTIDOS HISTÓRICOS QUE DEIXARAM DE EXISTIR
  1. Federalist Party (1789-1820)
  2. Democratic-Republican Party (1792-1824)
  3. Anti-Masonic Party (1826-1838)
  4. National Republican Party (1829-1833)
  5. Nullifier Party (1830-1839)
  6. Whig Party (1833-1856)
  7. Liberty Party (1840-1848)
  8. Law and Order Party of Rhode Island (1840s)
  9. Free Soil Party (1848-1855)
  10. Anti-Nabraska Party (1854)
  11. American Republican Party (1843-1854)
  12. American Party ("Know Nothings") (1854-1858)
  13. Opposition Party (1854-1858)
  14. Constitutional Union Party (1860)
  15. National Union Party (1864-1868)
  16. Readjuster Party (1870-1885)
  17. Liberal Republican Party (1872)
  18. Greenback Party (1874-1884)
  19. Anti-Monopoly Party (1884)
  20. Populist Party (1892-1908)
  21. Silver Party (1892-1902)
  22. National Democratic Party / Gold Democrats (1896-1900)
  23. Silver Republican Party (1896-1900)
  24. Social Democratic Party (1900-1901)
  25. Home Rule Party of Hawaii (1900-1912)
  26. Socialist Party of America (1901-1973)
  27. Independence Party (or Independence League) (1906-1914)
  28. Progressive Party 1912 (Bull Mosey Party) (1906-1914)
  29. National Woman's Party (1913-1930)
  30. Non-Partisan League (1915-1956)
  31. Farmer-Labor Party (1918-1944)
  32. Progressive Party 1924 (1924)
  33. Communist League of America (1928-1934)
  34. American Workers Party (1933-1934)
  35. Workers Party of the United States (1934-1938)
  36. Union Party (1936)
  37. American Labor Party (1936-1956)
  38. America First Party (1944-1946)
  39. State's Rights Democratic Party (Dixiecrats) (1948)
  40. Progressive Party 1948 (1948-1955)
  41. Vegetarin Party (1948-1964)
  42. Constitution Party (United States 50s) (1952-1968)
  43. American Nazi Party (1959-1967)
  44. Puerto Rican Socialist Party (1959-1993)
  45. Mississipi Freedom Democratic Party (1964)
  46. Balck Panther Party (1966-1970s)
  47. Communist Workers Party (1969-1985)
  48. People's Party (1971-1976)
  49. U. S. Labor Party (1975-1979)
  50. Concerned Citizens Party (1975-1992)
  51. Citizens Party (1979-1984)
  52. New Alliance Party (1979-1992)
  53. Populist Party of 1980s-1990s (1984-1994)
  54. Looking Back Party (1984-1996)
  55. Grassroots Party (1986-2004)
  56. Independent Party of Utah (1988-1996)
  57. Greens / Green Party USA (1991-2005)
  58. New Party (1992-1998)
  59. Natural Law Party (1992-2004)
  60. Mountain Party (2000-2007)
  61. Christian Freedom Party (2004)
E, se foram capazes de chegar até aqui, digam lá se a realidade não ultrapassa em muito a imaginação!...
                     
Fernando
                    

Manifestação CGTP-IN dia 5 de Junho

                                                                                                                                           

CGTP-IN

                

Pensamento de 28 de Maio de 2008

    O século XX não foi o século do “fim do comunismo” (como para aí apregoam), mas sim o século do “princípio do comunismo” como concretização e edificação de uma nova sociedade para o bem do ser humano.

                           

Jorge de Sena: Carta a meus filhos Sobre os fuzilamentos de Goya (por Mário Viegas)

CARTA A MEUS FILHOS

Sobre os fuzilamentos de Goya


Não sei, meus filhos, que mundo será o vosso.
É possível, porque tudo é possível, que ele seja
aquele que eu desejo para vós. Um simples mundo,
onde tudo tenha apenas a dificuldade que advém
de nada haver que não seja simples e natural.
Um mundo em que tudo seja permitido,
conforme o vosso gosto, o vosso anseio, o vosso prazer,
o vosso respeito pelos outros, o respeito dos outros por vós.
E é possível que não seja isto, nem seja sequer isto
o que vos interesse para viver. Tudo é possível,
ainda quando lutemos, como devemos lutar,
por quanto nos pareça a liberdade e a justiça,
ou mais que qualquer delas uma fiel
dedicação à honra de estar vivo.
Um dia sabereis que mais que a humanidade
não tem conta o número dos que pensaram assim,
amaram o seu semelhante no que ele tinha de único,
de insólito, de livre, de diferente,
e foram sacrificados, torturados, espancados,
e entregues hipocritamente â secular justiça,
para que os liquidasse «com suma piedade e sem efusão de sangue.»
Por serem fiéis a um deus, a um pensamento,
a uma pátria, uma esperança, ou muito apenas
à fome irrespondível que lhes roía as entranhas,
foram estripados, esfolados, queimados, gaseados,
e os seus corpos amontoados tão anonimamente quanto haviam vivido,
ou suas cinzas dispersas para que delas não restasse memória.
Às vezes, por serem de uma raça, outras
por serem de urna classe, expiaram todos
os erros que não tinham cometido ou não tinham consciência
de haver cometido. Mas também aconteceu
e acontece que não foram mortos.
Houve sempre infinitas maneiras de prevalecer,
aniquilando mansamente, delicadamente,
por ínvios caminhos quais se diz que são ínvios os de Deus.
Estes fuzilamentos, este heroísmo, este horror,
foi uma coisa, entre mil, acontecida em Espanha
há mais de um século e que por violenta e injusta
ofendeu o coração de um pintor chamado Goya,
que tinha um coração muito grande, cheio de fúria
e de amor. Mas isto nada é, meus filhos.
Apenas um episódio, um episódio breve,
nesta cadela de que sois um elo (ou não sereis)
de ferro e de suor e sangue e algum sémen
a caminho do mundo que vos sonho.
Acreditai que nenhum mundo, que nada nem ninguém
vale mais que uma vida ou a alegria de té-la.
É isto o que mais importa - essa alegria.
Acreditai que a dignidade em que hão-de falar-vos tanto
não é senão essa alegria que vem
de estar-se vivo e sabendo que nenhuma vez alguém
está menos vivo ou sofre ou morre
para que um só de vós resista um pouco mais
à morte que é de todos e virá.
Que tudo isto sabereis serenamente,
sem culpas a ninguém, sem terror, sem ambição,
e sobretudo sem desapego ou indiferença,
ardentemente espero. Tanto sangue,
tanta dor, tanta angústia, um dia
- mesmo que o tédio de um mundo feliz vos persiga -
não hão-de ser em vão. Confesso que
multas vezes, pensando no horror de tantos séculos
de opressão e crueldade, hesito por momentos
e uma amargura me submerge inconsolável.
Serão ou não em vão? Mas, mesmo que o não sejam,
quem ressuscita esses milhões, quem restitui
não só a vida, mas tudo o que lhes foi tirado?
Nenhum Juízo Final, meus filhos, pode dar-lhes
aquele instante que não viveram, aquele objecto
que não fruíram, aquele gesto
de amor, que fariam «amanhã».
E. por isso, o mesmo mundo que criemos
nos cumpre tê-lo com cuidado, como coisa
que não é nossa, que nos é cedida
para a guardarmos respeitosamente
em memória do sangue que nos corre nas veias,
da nossa carne que foi outra, do amor que
outros não amaram porque lho roubaram.

Jorge de Sena

 

 

Este quadro, pintado por Francisco de Goya em 1814, chama-se "El Tres de Mayo" e refere-se ao 3 de Maio de 1808, fez agora 200 anos


Para ouvir Mário Viegas a declamar «CARTA A MEUS FILHOS Sobre os fuzilamentos de Goya» de Jorge de Sena clicar AQUI e AQUI

Não a ESTA Revisão das Leis Laborais

                                                                                                                                    

Leia o Texto Integral

                                               

Leitura Obrigatória (LXXXVII)

    O Capitalismo, a Revolução Tecnológica e a Classe Operária

                                               

Na zona do capitalismo desenvolvido, a produção Industrial está a ser rapidamente reestruturada no que respeita à tecnologia. Esta reestruturação provoca enormes problemas sociais. Os poderes estabelecidos atiram esses problemas para os estratos socialmente mais fracos da população, que se confrontam mais uma vez, e cada vez mais com maior acutilância, com os problemas de emprego, tendo em compensação do seu trabalho um salário de subsistência e segurança social. [...]

da Introdução

                                        

In Edições «Avante!»

              

Penalva do Castelo - Festa da Música

         

                                                                                                                                                       

Pensamento de 27 de Maio de 2008

    Os baixos salários e o brutal aumento do custo de vida está, nomeadamente a mudar o perfil dos beneficiários do Rendimento Social de Inserção, a maioria a exercer uma actividade com baixos rendimentos. Há cada vez mais portugueses que empobrecem a trabalhar.
                                 

Peniche - Sobre a Fuga de 1961

    O depoimento de Joaquim Gomes sobre a Fuga de Peniche de 1961, que devolveu à liberdade 11 dirigentes do PCP, entre os quais Álvaro Cunhal.

                       

Peniche - Sobre a Fuga de 61

                                                                                            

                                                                                               

Leitura Obrigatória (LXXXVI)

    Obras Escolhidas de Marx e Engels Tomo I (Karl Marx e Friedrich Engels) 

                 

O marxismo representa uma doutrina revolucionária que se desenvolve e aperfeiçoa constantemente. A sua particularidade principal consiste na unidade orgânica da teoria e da prática revolucionárias.«A nossa teoria não é um dogma, mas um guia para a acção – diziam Marx e Engels.» (Lenine). Ao longo de quase meio século, desenvolveram e aperfeiçoaram a sua doutrina, enriquecendo-a com novas ideias e conclusões assentes na generalização da prática revolucionária, no poder criador e na iniciativa das massas.

A presente edição das Obras Escolhidas em três tomos inclui os mais importantes trabalhos de Marx e Engels em que se expõem as três partes constitutivas da sua grande doutrina revolucionária – a filosofia marxista, a economia política a teoria do comunismo científico.

Do Prefácio

                  

In Edições «Avante!»

                   

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D