Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Pensamento de 30 de Setembro de 2008

   Programa político que com o governo de José Sócrates assumiu uma nova e mais ampla dimensão com a concretização das suas propostas de reconfiguração do Estado, cada vez mais moldado aos interesses dos grandes interesses económicos, com a diabolização de tudo o que é público e é de todos e que se traduziram numa ofensiva generalizada contra os direitos sociais e condições de vida dos trabalhadores e das populações.

                                                           

Jerónimo de Sousa

                                    

Muros, valas, arame farpado e barreiras electrificadas: Bagdad



                                                          

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

                                         

Leitura Obrigatória (CVI)

    São de leitura obrigatória os estudos de Eugénio Rosa sobre a realidade económica e social de Portugal: 

                                        

Pensamento de 29 de Setembro de 2008

   Examine-se a luta quotidiana e os programas do PCP através dos anos.

Tão pouco é excessivo lembrar que no 25 de Abril, os comunistas, ao contrário das acusações que contra eles foram movidas, tiveram um papel em muitas circunstâncias decisivo para a instauração das liberdades e da democracia.

                                                      

Álvaro Cunhal

                        

Muros, valas, arame farpado e barreiras electrificadas: Fronteira Ceuta e Melilla

    Depois de Muros, valas, arame farpado e barreiras electrificadas: Fronteira México-EUA mais muros durante toda esta semana.

               

Para LER:

Para Ver e Ouvir:

   

                                                          

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

                                                                                              

Leis à Medida

    Parece anedota, mas não é. Segundo a Entidade das Contas e Financiamentos dos partidos políticos tudo o que na Festa do Avante! é comprado pelos visitantes tem que ser pago com cheque ou através do Multibanco. Tudo. Desde uma bica ou uma cerveja até um almoço ou uma peça de artesanato. Fica por explicar como fariam os que não têm nem livro de cheques, nem cartão Multibanco.

Parece anedota, mas não é. Segundo esta Entidade o lucro da Festa são as receitas totais e não a diferença entre as receitas e as despesas. Isto é, se uma garrafa de água é vendida por 1 euro, significa que o lucro dessa venda é também 1 euro. Não entrando, portanto, nas contas deles o pagamento dessa garrafa de água aos fornecedores. Desta nem as finanças se tinham lembrado!!! Olha se a moda pega...

Como foi dito na Festa, isto não é zelar pelo cumprimento de uma lei: isto é entrar pelo caminho de uma prática persecutória cega e doentia. É, além do mais, um insulto às nossas inteligências.

Mas estes absurdos têm uma origem. Por estranho que pareça tudo isto está em conformidade com os objectivos da lei de financiamento dos partidos e da razão de existir da citada Entidade. Falemos claro: a «lei» foi feita exclusivamente contra o PCP e a Festa do Avante. Feita tendo como alvo principal, cirurgicamente escolhido, a Festa do Avante!. Feita contra a militância comunista. Feita, também, para que seja o Estado a financiar as actividades dos partidos que a fizeram: PS, PSD e CDS. Feita para que o dinheiro dos impostos lhes pague a actividade militante que não têm. Por sua vez a Entidade existe, é paga e funciona exclusivamente contra o PCP e a Festa do Avante!

O que é bem revelador de como, quer a «lei» quer a Entidade, têm um carácter muito pouco Democrático.

Entretanto, e ainda no que respeita ao financiamento dos partidos, registe-se a recente criação, pelo PS, da chamada Fundação Respública. Que, vem substituir as extintas fundações José Fontana e Antero de Quental, também elas propriedade do PS.
Recorde-se que as duas fundações agora extintas foram criadas em 1977. Ao longo destes anos foi através delas  que foram canalizados os milhões de contos provenientes dos EUA, Alemanha, França, Inglaterra, etc., que, directa e indirectamente, têm financiado muita da actividade do PS.

É claro que a nóvel Fundação Respública vai poder agir à vontade e sem qualquer Entidade a fiscalizar a(s) proveniência(s) dos seus fundos. Proveniência(s) que algumas más línguas, que não nós, diriam ser fáceis de imaginar, olhando para a composição da Direcção da Fundação. Mas isso são, certamente, calúnias...
 
Especialista em Sistemas de Comunicação e Informação

                                              

In "Jornal do Centro" - Edição de 26 de Setembro de 2008

                               

Pensamento de 28 de Setembro de 2008

    Têm sido essas concepções e orientações [do capitalismo dominante] que em Portugal também os principais partidos com responsabilidades governativas, PSD e PS, assumiram como núcleo central de um programa político que, no essencial, convergiu e se tem vindo a concretizar em Portugal.

                                                

Jerónimo de Sousa

                                    

Notas sobre a preparação do XVIII Congresso do PCP

Texto de João Frazão

Com a aprovação pelo Comité Central do Projecto de Teses, nos dias 20 e 21 de Setembro, entra-se numa nova fase da preparação do XVIII Congresso do PCP. Sobre ele muito se escreverá, deturpando, distorcendo, inventando. Talvez seja então o momento de situar o que acontece até que, nos próximos dias 29 e 30 de Novembro e 1 de Dezembro, se realizem os últimos dias do Congresso.

O Congresso, para o PCP, é uma iniciativa de características únicas.

Temos dito muitas vezes que o Congresso do PCP é amplamente democrático. Dizemos mesmo que é o mais democrático de todos.

Será isso uma simples jactância, uma autovalorização sem conteúdo, um slogan para contrariar as vozes que nos atacam? Atentemos no processo preparatório deste congresso em particular e cada um julgue por si.

                                                                    

In jornal "Avante!" - Edição de 25 de Setembro de 2008

                                                           

Duatlo: Vanessa Fernandes revalida título mundial

    Vanessa Fernandes revalidou hoje o título de campeã mundial de duatlo, ao dominar totalmente os Mundiais disputados em Rimini, Itália, que venceu com mais de dois minutos de vantagem sobre a segunda classificada, a britânica Catriona Morrisson.

             

Parabéns à Vanessa Fernandes e ao seu clube, o SL Benfica

                                            

Pág. 1/9

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D