Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Simulador para calcular a pensão da Segurança Social em 2016 e em 2017

 

«Em 2017, as regras do cálculo da pensão de reforma na Segurança Social vão mudar o que vai determinar uma nova redução do valor da pensão. E as alterações são as seguintes:

  • (1) O "P1", que era a pensão correspondente ao tempo de serviço até 31.12.2006 passará a ser até 31.12.2001,

  • (2) O "P2" que era a pensão correspondente ao tempo de serviço depois de 2006 passará a ser após 2001;

  • (3) A idade normal de acesso à reforma aumenta de 66 anos e 2 meses, que é a atual, para 66 anos e 3 meses;

  • (4) O fator de sustentabilidade que representa um corte na pensão aplicado quando se pede a reforma antecipada, que é em 2016 de 13,34%, em 2017 deverá passar previsivelmente para 13,4% ou mais.

São um conjunto de alterações, que conjugadas, vão determinar mais uma redução no valor da pensão dos que se reformarem em 2017. Para além disso, e isto é grave, tanto o governo do PSD/CDS como o atual governo, não publicaram as portarias com os coeficientes de revalorização das remunerações referentes aos anos de 2015 e 2016, em clara violação da lei, o que está a determinar que aos trabalhadores que se estão a reformar estão a ser atribuídas pensões inferiores às que têm direito por lei porque estão a ser calculadas com base em remunerações desvalorizadas.

É urgente que os partidos de esquerda e os sindicatos, e o próprios trabalhadores, que podem reclamar para o provedor de justiça, exijam que ao governo o cumpra lei, publicando rapidamente a portaria com os coeficientes de revalorização, e depois que mande recalcular as pensões atribuídos com valores inferiores aos que os trabalhadores têm direito.

Tudo isto acaba por determinar que as pensões sejam muito baixas (a maioria delas abaixo do limiar de pobreza) em Portugal. Para além disso estão congeladas desde 2010 (o governo PSD/CDS só atualizou em 1% por ano as pensões mínimas até 260€, e o atual governo aumentou as pensões em 2016 até 629€ em apenas 0,4%, o que correspondeu a aumentos de miséria). Em 2017, se se aplicar a mesma lei  que foi aplicada em 2016 (Lei 53-B/2006), só as pensões até 629€ serão aumentadas, e menos de 1%, novos aumentos de miséria que será inaceitável.»

 

Comício da Festa do «Avante!» 2016

Comicio_festa_avante_2016-09-04

«Aqui estamos, comunistas, portugueses, nessa luta, todos os dias, batalhando lado a lado com os trabalhadores e o povo pelos seus direitos, rendimentos e dignidade, e em defesa dos interesses do nosso País. Uma luta que se desenvolve e faz frente às campanhas ideológicas dos que, para manter o seu domínio explorador, tentam semear a descrença na luta organizada e difundir a ideia de que não há alternativa ao sistema capitalista.

Mas enganam-se!

A luta é cada vez mais actual pelo grande objectivo dos comunistas – o Socialismo - esse empreendimento histórico inaugurado pela primeira vez na História da Humanidade com a Revolução de Outubro cujo centenário comemoraremos no próximo ano!

Em Portugal, vivemos uma situação política bem diferente daquela que existia há um ano no momento em que aqui realizávamos a nossa Festa do «Avante!».»

 

Manuel_rodrigues_comicio_festa_avante_2016-09-04

«Quarenta anos depois da primeira realização da maior iniciativa político-cultural do nosso País, aqui estamos na quadragésima edição da Festa do «Avante!» que, pelas mãos militantes e amigas do PCP, da JCP e da Festa, continua a ser «a maior, a mais extraordinária, a mais fraterna e humana jamais realizada no nosso País», como a caracterizou Álvaro Cunhal.

Sem este trabalho militante esta Festa não seria o que é. E, é também por isso, (e, em particular, por isso) que justamente se diz: «não há festa como esta!»

E é também por isso que esta Festa sempre incomodou a reacção, a direita, o grande capital.»

 

«Nada nos será oferecido e também não abdicaremos daquilo a que temos direito.

É com a luta que lá vamos. Cabe à JCP o papel na discussão e preparação da luta organizada, pelos direitos e aspirações da juventude portuguesa. Estamos empenhados e quanto mais fortes formos mais luta se desenvolverá.

(...)

Com os olhos no futuro, lutamos no presente. Somos a organização revolucionária da juventude portuguesa! Ao momento que atravessamos, respondamos com mais jovens organizados e conscientes de que a única alternativa é aquela que propomos e construímos diariamente nas escolas, nas empresas e na rua. Com o peito a transbordar de alegria e de força, saímos da Festa reforçados para intervir e transformar!»

 

Festa do «Avante!» 2016: Revolução, Constituição, Ciência para todos!

Espaco_ciencia_2016-08

Espaço Ciência

 

É nesta nova localização e num espaço remodelado e ampliado que a Festa do «Avante!» pretende, com a habitual e valiosa colaboração de várias instituições científicas, levar até aos visitantes uma experiência única onde a ciência está ao alcance de todos.

Na exposição parte-se dos 40 anos da Constituição da República Portuguesa, e do que ela consagra de democratização do ensino e da cultura e de estímulo à investigação científica, para se abordar os acontecimentos e descobertas protagonizados por cientistas portugueses ao longo destas quatro décadas, só possíveis graças à conquista da liberdade e da democracia.

Ao longo da exposição, de forma cronológica, serão apresentados os principais avanços e descobertas científicas que contribuíram de forma decisiva para a sociedade portuguesa e para o reconhecimento de cientistas portugueses tanto no País como no estrangeiro. Dissecadas serão, também, as políticas públicas relativas à ciência, relativamente ao investimento e financiamento, aos recursos humanos, à difusão da cultura científica. Nesta última questão assumem particular importância os Centros de Ciência Viva (cujos resultados de 20 anos de existência serão analisados na mostra), enquanto que as restantes matérias serão alvo de avaliações qualitativas e quantitativas.

Os anos europeus ou internacionais dedicados às várias áreas da ciência, as políticas públicas para a ciência e o contributo da Festa do Avante! para a divulgação da ciência serão alguns dos temas tratados na exposição, que também sublinhará as posições e propostas do PCP relativamente a todas e estas questões.

A ciência nas artes e letras e o habitual e muito procurado módulo de «Curiosidades» voltarão a estar presentes no espaço.

Para além da exposição, o Espaço Ciência possibilita aos visitantes de todas as idades realizar experiências e observar demonstrações sobre várias disciplinas da Ciência e suas implicações no dia-a-dia. As crianças têm um local próprio, onde podem aprender, pintar e brincar. O Centro de Ciência Viva de Constância e o Núcleo de Física do Instituto Superior Técnico são parceiros nesta edição.

 

Programa

 

Espaco_ciencia_2016

 

2 de Setembro de 1945 – Independência do Vietname

2 Setembro 1945 – Independência do Vietname

Durante cerca de um século de ocupação – primeiro pelos franceses, depois pelos japoneses, de novo pelos franceses e por último pelos norte-americanos – o povo vietnamita nunca baixou os braços na luta contra o colonialismo, a agressão imperialista, pela libertação de seu país.

Ho Chi Minh – um dos mais destacados dirigentes políticos do século XX – foi determinante nesta luta, desde a fundação do Partido Comunista do Vietname à organização da resistência.

A libertação do país, em Agosto de 1945, e a proclamação da independência do Vietname, do qual Ho Chi Minh se torna presidente, não dura muito.

Os franceses reocupam o país após o fim da II Guerra Mundial, com o apoio dos EUA. Voltam a ser derrotados, em 1954.

Depois foi a guerra movida pelos EUA. Foram necessárias mais duas décadas de luta e sofrimento para a libertação nacional do Vietname.

AQUI

 

Publicado neste blog:

 

Festa do «Avante!» 2016: Olimpíadas da camaradagem

2016_desporto1

Desporto

 

Nos 40 anos da Festa do «Avante!» e com a aquisição da Quinta do Cabo, também o Desporto ganha mais espaço, com uma programação especial e diversificada, como já nos habituaram, que vai proporcionar momentos de grande emoção, mas também de convívio e amizade.

Aqui não existem segredos, mas sim uma parceria que, de ano para ano, cresce e se fortalece mais e mais, tornando-se inquebrável e um exemplo do que de melhor e mais bonito se faz no País e no mundo. Nela estão envolvidas mais de 300 colectividades e associações desportivas que trabalham, lado a lado, com a Comissão Nacional de Desporto da Festa.

Este ano são esperados mais de 15 mil atletas, que vão participar em 32 provas desportivas e exibições. Ao mesmo tempo, são cada vez mais os visitantes que não se limitam apenas a assistir, aceitando o convite que lhes é dirigido para participar nas várias modalidades presentes, como acontece nos desportos radicais, com o slide e a parede de escalar, mas também, entre muitas outras, no boxe, nos matraquilhos, nos saraus de ginástica e de artes marciais, nos jogos tradicionais, nas danças de salão.

No domingo, têm lugar a Corrida e a Caminhada da Festa, provas que tem registado, todos os anos, milhares de inscrições, ultrapassando todas as expectativas. Este é, portanto, mais um «palco» do «Avante!», que acolherá grandes espectáculos, para todos os gostos, onde a competição não tem lugar, antes a alegria e a camaradagem.

 

Programa

 

2016_desporto

 

Pág. 6/6

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D