Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Momentos na vida e obra dos «Zés»

 

1) Os primórdios do «Zé»

Já como estudante o «» mostrava os seus «talentos» (entenda-se isto como se quiser):

 

2) Cimeira dos Açores. Aqui participaram dois «Zés» - Aznar e Barroso - e outros dois que não são «Zés» mas podiam ser. Curioso é que destes quatro apenas o «Zé» do presidente Cavaco Silva continua em cena o que mostra que o homem é mesmo bom nestas coisas. Três vídeos sendo que um está repetido:

 

No seguinte vídeo mostra o «» a sua clarividência e firmeza na defesa dos «interesses nacionais» ao mandar tropas para o Iraque esse país que ameaça constantemente as nossas fronteiras:

Agora temos um vídeo em que o «» aconselha todos os civis portugueses a abandonar o Iraque na sequência de um ano de guerra conduzida por mentes bondosas e clarividentes como a dele, «». Mais uma vez o «» em defesa dos «interesses nacionais»:

3) Os tratantes de Lisboa


4) O «Zé» teoriza sobre a Europa como um império

5) Confissão do «Zé». Eis aqui um vídeo que ficará para a História. Reparem como, primeiro, o «» baixa a cabeça (compungido?, porque a mentira continuava a pairar?) confessando que os documentos que permitiram e permitem chacinar milhões de iraquianos eram falsos, para logo a seguir a erguer altaneiro gabando-se de que isso lhe tinha permitido ascender a presidente da Comissão Europeia.

Mas como «Em tempos difíceis como os que vivemos não é aceitável que existam portugueses que se considerem dispensados de dar o seu contributo, por mais pequeno que seja», Cavaco Silva, numa intervenção que também ficará para a História, não hesita em recomendar o «», mais uma vez em nome dos «nossos» superiores interesses:

«(...) o mais importante para o interesse de Portugal é que o doutor Durão Barroso seja eleito como presidente da Comissão Europeia. (...) [Durão Barroso] fez um excelente trabalho no seu primeiro mandato (...) Eu não consigo imaginar algo mais importante para os superiores interesses de Portugal do que a escolha de um português para presidente da Comissão Europeia. Só quem não conhece as competências da Comissão Europeia é que pode subestimar o que significa para Portugal, para os nosso interesses, ter um português como presidente da Comissão Europeia e eu espero que, na sequência dos resultados que já são conhecidos nos 27 estados-membros, Durão Barroso seja escolhido para um novo mandato. Acho que será algo muito, muito valioso para Portugal».

Até porque

«A credibilidade dos agentes políticos é tanto mais necessária quanto a situação económica e financeira actual representa um desafio, sem precedentes nas últimas décadas, à qualidade das instituições democráticas, à competência e visão de futuro dos decisores, e ao empenhamento responsável e solidário de cada um dos cidadãos».

É este o estadista que três dias volvidos, «alertou que um falhanço da OTAN no Afeganistão será prejudicial para os Estados Unidos e a UE» esquecendo-se de nos informar se será prejudicial para os afegãos, os principais interessados (digo eu - mas, quem sou eu?). Digo isto porque estou preocupado com a credibilidade dos agentes políticos...

Estes «Zés» não fazem falta nenhuma.

Nisto de «Zés» nem todos são assim tão beras. Nem pouco mais ou menos. E em representação da grande maioria dos «Zés» que não são beras eis aqui o que o «Zé Povinho» diz a todos estes «Zés»:

                                                                   

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

                                                                   

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D