Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Miséria moral e ética

A «comissão de inquérito» (comissão Turkel) nomeada pelo governo de Israel para analisar o ataque pirata – desencadeado em Maio passado por esse mesmo governo de Israel – contra a flotilha de solidariedade com o povo de Gaza fez entrega do seu relatório. As conclusões são as esperadas. Repetem o que a contra-informação sionista e os grandes média internacionais repetiram desde o início: legitimam a agressão, fazem de vítima o agressor e de agressores os militantes humanitários embarcados na flotilha.

Esta «comissão» constitui uma farsa desde o início. Tendo o governo sionista recusado uma comissão internacional de inquérito, e para fingir que não se tratava de uma operação de branqueamento meramente interna, integrou duas individualidades exteriores: David Trimble, da Irlanda do Norte, e Ken Watkin, do Canadá. Não se podendo dizer que agiram como simples cúmplices nesta operação, não pode ignorar-se que se prestaram a um papel vergonhoso. Aceitaram integrar a comissão sem direito a voto em relação às conclusões finais.

Conclui o relatório que as tropas de elite sionistas agiram em legítima defesa e no quadro da legalidade internacional. Entre as 300 páginas do relatório não devem constar os resultados das autópsias: todas as nove vítimas mortais foram atingidas por balas de 9 mm na parte superior do corpo. Várias foram atingidas com 4, 5 e até seis tiros. Algumas foram mortas com tiros na cabeça disparados à queima-roupa ou a curta distância. Tratou-se de um assassínio em massa, deliberado e executado com precisão profissional.

Este relatório é bem revelador da miséria moral e ética a que chegou o poder sionista. Quando o terrorismo, o racismo e a violência fascista se tornam políticas de Estado, todos os valores humanos, democráticos e éticos são arrasados.

Tiveram pouca sorte os criminosos nazi-fascistas em serem julgados pelo Tribunal de Nuremberga. Tivessem eles sido julgados por uma comissão de inquérito como esta e não apenas teria sido aceite o argumento invocado por tantos desses criminosos de que «apenas cumpriam ordens». Provavelmente teria também sido concluído que agiam em legítima defesa e no respeito pela lei.

In jornal «Avante!» - Edição de 27 de Janeiro de 2011

-

A refeição da «paz»...

"Der Semit", Desenho no novo sítio de Carlos Latuff

-

Obama serve a pomba da paz, Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel, arrota de empanturrado e Mahmoud Abbas, presidente da autoridade palestiniana, pergunta: «posso? dá-me licença?»

Clicar na imagem para visualizar a ligação

-

Para Ler:

Rebelión:


Publicado neste blog:

Quem disse que Israel tem alguns dias para atacar o Irão?

Quem disse frases equivalentes à do título pode tê-lo feito com várias motivações. Mas disse-as, não podemos ignorar. Visam gerar um ambiente propício à guerrra.

O homem é um velho conhecido nosso. Foi o mesmo que afirmou  «Eu quero que só um governo possua armas nucleares [os EUA]»...

Para Ler, Ver e Ouvir:

 

Desenho de Martirena, publicado em diario siglo xxi, 16 de Agosto de 2010

-

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

_

Expulsão dos palestinianos dos seus territórios: Israel continua «limpeza étnica»

Clicar na imagem para visualizar a ligação

-

(...)

Neste contexto, falar em política de «limpeza étnica» não é exagerado. Somente nos territórios palestinianos ocupados por Israel desde 1967 – na Faixa de Gaza, Cisjordânia e Jerusalém Leste – já foram demolidas cerca de 25 mil habitações.

As colónias judias ocupam actualmente 42 por cento do total da terra da Cisjordânia, diz um estudo realizado pela organização de direitos humanos israelita Bet’selem. 21 por cento dos colonatos estão em terras que o próprio Estado de Israel reconhece como terrenos privados palestinianos.

Nos colonatos, a população cresce sem parar. Sem contar com Jerusalém Oriental, o número de judeus residentes em territórios antes ocupados por palestinianos são já mais de 300 mil. Se os projectos de construção de cerca de 40 mil novos fogos habitacionais forem por diante, em breve a população de origem judia na Cisjordânia superará o meio milhão, empurrando os palestinianos para os bantustões que Israel quiser manter.

(...)

(sublinhados meus)

-

Ataque à Flotilha da Liberdade: O que é que Israel Tenta Esconder

A leitura do questionário de Uri Avnery, israelense e activista da organização israelense Grupo da Paz, ajuda a compreender muito do que se passou durante aquele acto criminoso. Ao longo das 81 perguntas a que qualquer comissão de inquérito independente deve responder, muitas delas, seguramente, baseadas nas imagens filmadas pelas câmaras instaladas no barco e transmitidas em directo para uma estação de TV que já as divulgou, fica evidente a qualificação do assalto ao Rachel Corrie como um acto de terrorismo de Estado, mas também que esta política israelense é coordenada com os EUA.

-

Armas «de brincar» mas que MATAM...

Israeli paintball that KILLS - Desenho de Carlos Latuff (Latuff2 on deviantART)

-

A embaixatriz de Israel em Moscovo disse que os soldados israelitas que atiraram sobre a Frota da Liberdade não tinham a intenção de usar armas e levavam espingardas de "paintball" quando abordaram os barcos!

-

À esquerda: voluntários turcos atingidos por "paintballs" israelitas...

Ao centro: criança palestiniana que apedrejava atingida por "paintball" israelita...

À direita: Gaza e Líbano atingidos por "paintballs" israelitas...

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

_

O Terrorismo de Estado no divã do psiquiatra

Josetxo Ezcurra, Rebelión de 12 de Junho  de 2010

-

- Foi horrível, doutor! A coberto da noite arrastaram-nos para águas internacionais. Mediante enganos obrigaram-nos a abordá-los e com os seus corações crueis de terroristas e as suas duras cabeças de fanáticos atacaram sem piedade as nossas indefesas balas!

- Coitadinhos!

-

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

_

Se a Arca de Noé fosse hoje...

Martin Rowson sobre a ataque à frota de Gaza - Desenho de Martin Rowson

-

As estórias da Bíblia contadas de novo...

- Ela [a pomba da paz] estava claramente com a intenção de bicar civis inocentes!

-

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

_

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D