Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Apresentação dos primeiros Candidatos da CDU à Câmara e Assembleia Municipal de Penalva do Castelo

Penalva candidatos1.jpg

 

 Apresentação dos primeiros Candidatos da CDU à

Câmara e Assembleia Municipal de Penalva do Castelo

 

penalva16 de junho.jpg

Clicar nas imagens para ampliar

 

Encontro Distrital de Viseu de Eleitos e Activistas da CDU

Encontro CDU 11-06-2017_3.jpg

O Encontro Distrital de Viseu de Eleitos e Activistas da CDU, reuniu no Solar dos Peixotos, mais de uma centena de participantes e procedeu à avaliação da situação do Poder Local no Distrito, da acção e intervenção da CDU e dos seus eleitos nos diversos órgãos, à troca de experiências e tomada de medidas para melhorar a ligação às populações e o apoio aos eleitos.

A constituição de uma Comissão Coordenadora Distrital da CDU, com vista à preparação das próximas eleições autárquicas, foi outra das decisões do Encontro.

(...)

 

Encontro Distrital da CDU - 11 Junho, 14:30, Solar dos Peixotos, Viseu

Cartaz 2017-06-11.jpg

Clicar na imagem para ampliar

 

(...)

Não é por acaso que a Freguesia de Real, em Penalva do Castelo, de maioria CDU, é considerada a nível nacional um exemplo ímpar, de gestão participada e democrática, com o envolvimento constante da população na elaboração e execução de cada orçamento.

O resultado está à vista: em 8 anos de exercício de poder pela CDU, o desenvolvimento da Freguesia e a melhoria das condições de vida materiais e imateriais da população não têm parado de crescer.

(...)

 

CDU Apresentou Candidatos à Câmara e Assembleia Municipal de São Pedro do Sul

João de Lima Pinheiro_2017.jpg

João de Lima Pinheiro

1º Candidato à Câmara Municipal de São Pedro do Sul

 

Nasceu a 21/05/1954 em S. Pedro do Sul

Licenciado em Engenharia Electrotécnica

Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra

Pós-Licenciatura em Administração e Gestão Escolar

Foi Presidente do Conselho Diretivo Escola Preparatória de S. Pedro do Sul

Presidente do Conselho Diretivo Escola Básica Integrada de S. Pedro do Sul

Presidente da Comissão Executiva Instaladora Escola Básica Integrada de S. Pedro do Sul

Presidente do Conselho Executivo Escola Básica Integrada de S. Pedro do Sul

Presidente do Conselho Executivo Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul

Presidente da Comissão Executiva Instaladora Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul

Presidente do Conselho Executivo Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul

Diretor Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul

Vice-Presidente da Comissão Administrativa Provisória Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul

Presidente do Conselho Pedagógico Escola Preparatória de S. Pedro do Sul

Presidente do Conselho Pedagógico da Escola Básica Integrada de S. Pedro do Sul e do Agrupamento de Escolas de S. Pedro do Sul.

Candidato Independente proposto pelo PCP

 

João Carlos Gralheiro 2017.jpg

João Carlos Gralheiro

1º Candidato Assembleia Municipal São Pedro do Sul

 

Nasceu a 05/05/1959 em S. Pedro do Sul

Licenciado em Direito

Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra

Pós-Graduado em direito das empresas pela Universidade Internacional e em direito da medicina pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.

É Advogado desde 1987, com escritório em S. Pedro do Sul. 
Foi Presidente e, depois, tesoureiro, da Delegação da Ordem dos Advogados na Comarca de S. Pedro do Sul, tendo integrado a Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados.  

É militante do PCP, e integrou a Direção da Organização Regional de Viseu.

Foi mandatário distrital da campanha presidencial, do candidato Francisco Lopes em 2010, e da candidatura ao Parlamento Europeu da CDU em 2014.
Publicou diversos artigos em revistas da especialidade e deu pareceres técnicos, sobre o Novo Regime do Arrendamento Rural; os projetos de lei dos Bancos de Terras e da lei dos Baldios;

Candidato proposto pelo PCP

AQUI

Autarquias 2017.jpg

 

Apresentação dos primeiros Candidatos da CDU à Câmara e A. M. de Lamego

José Pessoa 2017.jpg

 JOSÉ Manuel Pinto Albuquerque PESSOA

 1º Candidato à Câmara Municipal de Lamego

 

69 anos

Técnico Especialista Principal de Fotografia e Radiografia de Obras de Arte – Museu de Lamego

Doutorando em História de Arte – Universidade de Coimbra

Membro da Associação Portuguesa de Arqueólogos

Delegado Sindical

Foi Presidente da Assembleia de Freguesia da Cruz Quebrada-Dafundo

durante dois mandatos

Militante do PCP, membro da DORViseu

 

Alexandre Hoffmann 2017.jpg

ALEXANDRE HOFFMANN Castela

1º Candidato à Assembleia Municipal de Lamego

 

Natural de Lamego, tem 28 anos e é Biólogo de profissão.
Licenciou-se em Coimbra com uma passagem pela universidade de Siena em Itália, vindo mais tarde a concluir o mestrado em Genética na Universidade de Barcelona, Espanha.

No seu percurso académico cofundou um movimento cívico interventivo baseado na defesa dos valores de Abril e suas conquistas.
Trabalhou até agora sempre como biólogo nas áreas de investigação, gestão de projetos, consultoria e conservação e proteção da natureza.

É militante do PCP e membro da comissão Inter-concelhia Lamego/Tarouca.

 

Declaraçao de apresentação da CDU

 

Autarquias 2017.jpg

 

O monstro do ódio entra na campanha

Pulse nightclub in 2006

Antes do massacre, o atirador de Orlando terá dito que agia em nome do Estado Islâmico, mas é provável que tivesse ligações tão fortes a Trump como a al-Baghdadi.

Mateen adquiriu a sua metralhadora AR15 como um bom republicano; tinha fama de machista como prescrevem os fundamentalistas cristãos; fazia gala, como os paleo-conservadores, do seu amor pela brutalidade policial e, como toda a extrema-direita, odiava homossexuais.

Seria, afinal, o descendente de afegãos um «radical islâmico» ou outra coisa?

A verdade é que, na barbárie como nas ideias, a normalidade político-ideológica dos EUA anda há muito de braço dado com as fátuas do Estado Islâmico na mesma sopa de ódio primordial onde se geram os fascismos: o capitalismo em crise.

O monstro de Orlando jurou ódio à humanidade – e lealdade a Trump.

AQUI

 

Acerca da assembleia-geral de 31/Março do Montepio

Logo montepio

 

JUSTIFICAÇÃO DESTA INFORMAÇÃO

«Esta informação tem como base duas intervenções que fiz na assembleia geral de associados do Montepio. Divulgo-a, por um lado, para que os associados que não estiveram presentes possam acompanhar a situação do Montepio, e, por outro lado, para que não se possa dizer mais tarde que estávamos no Montepio e nada fizemos para exigir uma gestão mais rigorosa e profissional na Associação Mutualista e que não alertamos os associados para a situação. Na assembleia de 31/3/2016, participaram cerca de 250 associados, a esmagadora maioria chefes e quadros do Montepio fiéis a Tomás Correia assim como os seus amigos (é assim que ele domina as assembleias), o que corresponde apenas a 0,039% dos 632.931 associados que o Montepio tinha em 31/12/2015.

Esta baixíssima participação dos associados resulta, a meu ver, da conjugação de dois fatores. Primeiro, da falta de informação aos associados da realização da assembleia. A convocatória só foi divulgada em dois jornais diários, que a maioria dos associados não lêem, e na Internet, por isso não tiveram conhecimento da sua realização, o que é intencional para que os associados não saibam o que se passa Montepio. Em segundo lugar, porque muitos associados desinteressaram-se da atividade do Montepio, já que muitos a quem informei da realização da assembleia não compareceram. E isto é mau até porque as assembleias são poucas – duas ou três por ano – portanto o "sacrifício" não é grande, e não podem estar à espera que sejam só os outros a defender os interesses que são de todos.

Muitas centenas têm-me enviado emails a pedir informação sobre a segurança das suas poupanças e sobre a Associação Mutualista e o mutualismo, pois estão preocupados. Uma forma de defender todas estas coisas é, pelo menos, participar nas assembleias-gerais. Não é ausentando-nos ou mesmo abandonando o Montepio que defendemos uma instituição única no país e as nossas poupanças. O afastamento dos associados só facilita a tarefa daqueles que querem utilizar o Montepio em seu proveito ou destrui-lo. Espero que na futura assembleia sobre as contas consolidadas-2015 participem muitos mais associados para bem do Montepio.»

 

Todos à Assembleia-Geral do Montepio de 31.03.2016

Logo montepio

«Um apelo a todos os associados para que participem na assembleia geral de 31/3/2016, às 21h00, no Edifício do Montepio (R. do Ouro, 219-241,-6º andar, Lisboa).   Tomás Correia e o padre Melícias não informam os associados (a assembleia apenas é divulgada em dois jornais não lidos pela maioria dos associados porque a lei impõe) da realização da assembleia porque pretendem afastá-los da assembleia para que não conheçam os resultados de uma gestão desastrosa para o Montepio.

  •  É NECESSÁRIO QUE TODOS OS ASSOCIADOS PARTICIPEM NA ASSEMBLEIA-GERAL E PEÇAM ESCLARECIMENTOS E RESPONSABILIDADES À ADMINISTRAÇÃO DE TOMÁS CORREIA PELO FACTO DE, EM 2015, A CAIXA ECONÓMICA TER TIDO 237 MILHÕES € DE PREJUÍZOS, E A ASSOCIAÇÃO MUTUALISTA 393 MILHÕES € DE PREJUÍZOS.
  • QUEM NÃO PARTICIPAR NÃO PODE MAIS TARDE QUEIXAR-SE DAS CONSEQUÊNCIAS DA MÁ GESTÃO DE TOMÁS CORREIA. SÓ PARTICIPANDO NAS ASSEMBLEIAS-GERAIS É QUE OS ASSOCIADOS CONHECERÃO A VERDADEIRA SITUAÇÃO DO MONTEPIO, E FISCALIZARÃO E PODERÃO DEFENDER O MUTUALISMO E AS SUAS POUPANÇAS.

 

Informação nº 1/2016 aos associados do Montepio

Logo montepio

«1- Um esclarecimento sobre a assembleia geral de 29.12.2015: uma assembleia em que a maioria dos associados nem teve conhecimento da realização (participaram apenas 170 dos 630.000 associados).

2- As contas consolidadas da Associação Mutualista de 2014: em apenas dois anos foram delapidados 50% dos capitais próprios da Associação Mutualista.

3- A pesada herança deixada pela gestão da administração de Tomás Correia à nova administração da Caixa Económica e a tentativa de se desculpabilizar.

4- A tentativa de Tomás Correia em continuar a ser “Dono de Todo o Montepio”.»

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D