Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Telma Monteiro: Um texto muito, muito bonito...

Passadas mais de 24h, ainda é difícil pensar em algo para vos escrever…

Quando comecei a fazer judo, não tinha muita noção de nada. Do quanto teria de treinar, do quão longe podia chegar. Depois começou a crescer em mim uma paixão enorme por este desporto, a competitividade, que sempre tive, fazia o meu coração bater cada vez mais forte, fazia a vontade de ganhar ser cada vez maior. Naturalmente começou a fazer parte do meu ADN, o orgulho em representar o meu país, o nosso país, Portugal.

12 anos depois dos meus primeiros Jogos Olímpicos, 11 medalhas em Europeus e 5 em mundiais, depois, o sonho tornou-se realidade.

Eu tive receio, tive dúvidas, não sabia o que ia acontecer. Terminar a carreira sem a “tal” medalha, era uma possibilidade. O que não era uma possibilidade era desistir de trabalhar para que ela fosse uma realidade.

Trabalhei, não desisti, acreditei, tive receio, fui com receio mesmo, fui também com coragem. Consegui. Primeira medalha olímpica do judo feminino português. História pelo meu país. O meu país… isso era o mais importante de tudo. Não era eu, éramos nós, ali, naquele tapete da Arena Carioca 2.

O que é que eu sinto?

Alegria que não cabe.
Se eu consegui, TU também consegues. Não desistam de lutar por aquilo em que acreditam.

Obrigada do fundo do coração a todos os que trabalharam comigo para esta conquista e obrigada pelo carinho de todos. Valeu a pena lutar. Valerá sempre.

Telma Monteiro

 

Telma Monteiro conquista medalha de Bronze

Telma Monteiro Rio 2016_1

Telma Monteiro, judoca do Sport Lisboa e Benfica, conquistou a sua primeira medalha olímpica da carreira e de Portugal nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro ao lograr o Bronze no combate realizado frente à romena, Corina Caprioriu. A portuguesa venceu por Yuko.

Telma Monteiro, no final da conquista da medalha de Bronze, explicou o que sentia ao conseguir este feito inédito.

«Se tinha sido paciente para esperar, hoje tinha de ser o meu dia. Foi um dia de total de superação e não pensei nos outros Jogos Olímpicos anteriores para que não fossem um fantasma», afirmou.

A judoca não escondeu a emoção por ter conseguido a primeira medalha de Portugal no Rio’2016: «Lutei com tudo o que tinha. Os combates foram difíceis, mas estava aqui para fazer história pelo meu País. Dedico a vitória à minha família, ao meu Clube e ao meu treinador».

A judoca defrontou e venceu a neozelandesa Darcina Manuel, 25.ª do ranking mundial, na segunda ronda da categoria -57 kg. Isto porque na primeira ronda, da qual Telma Monteiro ficou isenta, a neozelandesa venceu a russa Irina Zabludina, 23.ª da hierarquia.

Nos quartos de final - no combate com Sumiya Dorjsuren, da Mongólia, líder mundial da categoria - Telma Monteiro foi eliminada por passividade no Golden Score. A atleta do SL Benfica pode agora ainda ser repescada e lutar pela medalha de Bronze.  

No combate de acesso à luta pela medalha de Bronze, Telma Monteiro enfrentou a francesa Automne Pavia. No sétimo encontro entre as duas, a judoca do Sport Lisboa e Benfica venceu por ippon.

 

Parabéns à Telma Monteiro e ao seu clube, o SL Benfica

 

 

Recorde-se que Telma Monteiro, de 30 anos, conquistou ainda, em campeonatos da Europa, cinco medalhas de ouro alcançados em Baku (2015) Chelyabinsk (2012), Tbilissi (2009), Belgrado (2007), Tampere (2006) (estas duas últimas na categoria de -52 kg), uma medalha de prata no currículo (Istambul em 2011) e cinco de bronze (Montpellier - 2014, Budapeste - 2013, Viena-2010, Roterdão-2005 e Bucareste-2004).

No seu palmarés, incluem-se ainda três medalhas de prata (vice-campeã) nos Mundiais de 2007 (Rio de Janeiro) na categoria de -52Kg, 2009 (Roterdão) e 2010 (Tóquio) na categoria de -57Kg, uma de bronze no Mundial de 2005 (Cairo).

 

Dulce Félix é vice-campeã da Europa

Dulce Félix1

Decorre entre 6 e 10 de julho o Campeonato da Europa de Atletismo, competição que tem como palco Amesterdão, na Holanda.

Destaque nesta jornada inicial para a Medalha de Prata de Ana Dulce Félix nos 10 000 metros. A atleta do SL Benfica realizou uma prova espetacular batendo mesmo por larga escala o seu recorde pessoal, cortando a meta na 2.ª posição com 31.19.03 minutos, a pouco mais de seis segundos da vencedora, a turca Yasemin Can. O pódio completou-se com a norueguesa Karoline Grodval.

Carla Salomé Rocha foi 12.ª classificada na prova.

 

Parabéns à Ana Dulce Félix e ao seu clube, o SL Benfica

 

Telma Monteiro: penta campeã da Europa

Telma Monteiro17

Telma Monteiro conquistou esta quinta-feira a Medalha de Ouro na categoria de -57kg dos Jogos Europeus de Baku, que atribuem também os títulos continentais, que decorrem no Azerbaijão.

A Final foi disputada frente à húngara, Hedvig Karakas, 11.ª do Mundo, e a judoca do SL Benfica impôs toda a sua classe, vencendo a adversária com mestria e inteligência.

Recorde-se que a judoca do Glorioso iniciara a caminhada em Baku vencendo a sérvia Jovana Rogic, por decisão no ponto de ouro. Nos cinco minutos de combate ambas as atletas terminaram com duas penalizações, pelo que só aos 1.42 minutos do desempate por ponto de ouro o duelo foi decidido, a favor da portuguesa, por shido.

Seguiu-se nova vitória, frente à holandesa, Sanne Verhagen, por shido. A líder do ranking Mundial defrontou a 15.ª da hierarquia e 3.ª classificada no Mundial de 2014, vencendo-a por advertências, já que a rival teve duas e Telma Monteiro apenas uma.

Nas meias-finais, Telma Monteiro derrotou a francesa Automne Pavia nas por waza-ari. A judoca do SL Benfica, n.º 1 do Mundo, começou o combate de forma agressiva e, depois de conseguir pontuar, defendeu-se de forma magnífica dos ataques da n.º 7 do ranking mundial. 

Está assim assegurada a 9.ª Medalha da comitiva portuguesa em Baku, mas também a 11.º Medalha de Telma Monteiro em onze participações em Campeonatos da Europa, um palmarés inigualável.

Este é o seu quinto título, depois das conquistas em -52 kg, em 2006 e 2007, e em -57 kg, a sua categoria atual, em 2009 e 2012.

 

Parabéns à Telma Monteiro e ao seu clube, o SL Benfica

 

Canoagem (Taça do Mundo): Ouro para Joana Vasconcelos

Joana Vasconcelos3

No terceiro e último dia de provas na Taça do Mundo de Velocidade, que decorre de sexta-feira a domingo, em Montemor-o-Velho, Joana Vasconcelos conquistou a medalha de Ouro na categoria K4 200 metros.

Numa embarcação dividida com Beatriz Gomes, Francisca Laia e Helena Rodrigues, a canoísta do Sport Lisboa e Benfica foi a primeira a chegar com o tempo de 34s540.

Parabéns à Joana Vasconcelos e ao seu clube, o SL Benfica

 

Telma Monteiro: Judoca é n.º 1 do ranking mundial

Telma Monteiro15

A International Judo Federation (IJF) divulgou na quarta-feira o ranking actualizado que consagra Telma Monteiro como a melhor do Mundo na categoria -57 kg. A judoca do Sport Lisboa e Benfica esteve, esta quarta-feira, na Benfica TV e não escondeu a felicidade pelo feito alcançado.

«Estou bastante contente e orgulhosa. É reflexo do trabalho realizado. Chegar a n.º 1 do ranking era um objectivo que tinha em mente, mas tenho de continuar a trabalhar», referiu.

A judoca mantém os pés bem assentes no chão apesar de liderar o ranking mundial e adverte que esta posição não vence combates. «É uma motivação extra estar nesta posição do ranking, mas não decide os combates. Tudo depende de mim para continuar a obter bons resultados», reconheceu Telma Monteiro.

 

Parabéns à Telma Monteiro e ao seu clube, o SL Benfica

 

Telma Monteiro de prata no Campeonato do Mundo da Rússia

-

Telma Monteiro sagrou-se, esta quarta-feira, vice-campeã do Mundo no Campeonato do Mundo de Judo, que está a decorrer na Rússia, na categoria de -57 kg.

A judoca do Sport Lisboa e Benfica conquistou a medalha de prata, após ser derrotada pela japonesa Nae Udaka, por ippon.

Três vezes vice-campeã do Mundo, Telma Monteiro começou por derrotar a cazaque Sevara Nishanbayeva, por ippon, em apenas 21 segundos, antes de bater, por yuko, a norte-americana Marti Malloy, desforrando-se assim da prematura eliminação nos Jogos Olímpicos Londres2012. Malloy, número três do “ranking” mundial e medalha de bronze em Londres, tinha acabado de deixar pelo caminho a japonesa Kaori Matsumoto, atual campeã olímpica.

No terceiro combate, Telma Monteiro impôs-se à suíça Fabienne Kocher, em 39 segundos, também por ippon, depois de um waza-ari. Na meia-final, a judoca portuguesa, de 28 anos, defrontou a mongol Sumiya Dorjsuren, de apenas 23 anos, sétima da hierarquia mundial e vencedora este ano do Grande Prémio de Ulan-Bator.

-

-

Recorde-se que Telma Monteiro, de 28 anos, conquistou ainda, em campeonatos da Europa, quatro medalhas de ouro alcançados em Chelyabinsk (2012), Tbilissi (2009), Belgrado (2007) e Tampere (2006) (estas duas últimas na categoria de -52 kg), uma medalha de prata no currículo (Istambul em 2011) e cinco de bronze (Montpellier - 2014, Budapeste - 2013, Viena-2010, Roterdão-2005 e Bucareste-2004).

No seu palmarés, incluem-se ainda três medalhas de prata (vice-campeã) nos Mundiais de 2007 (Rio de Janeiro) na categoria de -52Kg, 2009 (Roterdão) e 2010 (Tóquio) na categoria de -57Kg, uma de bronze no Mundial de 2005 (Cairo).

-

Parabéns à Telma Monteiro e ao seu clube, o SL Benfica

-

Joana Vasconcelos Medalha de Bronze em K1 200 metros nos Mundiais sub-23

-

A canoísta do Sport Lisboa e Benfica Joana Vasconcelos conquistou, esta manhã de domingo, a Medalha de Bronze na Final A de K1 200 metros em Sub-23.

Joana Vasconcelos encontra-se na cidade húngara de Szeged que recebe nestes dias o Campeonato do Mundo de Juniores e de Sub-23 de Velocidade.

Joana Vasconcelos voltou à pista para disputar a final de K1 500 metros, na qual foi sétima classificada.

Parabéns à Joana Vasconcelos e ao seu clube, o SL Benfica

-

Teresa Portela: «Duas Medalhas no Europeu trazem mais confiança»

-

A canoísta do Sport Lisboa e Benfica, Teresa Portela, fez história no Campeonato Europeu de Canoagem, em Brandenburgo, na Alemanha, ao conquistar a medalha de bronze em K1 200 metros e em K1 500 metros.

Em declarações à BTV, Teresa Portela contou os detalhes da prova.

«As provas realizaram-se com uma diferença de três horas. Gosto mais do K1 500 metros, preparei-me melhor para essa prova. No entanto, são duas distancias olímpicas, duas competições muito competitivas e ambas foram difíceis. Ter conseguido uma medalha em cada distância foi sem dúvida muito bom. Mas confesso que ter recebido uma medalha no K1 500 metros, a minha distancia favorita, foi especial para mim», confessou satisfeita a canoísta.

Teresa Portela provou, mais uma vez, todo o seu calibre e apontou a conquistas futuras: «Foi um dia muito importante. Depois de um ano complicado consegui estar mais focada no K1. Ter conseguido estas duas medalhas no Europeu dá-me mais confiança e motivação para continuar a desenvolver o meu trabalho

Parabéns à Teresa Portela e ao seu clube, o SL Benfica

-

Teresa Portela conquista bronze na Taça do Mundo de Szeged

-

Teresa Portela conquistou este sábado a medalha de bronze na prova de K1 500 metros da III Taça do Mundo de velocidade em canoagem, que decorre em Szeged, na Hungria. A canoísta do Benfica já tinha vice-campeã da Europa em K1 200 em 2013.

Na final, a canoísta do Benfica terminou com o tempo de 1.56,319 minutos, ficando a quase três segundos da vencedora, a húngara Danuta Kozak, campeã olímpica e mundial da distância, que concluiu a prova em 1.53,433, à frente da austríaca Yvonne Schuring (1.55,605).

-

-

Parabéns à Teresa Portela e ao seu clube, o SL Benfica

-

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D