TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Quinta-feira, 11 de Outubro de 2018
DORV do PCP Associa-se ao Pesar Pelo Falecimento de Diamantino Gertrudes da Silva, Capitão de Abril

Diamantino Gertrudes da Silva.jpg

Morreu hoje em Viseu, aos 75 anos, Diamantino Gertrudes da Silva, natural de Alvite (1943), concelho de Moimenta da Beira, Capitão de Abril, que à data da Revolução dos Cravos comandou as tropas sublevadas idas de Viseu para Lisboa, com as companhias de Aveiro e da Figueira da Foz, e que na marcha gloriosa teve a seu cargo a tomada da prisão de Peniche.

A sua intervenção está relatada por si no livro "Operação Viragem Histórica", coordenado pelo Comandante Almada Contreiras.

Foi autor de três livros que espelham, com grande brilho literário o percurso de vida, ainda que ficcionado, de um militar de Abril. O terceiro chama-se "Quatro Estações em Abril". Foi distinguido com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade.

Democrata convicto foi, até que a saúde o deixou, um difusor empenhado e entusiasta dos ideais de Abril, levando, sobretudo às escolas e colectividades, os valores da liberdade, da democracia e da justiça social, objectivos maiores da Revolução dos Cravos.

Nesta hora de pesar, o PCP endereça a toda a família de Diamantino Gertrudes da Silva, sentidas condolências, prestando homenagem pública ao militar valoroso, ao democrata empenhado, ao humanista e homem de cultura. 

Sementes de esperança 

Transcrevemos abaixo o texto que Fernando Augusto Machado, Professor Jubilado da Universidade do Minho, amigo pessoal e contemporâneo do malogrado, nos fez chegar sobre Gertrudes da Silva:

O 25 de Abril de 1974 foi um ponto de partida determinante para o processo de construção da democracia que hoje temos a dita de viver. Processo por vezes sinuoso, com percalços e vicissitudes tantas vezes inesperados, às vezes mesmo obstaculizados ou até combatido por arautos saudosos dos tempos idos… mas processo, que ainda o é, também persistentemente defendido por nós e muitos nos ideais e fins que a Revolução de Abril em tempo inicial definiu ancorados na liberdade, igualdade, justiça e paz.

Mas é também um ponto de chegada tornado rutura à longa época de opressão, de desigualdade, de injustiça e mesmo de guerra em que o país persistia num isolacionismo deprimente ao espaço e tempo da circunstância. Foi tempo negro, sim, mas sempre com a chama de luta persistente em que o PCP, não há história que o possa negar, foi protagonista notado, e por isso perseguido, ao lado de muitos outros inconformados e esperançados resistentes.

Pois bem, nesse ponto de partida para o presente, e de chegada com esperança de futuro, tiveram papel primordial aqueles que continuamos a chamar CAPITÃES DE ABRIL. Eis a razão primeira e maior da sentida homenagem do PCP ao nosso “capitão” Gertrudes da Silva que nos deixa mas que permanecerá na nossa memória e na História de Portugal escrita com letras de ouro assentes em padrões de liberdade, de justiça e paz. Ele foi protagonista ativo e relevante nesse corajoso momento de rutura e assim continuou até ao fim, envolto nos ideais que na madrugada libertadora de abril ele ajudou a nascer e que, em sua homenagem, nos vemos obrigados a defender. Ele nos pede…

Viseu, 10 de Outubro de 2018

O Gabinete de Imprensa da DORViseu do PCP

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:03
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 2 de Dezembro de 2014
1º Maio 1974 em Portugal - fotos de Gerald Bloncourt

1 de Maio de 1974_1.jpg

1 de Maio de 1974_Porto.jpg

1º Maio 1974 em Portugal - fotos de Gerald Bloncourt

 

Um fresco notável!

adaptado de um e-mail enviado pelo Cid

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 09:40
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 1 de Maio de 2014
1º Maio 1974 - 1º Maio 2014

-

Todos ao 1º de Maio!

-

-

O Futuro    
 
Isto vai meus amigos isto vai
um passo atrás são sempre dois em frente
e um povo verdadeiro não se trai
não quer gente mais gente que outra gente.


Isto vai meus amigos isto vai
o que é preciso é ter sempre presente
que o presente é um tempo que se vai
e o futuro é o tempo resistente.

Depois da tempestade há a bonança
que é verde como a cor que tem a esperança
quando a água de Abril sobre nós cai.

O que é preciso é termos confiança
se fizermos de Maio a nossa lança
isto vai meus amigos isto vai.

                                                

José Carlos Ary dos Santos

                                        


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:06
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014
Há 40 anos: As Portas que Abril abriu

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 25 de Abril de 2013
José Carlos Ary dos Santos: As Portas que Abril abriu

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 25 de Abril de 2012
25 de Abril de 2012 na Assembleia da República

-

Para ler (e estudar, e divulgar) na íntegra...

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 13:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sementes de esperança: As Portas que Abril abriu

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 10:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 1 de Maio de 2011
Em Maio surgiu vermelho o cravo do mês de Junho

-

-

O Futuro    
 
Isto vai meus amigos isto vai
um passo atrás são sempre dois em frente
e um povo verdadeiro não se trai
não quer gente mais gente que outra gente.


Isto vai meus amigos isto vai
o que é preciso é ter sempre presente
que o presente é um tempo que se vai
e o futuro é o tempo resistente.

Depois da tempestade há a bonança
que é verde como a cor que tem a esperança
quando a água de Abril sobre nós cai.

O que é preciso é termos confiança
se fizermos de Maio a nossa lança
isto vai meus amigos isto vai.

                                                

José Carlos Ary dos Santos

                                         


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:07
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 25 de Abril de 2011
Há 37 anos: As Portas que Abril abriu

 

José Carlos Ary dos Santos: As Portas que Abril abriu

-

Para Ver e Ouvir:

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 08:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 30 de Abril de 2010
Contra tudo o que era velho / levantado como um punho / em Maio surgiu vermelho / o cravo do mês de Junho

25 de Abril Sempre!

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:02
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 29 de Abril de 2010
Porque a força bem empregue / contra a posição contrária / nunca oprime nem persegue / – é força revolucionária!

25 de Abril Sempre!

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:07
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 28 de Abril de 2010
Quem o fez era soldado / homem novo capitão / mas também tinha a seu lado / muitos homens na prisão

25 de Abril Sempre!

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 06:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 27 de Abril de 2010
36 anos da Revolução de Abril

25 de Abril Sempre!

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 03:02
link do post | comentar | favorito

Domingo, 25 de Abril de 2010
Por Abril, Lutar e Vencer

José Carlos Ary dos Santos: As Portas que Abril abriu

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Sexta-feira, 23 de Abril de 2010
Comemorações do Aniversário do 25 de ABRIL em VISEU

Das 9.00 h às 12.00 h - Rossio

O 25 de Abril visto pelas crianças

(pintura, jogos, animação, teatro, música)

-

15.00 h - Rossio

Espectáculo “VIVA A LIBERDADE”

. música de intervenção com Zé Maria

(ex-membro da Brigada Vitor Jara)

. folclore, cantares, bombos ...

-

19.30 h - JANTAR COMEMORATIVO

No Restaurante “Império dos Sabores”

(Rua Paulo Emílio . Viseu)

-

inscrições: 232420320 . 232436277 . 232416034 ou viseu@sprc.pt

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 09:01
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 28 de Abril de 2009
25 de Abril sempre!

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:01
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 27 de Abril de 2009
Isto vai meus amigos, isto vai

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 10:07
link do post | comentar | favorito

Sábado, 25 de Abril de 2009
Abril de Novo

                                 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

DORV do PCP Associa-se ao...

1º Maio 1974 em Portugal ...

1º Maio 1974 - 1º Maio 20...

Há 40 anos: As Portas que...

José Carlos Ary dos Santo...

25 de Abril de 2012 na As...

Sementes de esperança: As...

Em Maio surgiu vermelho ...

Há 37 anos: As Portas que...

Contra tudo o que era vel...

Porque a força bem empreg...

Quem o fez era soldado / ...

36 anos da Revolução de A...

Por Abril, Lutar e Vencer

Comemorações do Aniversár...

arquivos
tags

álvaro cunhal

assembleia da república

autarquia

avante!

bce

benfica

blog

blogs

câmara municipal

capitalismo

caricatura

cartoon

castendo

cds

cdu

cgtp

cgtp-in

classes

comunicação social

comunismo

comunista

crise

crise do sistema capitalista

cultura

cultural

democracia

desemprego

desenvolvimento

desporto

dialéctica

economia

economista

eleições

emprego

empresas

engels

eua

eugénio rosa

exploração

fascismo

fmi

futebol

governo

governo psd/cds

grupos económicos e financeiros

guerra

história

humor

imagens

imperialismo

impostos

jerónimo de sousa

jornal

josé sócrates

lénine

liberdade

liga

lucros

luta

manifestação

marx

marxismo-leninismo

música

notícias

parlamento europeu

partido comunista português

paz

pcp

penalva do castelo

pensões

poema

poesia

poeta

política

portugal

precariedade

ps

psd

recessão

revolução

revolucionária

revolucionário

rir

salários

saúde

segurança social

sexo

sistema

slb

socialismo

socialista

sociedade

sons

trabalhadores

trabalho

troika

união europeia

vídeos

viseu

vitória

todas as tags

LIGAÇÕES A CASTENDO
Visitantes
eXTReMe Tracker
Google Analytics
blogs SAPO
subscrever feeds