Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Penalva do Castelo: Não entramos na maledicência, na intriga, na calúnia...

    Dizia-me um amigo, em tom de crítica construtiva, que este blog ligava pouco ou nada a alguns acontecimentos em Penalva do Castelo. Referia-se a alguns factos envolvendo a a maioria do executivo PPD/PSD-CDS/PP presidido por Leonídio Monteiro.

A minha, a nossa, resposta foi dada na apresentação dos cabeças de lista da CDU à Câmara e Assembleia Municipal:

«Esta candidatura da CDU não entra em jogos baixos típicos de um certa forma de fazer política. Não entramos na maledicência, na intriga, na calúnia, na crítica pela crítica, nos ataques pessoais. 

A nossa visão da política é a de uma actividade nobre, que, no respeito pelo adversário, discute propostas e faz críticas construtivas. Que apresenta propostas alternativas àquilo que é criticado. Que exige a prestação regular de contas às populações que nos elegeram. Que procura manter um diálogo vivo e constante com as populações e os interesses vivos do município (associações, empresários, trabalhadores, populações).

Os candidatos da CDU cultivam uma maneira própria de estar na política que se caracteriza por não se servirem dos cargos para que são eleitos, mas antes pelo contrário, usam esses cargos para defender intransigentemente o interesse das populações.»

Ler Texto Integral

                         

Intervenção de António Vilarigues

   

Intervenção do 1.º Candidato da lista da CDU concorrente à Câmara Municipal de Penalva do Castelo:

Camaradas e Amigos,

Senhores jornalistas, trabalhadores da Comunicação Social aqui presentes:

A CDU – coligação eleitoral que reúne o Partido Comunista Português, o Partido Ecologista Os Verdes e a Associação Intervenção Democrática – é comprovadamente um espaço de participação de milhares de cidadãos e cidadãs independentes.

Pelo seu percurso e acção, pelos partidos que a integram e pela empenhada intervenção de milhares de homens e mulheres que lhe dão corpo e vida, a CDU é a força que dá segurança e garantia de uma política de verdade. Sempre presente e solidária com a luta em defesa dos direitos e aspirações das populações, dos trabalhadores e do povo. Sempre presente na defesa e afirmação do interesse e soberania nacionais.

Na CDU, e na intervenção dos seus eleitos locais, está presente um reconhecido património de trabalho e realizações. Uma distintiva qualidade na intervenção e gestão de centenas de autarquias. Uma inegável obra realizada na valorização urbana e cultural de numerosos concelhos e freguesias do país. Uma acção em defesa do poder local democrático. Um percurso marcado pelo trabalho, honestidade, competência e isenção.

Na defesa intransigente dos interesses populares, na acção empreendedora de apresentação de propostas e soluções mas também, nas provas dadas pelo trabalho desenvolvido a CDU afirma-se como uma força portadora de um projecto de futuro com a energia, a capacidade e o saber indispensáveis à construção de uma vida melhor.

Pela coerência do seu projecto e a garantia que o seu percurso unitário e democrático testemunham, a CDU é a única força cujo reforço eleitoral e político pode pôr fim à alternância e abrir portas à construção de uma alternativa política em Penalva do Castelo.

Um colectivo decidiu atribuir-me este importante papel de encabeçar a lista à Câmara Municipal. Foi com orgulho e satisfação que aceitei. E fi-lo para poder dar o meu contributo para uma luta que a CDU tem desenvolvido quer a nível nacional, quer ao nível distrital, e naturalmente, aqui no Concelho de Penalva.

Oportunamente apresentaremos o nosso Programa Eleitoral. Programa Eleitoral esse que será construído em colectivo e elaborado com a participação da população deste concelho.

    Mas desde já aqui queremos deixar as grandes linhas de força dos nossos compromissos para com os penalvenses:

1.    Queremos pôr a Câmara ao serviço de todos os munícipes. Incentivando a participação dos cidadãos na gestão do município. Estabelecendo um verdadeiro diálogo com as populações e com os interesses económicos, sociais e culturais do concelho.

2.    Queremos a revisão do PDM, discutida e participada pelas populações e acautelar a degradação urbanística do concelho.

3.    Queremos levar o saneamento básico, a água ao domicílio, a recolha de lixos a todas as freguesias e povoações do concelho e construir as estações de tratamento (ETAR) necessárias à despoluição das águas e à defesa do ambiente.

4.    Queremos mais indústrias na região com respeito pelos direitos dos trabalhadores e do meio ambiente, com parques industriais com as infra-estruturas adequadas e terrenos com preços acessíveis às micro, pequenas e médias empresas.

5.    Queremos defender a agricultura, a floresta e os baldios como património das populações e valorizar os nossos produtos de qualidade – designadamente o vinho do Dão, o Queijo da Serra e a Maçã Bravo de Esmolfe – e dinamizar o Mercado Municipal para que se faça a comercialização desses produtos, com condições mais adequadas.

6.    Queremos defender o comércio tradicional e os feirantes, valorizar a indústria hoteleira e desenvolver o turismo como grande potencialidade deste concelho/região.

7.    Queremos melhorar as acessibilidades à vila e às povoações com transportes públicos a servir todas as pessoas (incluindo as pessoas com deficiência), com horários e trajectos adequados às necessidades de cada um e a preços acessíveis a todos.

8.    Queremos apoiar as escolas, lutar pela abertura de mais jardins-de-infância da rede pública, melhorar as suas instalações e requalificar as escolas do 1º ciclo do ensino básico.

9.    Queremos apoiar a chamada 3ª idade, lutar pela abertura de mais lares e centros de dia, garantir o apoio domiciliário, melhorar e requalificar as suas instalações.

10.    Queremos defender e melhorar os serviços públicos de saúde existentes no concelho.

11.    Queremos apoiar o movimento associativo, as associações de bombeiros, as colectividades, o desporto e a cultura.

12.    Queremos melhor o ambiente na vila com um verdadeiro ordenamento do trânsito e do estacionamento e a promoção de acções e iniciativas que incentivem uma mais ampla fruição dos espaços verdes do concelho.

Esta candidatura da CDU não entra em jogos baixos típicos de um certa forma de fazer política. Não entramos na maledicência, na intriga, na calúnia, na crítica pela crítica, nos ataques pessoais.

    A nossa visão da política é a de uma actividade nobre, que, no respeito pelo adversário, discute propostas e faz críticas construtivas. Que apresenta propostas alternativas àquilo que é criticado. Que exige a prestação regular de contas às populações que nos elegeram. Que procura manter um diálogo vivo e constante com as populações e os interesses vivos do município (associações, empresários, trabalhadores, populações).

Os candidatos da CDU cultivam uma maneira própria de estar na política que se caracteriza por não se servirem dos cargos para que são eleitos, mas antes pelo contrário, usam esses cargos para defender intransigentemente o interesse das populações.

Sabemos que o desenvolvimento de Penalva do Castelo passa por uma gestão diferente da vida deste município. Trinta e três anos de gestão do PSD/CDS-PP já provaram que não servem para resolver os problemas fundamentais deste concelho.

Mas temos igualmente a consciência de que para que este Concelho se possa voltar para o desenvolvimento é necessária uma outra política nacional que olhe com outros olhos este interior cada vez mais desertificado e abandonado.

Por isso entendemos que votar na CDU nos dias 27 de Setembro e 11 de Outubro é a melhor alternativa. E, se elegermos representantes da CDU para a CM, AM e AF, como esperamos, depressa veremos quão acertada foi essa escolha.

O que dizemos aos penalvenses, a todos os penalvenses, é que há que ter a coragem de mudar o sentido de voto. Votem na CDU, e, depois, julguem-nos pelos nossos actos. E questionem-nos sobre o cumprimento dos nossos compromissos. Estamos certos de que chegarão à conclusão: valeu a pena a mudança! A CDU trouxe melhor vida, mais progresso e desenvolvimento ao concelho de Penalva do Castelo.

Viva a CDU!

Viva Penalva do Castelo!
             

Intervenção de Carlos Pina Rodrigues

Intervenção do 1.º Candidato da lista da CDU concorrente à Assembleia Municipal de Penalva do Castelo

Boa tarde a todos.

Agradeço desde já aos presentes.

Quero também agradecer à CDU pelo convite que me foi dirigido. Aceitei este convite por várias razões:

A primeira delas prende-se com o facto de sentir um constante distanciamento dos jovens em relação á política, muito por culpa daqueles que nos representam nas estruturas de poder local, com as suas políticas de interesses pessoais e obsoletas. Os mesmo que desprezam as potencialidades dos jovens, o seu dinamismo e a sua capacidade social para a mudança positiva. Vejo por isso, uma necessidade urgente em aproveitar e desenvolver ideias inovadoras, honestas, dinâmicas e essencialmente arrojadas, para combater o marasmo instituído.

É necessária uma maior aproximação e participação da população nas estruturas de gestão autárquica, nomeadamente na Assembleia Municipal. Para tal, vamos continuar a lutar por uma maior acessibilidade dos eleitores às reuniões da Assembleia Municipal, e isso passa por uma alteração da hora e do dia em que elas se realizam, permitindo auscultar as opiniões e sugestões bem como, possibilitar uma discussão aberta, motivando a população para a participação activa na vida política. Para que esta ideia funcione em pleno, defendemos também a descentralização das reuniões da Assembleia Municipal, criando para isso, condições à sua realização nas diversas freguesias do concelho.

Como munícipe, outra das lacunas com que me deparo é a nível cultural. O concelho precisa de mais do que feiras e festas. É necessária uma infra-estrutura onde se possam realizar espectáculos e dinamizar outras actividades culturais. É necessário também aproveitar e tirar partido das infra-estruturas já existentes e pô-las a funcionar em pleno.

É preciso restituir a credibilidade aos órgãos de poder, e isso só é possível com trabalho sério e honesto, capaz de resolver os problemas da população, sendo para isso necessário ouvir e apelar à participação de todos, potenciando ao máximo as capacidades de cada um. 

É com grande sentido de responsabilidade, honestidade e competência, que assumo o compromisso de pôr em prática as politicas assumidos pela CDU para esta autarquia.

              

Viva a CDU!

Viva Penalva do Castelo!
                     

Dados biográficos de António Nogueira de Matos Vilarigues

António Nogueira de Matos Vilarigues

 

Nasceu a 27 de Dezembro de 1953 em Rio de Mouro, Sintra

Casado, três filhas

Reside em Nossa Senhora da Ribeira, Ínsua

Curso de Técnico Superior de Informática

Actividade profissional nas áreas de:

  • Gestão
  • Assessoria
  • Formação profissional
  • Certificação
  • Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC)
  • Publicista escreve regularmente no “Jornal do Centro”, no jornal “Público” e em revistas de TIC

Militante do PCP desde 19 de Setembro de 1970

Funcionário do PCP de Junho de 1971 a Junho de 1991

Foi membro da Direcção do Movimento Associativo dos Estudantes do Ensino Secundário de Lisboa em 1970/71

Foi membro da Comissão Central da União dos Estudantes Comunistas e da sua Comissão Executiva

Presidente e Membro da Direcção do Grupo de Utilizadores de SAP em Portugal de 2000 a 2004

Membro da Direcção da Casa do Benfica de Penalva do Castelo

Membro da Direcção da Organização Regional de Viseu do PCP e do seu Executivo
                                       

Dados biográficos de Carlos Alberto de Pina Rodrigues

Carlos Alberto de Pina Rodrigues

 

Nascido a 1 de Maio de 1979

Residente em Lusinde - Penalva do Castelo

Licenciado em Ensino, variante Educação Visual e Tecnológica, pela Escola Superior de Educação de Viseu

Foi presidente da Associação Recreativa Cultural e Ecológica de Lusinde entre 2003 e 2005

Possui experiência em expressão dramática e teatral, participando, escrevendo e encenando algumas peças de teatro

Nos tempos livres dedica-se à escrita e às artes visuais

Candidato Independente
                                                

Os cabeças de lista da CDU à Câmara e Assembleia Municipal de Penalva do Castelo

Foram apresentados no dia 23  de Julho os cabeças de lista da CDU à Câmara, António Vilarigues,  e à Assembleia Municipal, Carlos Pina Rodrigues, de Penalva do Castelo.

In Organização Regional de Viseu do PCP

                                                                         

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D