Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Assimetrias e desigualdades entre as diferentes regiões não diminuem em Portugal

«Um dos problemas estruturais mais graves do país são as graves assimetrias e desigualdades regionais que, por um lado, determinam que portugueses vivendo no mesmo país (o seu) tenham condições de vida muito diferentes e, por outro lado, levam a desertificação de muitas regiões já que provocam a deslocação das suas populações para as regiões litorais (onde se tem concentrado a maior parte do pouco desenvolvimento) causando a estas também graves problemas (infraestruturas, habitação, transportes, etc.). O quadro 1, com os últimos dados divulgados do INE, mostra que as graves assimetrias e desigualdades entre as várias regiões do país não estão a diminuir, até se acentuaram entre 1995 e 2012.»

-

A situação social no concelho de Mangualde

         A DOR Viseu e a Comissão Concelhia de Mangualde do PCP, vão realizar na próxima Sexta-feira, dia 6 de Fevereiro, pelas 21.00 horas, uma SESSÃO PÚBLICA de debate sobre a situação social que se vive no Concelho de Mangualde e que terá lugar no Auditório da Câmara Municipal, no Largo Dr. Couto.

Para além da população e das forças vivas do Concelho, foram convidados a dar o seu contributo nesta discussão, o deputado do PCP na Assembleia da República, Jorge Machado, o dirigente do SPRC e da União dos Sindicatos de Viseu, Manuel Rodrigues e o Coordenador da nova Comissão de Trabalhadores do Centro de Produção de Mangualde da PSA-Peugeot/Citroen, Jorge Abreu.   

Esta iniciativa tem como objectivo central analisar os impactos provocados pela vaga de despedimentos e de encerramento de empresas na vida económica e social do Concelho de Mangualde. Mas, também, avaliar os efeitos negativos do novo Código do Trabalho, imposto pelo governo PS, na economia e nas condições de vida dos trabalhadores. Sendo, igualmente, propósito dos promotores, demonstrar que há uma política alternativa, que coloque os recursos nacionais ao serviço do desenvolvimento regional, da criação de emprego, no apoio efectivo às Micro, Pequenas e Médias Empresas, à Agricultura e ao Comércio tradicional.

 

Viseu, 2/02/09

O Gabinete de Imprensa do PCP

                                                

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D