Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O complexo militar industrial e a energia núclear

O reprocessamento de combustível irradiado descarregado dos reactores é absolutamente necessário para disponibilizar combustível (reciclado ou convertido) em quantidade bastante para fazer da energia nuclear uma alternativa duradoura aos combustíveis fósseis; todavia poucos países procedem ao reprocessamento do combustível.
Esta situação irracional é de explicação complexa, mas não será separável da origem da indústria nuclear, desenvolvida para fins militares, no seio do complexo militar-industrial.

-

Cantores negros impedidos de entrar num hotel em Cuba!

Sim, amigos, esta é a triste e crua verdade!

O racismo em Cuba impediu a entrada de cantores negros num hotel (pelo menos)!

-

Mas, calma! Os casos passaram-se antes da Revolução... Passaram-se, pelo menos, com Josephine Baker e Nat King Cole.

«Em 1956, Nat King Cole foi contratado para actuar no Cabaret Tropicana e quis ficar no Hotel Nacional de Cuba, em Havana, mas foi impedido porque este hotel praticava a discriminação racial. No fim, por sugestão da direcção do hotel, foi-lhe oferecido um quarto no andar ocupado pela Máfia. Cole honrou o seu contrato e o seu concerto no Tropicana foi um enorme successo. No ano seguinte, regressou a Cuba para outro concerto onde cantou muitas canções em espanhol. Há agora uma homenagem a Nat King Cole no Hotel Nacional, com um busto e uma "jukebox".»

Para Ler:

«Nat King Cole came to Havana three times (1956/1957/1958), to perform at the Tropicana Cabaret. Finally, at the suggestion of the management, he was offered a room on the floor occupied by the Mafia.

Like Nat King Cole, Josephine Baker was refused entry to the Nacional in 1951. She came to Cuba on several occasions, and after 1959 was welcomed as an honored guest

Por "acaso", chegou-nos às mãos uma fotografia também de 1956... Aqui se podem ver, não Cole e Baker, mas dois grandes amigalhaços! Um deles era o presidente dos racistas EUA, país que, agora, à Cuba que homenageia Nat King Cole, impõe um odioso bloqueio. O outro era o presidente da Cuba racista de antes da Revolução, o ditador apoiado pelos mesmíssimos EUA.

A fotografia mostra Fulgencio Batista e Dwight Eisenhower numa reunião da OEA, no Panamá, dia 1 de Julho de 1956. Quem sabe se não foram fazer uma visitinha à Escuela de las Américas‎ (que aí estava localizada) e se encontraram com o nazi e criminoso de guerra Klaus Barbie, "o carniceiro de Lyon", que andava por lá a "aprender" e a "instruir"?

Bem deixemo-nos de fantasias, e ouçamos Nat King Cole no filme In the Mood for Love a cantar dois boleros cubanos:

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D