TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Terça-feira, 26 de Julho de 2016
Os Grupos Económicos e o Desenvolvimento em Portugal no Contexto da Globalização

Os Grupos Economicos e o Desenvolvimento em Portug

A investigação realizada ao longo de 4 anos, condensada neste livro, teve como objectivo responder às seguintes questões:

  • Qual é a dimensão do domínio que têm já os grupos económicos em Portugal e qual é a associação que existe entre grupos económicos e desenvolvimento?

  • Serão os grupos económicos um factor importante de crescimento económico e desenvolvimento ou, pelo contrário, serão um factor gerador de desigualdades sociais e regionais e, eventualmente, mesmo um obstáculo ao crescimento económico e ao desenvolvimento sustentado e equilibrado do nosso país?

  • E tudo isto no contexto da globalização, já que actualmente não existe um grupo económico importante que não esteja internacionalizado e integrado no actual processo de globalização e que, por isso, não seja condicionado na sua actividade por tudo aquilo que se passa a nível global.

A conclusão principal que se tirou da investigação realizada é que os grupos económicos a operar no país têm uma posição de grande domínio nos principais segmentos de mercado em que operam condicionando, dessa forma, todo o crescimento económico e desenvolvimento em Portugal e são já, na sua maioria, controlados por grandes grupos económicos estrangeiros, não sendo possível qualquer desenvolvimento independente, equilibrado e sustentado em Portugal sem antes eliminar o domínio que têm sobre o poder político e sobre a economia e a sociedade portuguesa.

Edição em formato digital do autor em 2016

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:24
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 1 de Julho de 2016
Colômbia: Acordo histórico em Havana

Colômbia diálogos paz1

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército do Povo (FARC – EP) e o governo colombiano assinaram na quinta-feira, 23, em Havana, um acordo histórico de cessar-fogo e de desarmamento.

O acordo, considerado um passo decisivo para pôr fim a um conflito que dura há mais de meio século, foi assinado pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e o líder das FARC, Rodrigo Londoño "Timochenko". A capital cubana, sede desde Novembro de 2012 das negociações de paz, acolheu a cerimónia em que participaram o anfitrião e presidente cubano, Raúl Castro, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Noruega, Borge Brende, em representação dos países garantes do processo de paz, e os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e do Chile, Michelle Bachelet, como nações acompanhantes dos diálogos de paz.

O momento histórico foi ainda acompanhado pelos presidentes da República Dominicana, de El Salvador e do México, além do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, na qualidade de convidado especial, que se fez acompanhar pelos presidentes do Conselho de Segurança, Francois Delattre, e da Assembleia geral da ONU, Mogens Lykketoft.

Ler texto integral

 

«Miguel Urbano, um dos revolucionários que mais escreveu sobre a heroica luta das FARC-EP e mais divulgou a sua epopeia faz, nesta hora de refluxo, o comentário possível aos acordos recentemente assinados em Havana, entre aquela organização revolucionária e o governo da Colômbia.
Termina, confessando a sua dificuldade em «imaginar que tipo de «reconciliação» (…) será possível, num contexto em que a classe dominante não esconde a sua fidelidade ao neoliberalismo ortodoxo e à íntima aliança com os Estados Unidos».
»

 

Bandeira_FARC-EP.jpg

«A paralisação de camponeses, assalariados rurais e indígenas colombianos dura há mais de uma semana e já obrigou o governo a comprometer-se com a segurança dos manifestantes.»

Juan Manuel Santos1.jpg

 

Publicado neste blog:

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 14:29
link do post | comentar | favorito

Domingo, 23 de Junho de 2013
Colômbia: Entre o céu e o inferno

É preciso entender que este não é um processo de submissão, mas de construção de paz. Não se trata de uma incorporação da insurgência ao sistema político vigente, assim como está, sem que se opere nenhuma mudança a favor das maiorias excluídas. Então, qual foi o intuito da luta? O melhor epílogo desta guerra deve ser rubricado por mudanças estruturais no político, econômico e social que propiciem a superação da pobreza e da desigualdade.

Temos que defender este processo de paz, esta esperança. Todos, resolutamente, governo, guerrilha das FARC e as organizações sociais e políticas do país, devem somar vontades para alcançar, após décadas de confronto bélico, a ansiada reconciliação com justiça social. O que nos importa Uribe e Fedegan se estamos determinados a alcançar a paz?

-

   Nesta entrevista com Pablo Catacumbo, membro do Estado-Maior Central das FARC-EP explica como e por que razão as FARC-EP a negociar com o governo de Juan Manuel Santos: «Sentimos que havia a possibilidade de alcançar uma solução política, que nunca esteve ausente da nossa abordagem estratégica». 

-

Publicado neste blog:

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 9 de Junho de 2013
As FARC-EP, meio século de luta pela paz

-

Os Diálogos para a Paz entre as FARC e o governo colombiano chegaram a um importante acordo sobre a Reforma Agrária [ler texto em baixo]. O difícil processo negocial prossegue. As FARC estão conscientes de que a conquista da Paz é inseparável do desmantelamento da oligarquia que utiliza o Estado como instrumento da sua política de classe, marcada por uma repressão feroz.

-

«Após discutir durante meses nossa problemática rural e de buscar soluções que, efetivamente, reivindiquem e redimam o camponês, as comunidades indígenas e afrodescendentes, e que favoreçam o bem viver dos colombianos, avançamos na construção de um acordo, com exceções pontuais, que necessariamente terão que ser retomadas, antes da concretização de um acordo final.»

-

«Nas últimas semanas o governo de Barack Obama alterou profundamente a sua estratégia para a América Latina.

Três acontecimentos quase simultâneos assinalaram o início de uma perigosa ofensiva que visa a desestabilizar os governos progressistas da Região: o recebimento por Juan Manuel Santos de Capriles Radonski - o líder da extrema-direita venezuelana, derrotado nas eleições presidenciais - a visita a Bogotá de Joe Binden, vice dos EUA, e a notícia de que a Colômbia prepara a sua adesão à NATO

-

Publicado neste blog:

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 12:04
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 18 de Março de 2013
Colômbia: Por uma paz digna, com justiça, democracia e soberania

-

A delegação de Paz das FARC-EP e a direção do MCB, reunida em Havana, Cuba, território livre da América e avançada da segunda independência latino-caribenha, exorta aos povos deste continente e do mundo a impulsionar com renovado entusiasmo e intensa participaçom, o desenvolvimento exitoso dos diálogos que têm local nesta cidade heróica.

Nada pode ser mais imperioso que conseguir uma saída política justa e digna a este desgarrador conflito social armado para um povo que, como o colombiano, sofreu e sofre os rigores de umha guerra encarniçada, imposta ao longo de meio século por um Estado, por umha classe dominante-governante e uma superpotência imperialista, os Estados Unidos, empenhada em assumir o terror como meio de submetimento e saque.

Urge, portanto, deter essa tendência cruel e destrutiva, acordando quanto antes melhor, um cessamento de fogo bilateral que despeje o clima de confrontaçom violenta que ainda perdura; favorecendo assim o exame cuidadoso, detito, desapaixonado e profundo das causas económicas, sociais, políticas e culturais do estado de guerra a superar.

-

-
Publicado neste blog:

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 15:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 23 de Março de 2008
O monopólio mediática da Prisa

   « Na sociedade da globalização neoliberal, exige uma informação globalizada, de sentido único que informe de acordo os interesses dessa mesma sociedade. Os grandes grupos mediáticos assumem nesta sociedade uma importância vital. “Um dos mais alardeados baluartes pelo capitalismo é a sua liberdade de expressão”, mas verdade é que em grupos económicos como a Prisa, os jornalistas têm cada vez mais toda a liberdade de escrever o que o patrão pensa

               
Ler Texto Integral
               

Relação de empresas do grupo PRISA
:
  
                                                                                        

ESPANHA
                    

Imprensa:

Diario El País, S.L., Diario El País Internacional, S.A., Diario As, Estructura, Diario Cinco Días, Promotora general de revistas S.A., Box News Comunicaciones S.L., Eje de Editores Media, Dominical, Espacio Editorial Andaluza, Holding S.L., Diario Jaén S.A., El Correo de Andalucía S.L., Novotécnica S.A. (La Voz de Almería), Odiel Press S.L., El Correo de la Costa del Sol S.L., Redprensa S.A., Gestión de Medios de Prensa S.A.   

Revistas:

Rolling Stone, Cinemanía, Claves, Gentleman, Foreign Policy               

Televisão local:

Promotora de Emisoras de Televisión SA, Televisión Medios y Publicidad, Canal 4 Navarra SL, Localia TV Madrid S.A., Promociones Audiovisuales Sevillanas S.A., Productora de TV de Córdoba, Productora Audiovisual de Mallorca, Prodimesa, Productora Audiovisual de Badajoz, Productora Extremeña de Televisión, Productora Comunicación de Toledo, Málaga Altavisión, Gipuzkoa Televisión, Socater (TV autonómica de Canarias), Promotora Audiovisual de Zaragoza S.L.        

Rádio:

Sociedad Española de Radiodifusión S.A., SER Convencional, 40 Principales, Cadena Dial, M80, Radiol., Máxima FM, Sociedad de Servicios, Radiofónicos Unión Radio, S.A., Corporación Canaria de Información y Radio S.A., Sogecable Música S.L.        

Educação e formação:

Santillana, Grupo Santillana de Ediciones S.A., Alfaguara, Taurus, Aguilar, Altea, Richmond, Alamah, Canal de editores S.A., Suma de Letras S.L., Editora Moderna (Brasil), Santillana Formación, Instituto Universitario de Postgrado

Música:

Gran Vía Musical Discos, Muxxic, Horus, SunnyLuna, Freequency, Gran Vía Musical Eventos, Gran Vía Musical Distribución, Gran Vía Musical Editoras, Nova, Lirics & Music, Plural, Entertainment, Plural Luna, Tesela

Unidade de meios internacionais:

Grupo Caracol (Colombia), Sistema Radiópolis (México)

Participaciones de Radio Latino-americanas:

Chile, Costa Rica, Panamá, EUA, Francia, Progresa México, Rolling Stone México, Investissements Presse Regionale, Presse Europe Regions, Midi Libre

Recursos:

Gerencia de Medios, S.A. (GDM), Dédalo Grupo Gráfico, S.L.

Cabo:

Gran Vía Musical, Eventos, Canal Satélite Digital S.L., DTS, Distribuidora de TV Digital, S.A., Gestión de Derechos, Audiovisuales y Deportivos S.A., Audiovisual Sport, S.L., Euroleague, Marketing, S.L., Sociedad General de Cine, S.A., Sogepaq, Canal+ Investment Us Inc., StudioCanal Spain, S.L., Compañía Independiente de Televisión, S.L., Fox Kids España, S.L., Sogecable Fútbol, S.L., Cinemanía, S.L., Compañía Independiente de Noticias de Televisión, S.L. (CNN+)

Filmes patrocinados pela PRISA:

Los Otros, Abre los Ojos, Tesis, El Día de la Bestia, Lucia y el Sexo, Año Mariano, Secretos del corazón, Los amantes del circulo polar, El Barrio, La gran aventura de Mortadelo y Filemón, El espinazo del diablo, El Milagro de P. Tinto, Nadie conoce a nadie, 800 Balas, La caja 507, Los Lunes al Sol, Secretos del corazón

                  

PORTUGAL

                

Revistas:

Lux, Lux Deco, Lux Woman, Super Maxim, PC World, Computer World, Briefing, Casas de Portugal, Revista de Vinhos TVI;    

Televisão

TVI, RETI (Rede de Emissores de Televisão Independente);

Rádio:

Rádio Comercial, Rádio Clube Português, Cidade, Best RockFM, Romântica, Nacional, Mix;

Internet:        

Cotonete Internet (portal IOL, Portugal Diário, Mais Futebol, agênciafinanceira.com);

Recursos:          

Grupo NBP (principal produtor de telenovelas), Produção discográfica e de concertos, Empresas de outdoor – publicidade externa.

      

Nota: estes dados estão em constante mutação e não se incluem áreas de negócios não directamente ligadas com os média.

                
El País fabrica informação falsa, Carta do Secretário-geral da OEA
                                

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 13:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 7 de Março de 2008
Leitura Obrigatória (LXXIII)

    São de leitura obrigatória os estudos de Eugénio Rosa sobre a realidade económica e social de Portugal:

                                                  

sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:08
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Os Grupos Económicos e o ...

Colômbia: Acordo históric...

Colômbia: Entre o céu e o...

As FARC-EP, meio século d...

Colômbia: Por uma paz dig...

O monopólio mediática da ...

Leitura Obrigatória (LXXI...

arquivos
tags

álvaro cunhal

assembleia da república

autarquia

avante!

bce

benfica

blog

blogs

câmara municipal

capitalismo

caricatura

cartoon

castendo

cds

cdu

cgtp

cgtp-in

classes

comunicação social

comunismo

comunista

crise

crise do sistema capitalista

cultura

cultural

democracia

desemprego

desenvolvimento

desporto

dialéctica

economia

economista

eleições

emprego

empresas

engels

eua

eugénio rosa

exploração

fascismo

fmi

futebol

governo

governo psd/cds

grupos económicos e financeiros

guerra

história

humor

imagens

imperialismo

impostos

jerónimo de sousa

jornal

josé sócrates

lénine

liberdade

liga

lucros

luta

manifestação

marx

marxismo-leninismo

música

notícias

parlamento europeu

partido comunista português

paz

pcp

penalva do castelo

pensões

poema

poesia

poeta

política

portugal

precariedade

ps

psd

recessão

revolução

revolucionária

revolucionário

rir

salários

saúde

segurança social

sexo

sistema

slb

socialismo

socialista

sociedade

sons

trabalhadores

trabalho

troika

união europeia

vídeos

viseu

vitória

todas as tags

LIGAÇÕES A CASTENDO
Visitantes
eXTReMe Tracker
Google Analytics
blogs SAPO
subscrever feeds