TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Segunda-feira, 1 de Outubro de 2018
Notas soltas sobre os comunistas e as redes sociais

bandeira_pcp oficial.jpg

  1. O Partido Comunista Português (PCP) é uma associação livre, de homens e mulheres livres, que lutam contra a exploração e a opressão capitalistas, pela democracia, pelo socialismo e o comunismo.
  2. No panorama partidário do nosso País, o PCP é o ÚNICO partido que se afirma como um partido de classe. O Partido Comunista Português é o partido da classe operária e de todos os trabalhadores.
  3. É o ÚNICO partido que defende a construção de uma nova sociedade. O PCP tem como objectivos supremos a construção em Portugal do socialismo e do comunismo que permitirão pôr fim à exploração do homem pelo homem.
  4. Para aderir basta apenas que aceite o Programa e os Estatutos, milite numa das suas organizações e o pague a sua quotização.
  5. A estrutura orgânica e o funcionamento do Partido assentam em princípios que visam assegurar simultaneamente, como características básicas, uma profunda democracia interna, uma ÚNICA orientação geral e uma ÚNICA direcção central.
  6. O comunista educado nos princípios democráticos é democrata sem esforço. É democrata porque não sabe pensar e proceder de outro modo. Porque não tem um desmedido orgulho e vaidade individual. Porque tem consciência das suas próprias limitações. Porque respeita, porque ouve, porque aprende, porque aceita que os outros podem ter razão.
  7. As REDES SOCIAIS são uma excelente ferramenta de partilha e divulgação das posições dos comunistas, bem como da sua discussão com pessoas com outro pensamento. NÃO SÃO UM ORGANISMO DO PARTIDO.
  8. As redes sociais são, porque tudo na natureza e na sociedade é dialéctico, uma extraordinária forma de os nossos adversários políticos e inimigos de classe conhecerem e influenciarem a nossa actividade.
  9. Nenhum comunista deve ter dúvidas que as centrais de comunicação e os serviços de informação monitorizam as nossas acções nas redes sociais. Para conhecimento e para acção.
  10. Cada “gosto”, cada opinião, cada desabafo, cada discussão fora dos locais próprios, são dados preciosos para conhecerem os nossos pontos fracos e fortes, para desenvolverem as acções de intriga e de desagregação.
  11. Não é por acaso que nos grupos e fóruns maioritariamente compostos por comunistas aparece sempre quem se faça passar por membro do PCP sem o ser, defendendo posições e orientações que não são as nossas.
  12. Esta é a minha opinião pessoal. É assim que eu penso e ajo. Agradeço que quem concordar partilhe e divulgue.

Fraternais saudações comunistas.

Saúde felicidades e bom trabalho.

facebook

 


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 13:34
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 11 de Março de 2011
Facebook, ingenuidades e reaccionarices

 (...)

Uma ingenuidade que encontra a sua explicação na falta de reflexão sobre o fenómeno concreto que é a internet e o facebook, no descurar da diferença entre o universo teórico de receptores de uma determinada mensagem e o universo real dos que a recebem, da importância dos factores de credebilização da informação recebida, e do esquecimento das diversas redes reais existentes nas sociedades.

(...)

O facebook, meio real de comunicação e circulação de informação, é neste processo fetichizado, para esconder a mecânica real do processo – seja esta mecânica real a acção organizada de serviços secretos, como aconteceu nas revoluções coloridas organizadas pela CIA, seja esta mecânica real a intencional promoção de um programa político inconsequente por forças que sabem o protesto inevitável mas temem a acção organizada e transformadora das massas.

Mas não menos reaccionário é negar a existência do facebook. Existe, é uma realidade material e contraditória, onde a luta também se trava. (...)

-


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 27 de Março de 2008
Penalva do Castelo - Voluntariado, Sim: Dar é Receber

    No próximo dia 02 de Abril, pelas 14.00 horas, no Auditório da Banda Musical de Penalva do Castelo, a Rede Social, em colaboração com a Câmara Municipal, irá realizar uma Acção de Sensibilização destinada a apelar, junto das instituições e comunidade locais, para a importância da prática do voluntariado.

A acção, intitulada “Voluntariado, sim: dar é receber”, que tem por fim último a criação de um Banco Local de Voluntariado, insere-se no âmbito da execução das acções do 2º Plano de Acção da Rede Social e tem por destinatários os dirigentes de instituições locais; técnicos com intervenção na área social; pessoas interessadas na prática do voluntariado e toda a comunidade em geral.

A Rede Social, conjuntamente com a Câmara Municipal de Penalva do Castelo, lança o repto a todos os interessados na matéria para que se inscrevam na referida acção.
Podem fazê-lo aqui, até ao próximo dia 31 de Março.

                                           

 
 
 
 
 
 
 
 
 

veja aqui o programa

veja aqui o desdobrável

 

                   

In Câmara Municipal de Penalva do Castelo

                   


sinto-me:

publicado por António Vilarigues às 16:21
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Notas soltas sobre os com...

Facebook, ingenuidades e ...

Penalva do Castelo - Volu...

arquivos
tags

álvaro cunhal

assembleia da república

autarquia

avante!

bce

benfica

blog

blogs

câmara municipal

capitalismo

caricatura

cartoon

castendo

cds

cdu

cgtp

cgtp-in

classes

comunicação social

comunismo

comunista

crise

crise do sistema capitalista

cultura

cultural

democracia

desemprego

desenvolvimento

desporto

dialéctica

economia

economista

eleições

emprego

empresas

engels

eua

eugénio rosa

exploração

fascismo

fmi

futebol

governo

governo psd/cds

grupos económicos e financeiros

guerra

história

humor

imagens

imperialismo

impostos

jerónimo de sousa

jornal

josé sócrates

lénine

liberdade

liga

lucros

luta

manifestação

marx

marxismo-leninismo

música

notícias

parlamento europeu

partido comunista português

paz

pcp

penalva do castelo

pensões

poema

poesia

poeta

política

portugal

precariedade

ps

psd

recessão

revolução

revolucionária

revolucionário

rir

salários

saúde

segurança social

sexo

sistema

slb

socialismo

socialista

sociedade

sons

trabalhadores

trabalho

troika

união europeia

vídeos

viseu

vitória

todas as tags

LIGAÇÕES A CASTENDO
Visitantes
eXTReMe Tracker
Google Analytics
blogs SAPO
subscrever feeds