Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Ódio de conhecida populaça revolucionária e dos seus responsáveis instigadores

    Vitalino Canas sobre o incidente com Vital Moreira:

«(...) o resultado do “ódio” instigado pelos comunistas e pela Intersindical ao longo desta legislatura.»

Na 2ª sessão legislativa da VII Legislatura (1957-1961) da Assembleia Nacional:

«(...) ódio de conhecida populaça revolucionária e dos seus responsáveis instigadores (...)»

                                                                                                      

Ele há coincidências fantásticas, não há?

                                                                                                      

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

                                                                    

Quem falou no «ódio de conhecida populaça revolucionária e dos seus responsáveis instigadores»?

    Não, não foi Vitalino Canas.

Vitalino disse que o incidente com Vital Moreira era o resultado do “ódio” instigado pelos comunistas e pela Intersindical ao longo desta legislatura.

    A frase do título foi pronunciada na 2ª sessão legislativa da VII Legislatura (1957-1961) da Assembleia Nacional.

Pode se lida no Diário das Sessões nº 114, página 0843.

Claro que, nesses tempos, os instigadores desse «ódio» eram «chamados» às sedes da PIDE para apresentarem as devidas desculpas.

                                                                    

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

                                                                     
Notícias AQUI

                                                                                                                                                                                     

Vital Moreira: Ele há coisas fantásticas, não há?

    Algumas perguntas de um observador que se considera atento:

  1. A quem serve este tipo de incidentes? À CGTP-IN? Ao PCP? À CDU? Ao PS? A Vital Moreira?

  2. O que têm João Proença, a UGT, Vitalino Canas, Vital Moreira e tutti quanti na blogosfera e na comunicação social a dizer e a escrever quanto a isto e isto?

  3. Porque razão Vital Moreira, que faz questão de afirmar que não é militante do PS, estava incluído numa delegação OFICIAL do PS?

  4. Esta notícia é verdadeira? Se sim quem alterou o local e o itinerário e porquê? E porque não saiu na edição impressa do jornal?

  5. O PS, Vital Moreira e Vitalino Canas (e tutti quanti na blogosfera e na comunicação social) importam-se de cumprir as regras mínimas do lead jornalístico e de nos informar sobre o onde, o como, o quem e o porquê que os leva a acusar a CGTP-IN e o PCP?

  6. Vital Moreira (e Daniel Oliveira, e Miguel Portas, e etc.) quer fazer o favor de contar aos portugueses em quantas reuniões do PCP participou, enquanto militante deste partido, em que tivesse sido decidido agredir ou provocar militantes de outros partidos, para mais incluídos em delegações oficiais?

  7. O PS, ou o seu governo, já pediram desculpas pelas afirmações daquele  Secretário de Estado que disse que ia «trucidar» trabalhadores da função pública?

  8. «Estragámos a festa. Entrámos (no Estádio 1º de Maio) de roldão, em puro confronto físico, (...) abrindo caminho ao empurrão, ao soco e aos encontrões. (...) Quando lá chegámos (à tribuna) fomos impedidos de entrar pelos elementos da Intersindical (...) Impossibilitados de entrar e de usar da palavra». Vital Moreira e Vitalino Canas desconheciam isto?
  9. Alguém que explicar estes «esquecimentos»?

Notícias AQUI e AQUI

                                                                                                                                        

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D