Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

O CASTENDO

TERRAS DE PENALVA ONDE «A LIBERDADE É A COMPREENSÃO DA NECESSIDADE»

Ana Gomes teve um ataque de ciúmes a propósito de Luís Amado: «Mais depressa se apanha um acariciado do que um coxo»!

Ana Gomes, que apoia a NATO (1) e a guerra no Afeganistão (2) (e, consequentemente, apoia todas as atrocidades que aí se cometem) mas que, por desfastio, é contra os voos da CIA, teve um ataque de ciúmes. Também não admira: teve conhecimento de uma missiva que uma amiga comum enviou usando ternas palavras sobre o seu Amado (Luís)!

E vai daí, toca de vir a público dizer, com despeito: «Mais depressa se apanha um acariciado do que um coxo»!

Neste blogue podemos gabar-nos de tanto acariciarmos Ana Gomes como Luís Amado!

Clique nos nomes para ver tudo o que se tem publicado neste blogue sobre Ana Gomes e Luís Amado.

E Luís Amado já se demitiu?

(«Se me provar isso, demito-me no dia seguinte» - Luís Amado)

(2) Citações de Ana Gomes:

25 de Agosto de 2008:

15 de Abril de 2009:

[Manuel Alegre critica reforço. Mas aprova a presença? E sobre a NATO, o que diz Alegre?]

16 de Dezembro de 2009:

Excerto da (parte final da) «missiva» da Embaixada dos EUA relativa a Luís Amado que despertou os ciúmes de Ana Gomes:

«Right now, it would be to our advantage to stroke him [Luís Amado] a lot.» [Agora, seria vantajoso para nós acariciá-lo muito]

-

Publicado neste blog:
adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

Se Luís Amado estivesse calado já não lia isto hoje...

    Se Luís Amado estivesse calado já não lia isto hoje... 

«Se da la circunstancia de que Portugal es uno de los países europeos que, en connivencia con Estados Unidos, permitió que se utilizara su territorio o su espacio aéreo para trasladar a presos secuestrados por la CIA al limbo legal que mantiene en la base militar de Guantánamo, dentro del programa de 'extraordinary renditions' o secuestros puesto en marcha por la inteligencia estadounidense.

Así lo reconoció en mayo pasado el Ministerio de Transportes (responsable del control del tráfico aéreo), a través de un informe enviado la semana pasada al Parlamento portugués divulgado por el diario 'Jornal de Notícias'.

Según otro informe de la organización de derechos humanos Reprieve, que data de enero de 2008, más de 700 prisioneros habían pasado por Portugal en, al menos, 94 vuelos.»

 Recordando o que foi publicado neste blog:

                                       

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

                               

Notícias AQUI e AQUI

    

Os voos secretos da CIA e os campos de concentração dos EUA (BBC)

 

Jorge Machado referiu que as informações recentemente vindas a público vêm dar razão ao PCP que «tem vindo a denunciar o facto de os EUA terem recuperado um método de operações clandestinas denominado "rendições extraordinárias"». Jorge Machado referiu ainda que «o PCP não pactua com esta pouca vergonha e propõe uma medida simples (…)  ao alcance do exercício da nossa soberania nacional, que passa por interditar, com efeitos imediatos, o nosso espaço aéreo a todo e qualquer voo com origem ou destino em Guantánamo».                
                                     

Ler Texto Integral                        

    O deputado socialista José Vera Jardim argumentou que está em curso uma investigação da Procuradoria-Geral da República sobre «todas as circunstâncias» do caso e alertou para as consequências de a Assembleia aprovar o projecto do PCP.

«É um absurdo», reclamou Vera Jardim, afirmando que a resolução iria pôr em causa «os compromissos internacionais» do país com «a NATO e um aliado», dado que Guantanamo é uma base militar dos Estados Unidos, com quem o país tem um acordo.

  • Reportagem em vídeo VUELOS SECRETOS                              

«For some time now it has been an open secret that the CIA has flown terror suspects across the globe and handed them over to governments notorious for their poor human rights record. Critics see this as a ruse to outsource torture seeking to avoid legal responsability. But not all 'delicate' questioning is delegated to foreign governments. In cooperative countries so-called 'black sites' were set up where US agents had full control but due to fact that the sites were nominally under foreign jurisdiction (like Guantanamo Bay) human rights garanteed by US law were considered not applicable by the administration. Yet still the agents would assume typically governmental activities like arresting, detaining and interrogating suspects, even under foreign jurisdiction.»

Ver também:

  • CNN                                                            

adaptado de um e-mail enviado pelo Jorge

                            

Notícias AQUI

              

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    K

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    W

    X

    Y

    Z

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D